3 doenças mais comuns em peixes e seus tratamentos

Saber quais são as doenças mais comuns em peixes nos ajudará a agir da melhor maneira possível e evitar maiores danos.
3 doenças mais comuns em peixes e seus tratamentos

Última atualização: 01 Fevereiro, 2021

Se você já teve um aquário em casa, saberá em primeira mão que eles dão mais trabalho do que parece. Limpar, alimentar, controlar o comportamento e a compatibilidade de alguns peixes com outros… Hoje vamos ver quais são as doenças mais comuns dos peixes e como remediá-las.

As doenças mais comuns em peixes

Uma das coisas que nem todo mundo faz é manter verificações regulares e rígidas da águaIsso nos dará uma ideia do estado geral do aquário e poderemos tomar medidas antes que afete de forma irreparável os peixes ou os leve a contrair doenças.

Doença dos pontos brancos

É, sem dúvida, a doença mais comum dos peixes de aquário. Além disso, é muito visível porque aparecem manchas brancas por todo o corpo, tanto na pele como nas barbatanas. Também afetam áreas como as guelras, o que os impede de respirar normalmente.

Os problemas com essa doença tendem a aumentar porque os peixes esfregam o corpo devido ao desconforto causado pelos pontos brancos, causando a perda de escamas e até feridas que podem infeccionar.

É causada por um parasita unicelular e não costuma aparecer espontaneamente em aquários, pois surge por meio de um novo peixe que chega com a infecção. Em poucos dias, todos os peixes do aquário estarão infectados. A situação se tornará muito mais complicada se você não agir imediatamente, pois essa infecção tem uma incrível capacidade de se espalhar.

Para acabar com esse parasita, parte da água do aquário deve ser trocada rapidamente, para diminuir a concentração da infecção. Além disso, também deve ser adicionado um medicamento que você é capaz de encontrar em qualquer loja especializada. Claro, você tem que respeitar escrupulosamente as indicações do medicamento porque, se exagerar na dose, as consequências podem ser fatais.

Infecções fúngicas

É um tipo de infecção secundária, que costuma ter como causa outro problema. Também é altamente visível e relativamente fácil de identificar, pois os peixes possuem formações algodoadas que podem aparecer na pele, ao redor das feridas ou nas nadadeiras.

Infeções fúngicas

Esse problema tem como causa esporos de fungos que normalmente estão presentes na água e que afetará apenas os peixes que não se encontrarem em bom estado de saúde. Daí a importância de controlar todos os parâmetros básicos para que os nossos peixes se mantenham saudáveis ​​e fortes. Alguns exemplos de parâmetros são: a temperatura da água, o tipo de alimentação, a compatibilidade de uns peixes com outros…

Existem remédios vendidos nas lojas para esses fins, mas a doença voltará a aparecer se não mudarmos os hábitos de controle do aquário e nos certificarmos de que todos os peixes estão em perfeitas condições. Às vezes, os ferimentos que alguns peixes tiverem causado em outros são suficientes para enfraquecer o sistema imunológico e torná-los suscetíveis ao ataque do fungo, por isso é essencial controlá-lo.

Doenças mais comuns em peixes: doença do veludo

Outra das doenças mais comuns em peixes é conhecida como doença do veludo. É rapidamente identificada porque os peixes desenvolvem uma camada aveludada cinza-dourado que envolve as nadadeiras e as guelras, e acaba invadindo todo o corpo do animal.

Doença do veludo

É uma das doenças que mais os incomodam, pois impede que respirem normalmente, os faz produzir muito muco e até causa a perda de apetite. Ela é provocada por dinoflagelados que chegam ao aquário por meio dos novos peixes transmissores da doença.

Para acabar com ela, basta adicionar à água um medicamento específico que você encontra em lojas especializadas e, como todos os medicamentos, seguir com muito rigor as instruções de uso para não causar maiores danos.

Pode interessar a você...
Qual deve ser o tamanho do aquário para um peixe-dourado?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Qual deve ser o tamanho do aquário para um peixe-dourado?

Hoje falaremos sobre quais aspectos levar em conta ao definir o tamanho do aquário para um peixe-dourado. Não deixe de conferir!