Diferenças entre lulas e chocos

fevereiro 15, 2019
Entre as diferenças entre a lula e o choco, está que a primeira é mais alongada e cilíndrica, enquanto o segundo é mais achatado e oval. 

Embora ambos sejam moluscos morfologicamente semelhantes, há certas diferenças entre lulas e chocos, também conhecidos como sépias. A seguir, contaremos um pouco mais sobre cada um desses animais para ajudá-lo a conhecê-los e, também, a reconhecê-los com mais facilidade.

Destaques das lulas

As lulas são moluscos cefalópodes que compõem a ordem dos teutidos (Teuthida). Nesta ordem encontramos duas subordens, Oegopsina e Myopsina, que abrangem as diferentes espécies de lulas conhecidas hoje.

A subordem de Oegopsina compreende várias famílias com uma grande diversidade de espécies, incluindo a famosa lula gigante.

Por outro lado, na subordem Myopsina, uma única família é classificada, denominada Loliginidae.

São animais marinhos carnívoros e invertebrados, relacionados ao choco, polvo e nautilus. Anatomicamente, eles são caracterizados pela presença de dois tentáculos principais e oito braços.

Características da lula

Os tentáculos da lula apresentam uma musculatura bem desenvolvida e estão equipados com poderosas ventosas.

Algumas espécies, como a lula gigante, são capazes de regenerar seus tentáculos, no caso de perder ou deliberadamente arrancar parte deles para escapar de seus predadores.

Outra característica típica da lula é o peculiar sistema circulatório composto de dois corações branquiais e um coração sistêmico.

Devemos destacar que as lulas têm duas brânquias, através das quais podem respirar normalmente em ecossistemas aquáticos.

Lula

A lula e sua capacidade de camuflagem

Lulas têm células especiais em sua pele, conhecidas como cromatóforos, que contêm pigmentos dentro e que são capazes de refletir a luz.

Além de definir a cor da pele, essas células permitem que o animal mude de cor facilmente para se camuflar em seu ambiente.

Essa estratégia é combinada com a capacidade de ejetar sua tinta para confundir e escapar de seus predadores.

A alta concentração de cromatóforos também explica por que as lulas geralmente exibem cores muito marcantes em sua pele. De fato, uma grande variedade de padrões de coloração pode ser observada entre as diferentes espécies.

Aspectos gerais sobre o choco

Os chocos também são moluscos cefalópodes, mas pertencem à ordem dos sepidos. Nele encontramos mais de 100 espécies de choco.

Estes são moluscos de tamanho médio, que geralmente atingem até 40 centímetros de comprimento na idade adulta.

Seu corpo tem formato oval e é ligeiramente achatado, cercado por duas barbatanas, que formam uma espécie de crista cutânea.

Uma de suas características mais marcantes é a presença de 10 tentáculos irregulares que estão concentrados em torno de sua boca. Destes cinco pares de tentáculos, quatro são mais curtos e possuem duas fileiras de pequenas ventosas cada.

Choco, ou sépia

O par mais longo é retrátil e geralmente triplica em tamanho em relação aos outros tentáculos. Nas suas extremidades eles têm uma espécie de paleta formada por várias ventosas irregulares.

Estes longos tentáculos servem não apenas para capturar a presa, mas também são fundamentais para a reprodução do choco.

Semelhanças e diferenças entre lulas e chocos

Conhecendo um pouco melhor esses animais aquáticos, podemos perceber que existem semelhanças e diferenças entre lulas e chocos. 

Essas espécies não se parecem por acaso, mas estão geneticamente cindidas, o que leva a semelhanças em sua anatomia e fisiologia.

No entanto, lulas e chocos diferem até mesmo em relação à sua aparência. Enquanto o choco tem um corpo oval e ligeiramente achatado, as lulas são mais alongadas e cilíndricas.

Além disso, o choco pode medir até 40 centímetros, enquanto a lula geralmente tem pelo menos 60 centímetros de comprimento. Algumas espécies de lulas gigantes podem, até mesmo, ultrapassar 15 metros de comprimento.

Devemos notar também que as lulas têm dois tentáculos e oito braços com ventosas. Por outro lado, o choco tem 10 tentáculos concentrados na região da boca, que são visivelmente menores que os da lula.

Outra das marcantes diferenças entre lulas e chocos é encontrada no formato de sua concha interna. Na lula, observa-se uma estrutura fina, cartilaginosa, plana e transparente conhecida como pena.

Por outro lado, a concha interna do choco tem forma de colher e sua composição é calcária, o que lhe confere uma cor branca. Esta é outra diferença em relação à lula.

  • Ibáñez, C. M., Chong, J., & Pardo-gandarillas, M. C. (2005). Relaciones somatométricas y reproductivas del calamar. Invest. Mar., Valparaíso.
  • Akasaki, T., Nikaido, M., Tsuchiya, K., Segawa, S., Hasegawa, M., & Okada, N. (2006). Extensive mitochondrial gene arrangements in coleoid Cephalopoda and their phylogenetic implications. Molecular Phylogenetics and Evolution. https://doi.org/10.1016/j.ympev.2005.10.018