Dragão de Komodo: conheça tudo sobre este “monstro”

Este grande réptil é um super-predador capaz de engolir presas de tamanho inferior a uma cabra sem mastigar. O Dragão de Komodo se alimenta, principalmente, de carniça, que consegue detectar a 10 km de distância, através de estímulos receptores em sua língua.

O maior lagarto do mundo (pode chegar a medir 3 metros de comprimento) é um super-predador que se alimenta de carniça. O Dragão de Komodo possui uma reputação temível e muitos o chamam de “monstro”. A seguir, contaremos tudo sobre este réptil.

Dragão de Komodo: características e habitat

Este réptil de cor verde e amarela quando é jovem, e marrom ao chegar à vida adulta, possui um corpo robusto coberto por escamas grossas. Embora os machos sejam maiores, não há diferenciação sexual a nível externo.

Os maiores exemplares do Dragão de Komodo alcançam 3 m de comprimento e chegam a pesar 70 kg. Isto faz com que sejam super-predadores em seu habitat natural.

Com uma língua amarela e bifurcada, 60 dentes de 2,5 centímetros de largura cada e saliva manchada de sangue devido ao dano provocado no tecido enquanto mastiga, este animal sem dúvida possui um aspecto monstruoso e assustador.

O sentido mais desenvolvido do Dragão de Komodo encontra-se, justamente, em sua língua. O músculo, além de detectar sabores, consegue perceber estímulos e detectar carniça – seu principal alimento – a quase 10 km de distância.

Conheça o Dragão de Komodo

A ilha de Komodo, na Indonésia, é seu lugar de origem e dela deriva seu nome. Os espécimes que vivem em estado selvagem preferem climas secos e quentes, como prados abertos com arbustos altos, bosques tropicais baixos e savanas. Eles também podem ser encontrados em leitos de rios e praias.

Dragão de Komodo: hábitos

Como os demais répteis, é um animal de sangue frio e precisa aumentar sua temperatura expondo-se ao sol. Por isso, são mais ativos durante o dia, apesar de possuírem certa atividade durante a noite, buscando alimento ao entardecer. O Dragão de Komodo é um animal solitário que apenas se junta com outros de sua espécie para acasalar ou quando encontra uma peça muito grande para comer.

Os Dragões de Komodo são excelentes nadadores e alpinistas. Eles também possuem a capacidade de colocar-se de pé sobre suas patas traseiras e apoiar-se em sua cauda para caçar. Utilizam suas garras para atacar e escavar tocas, que utilizam para dormir e conservar o calor durante a noite.

Quanto à sua alimentação, é um animal carnívoro que se alimenta de carniça na maioria dos casos. Porém, em algumas ocasiões, pode caçar presas vivas utilizando “emboscadas”.

Arranca grandes pedaços de carne de suas presas e não os mastiga. Inclusive, consegue engolir presas inteiras se forem pequenas – menores que uma cabra -, pois sua mandíbula se desencaixa, seu crânio é flexível e seu estômago se expande.

Saiba mais sobre o Dragão de Komodo

Pode ingerir até 80% do seu peso em uma mesma refeição. Sua dieta é variada: aves, serpentes, caracóis, mamíferos, peixes, roedores e insetos.

Reprodução e crescimento

O Dragão de Komodo vive em torno de 50 anos, atingindo sua maturidade sexual entre 9 e 10 anos. O acasalamento se desenvolve em julho e agosto. Os machos brigam entre si pelo território e as fêmeas são hostis com seus parceiros durante o cortejo sexual, atacando-os com garras e dentes.

A colocação dos ovos é em setembro e, posteriormente, pode haver uma segunda posta antes do verão chegar. As fêmeas ficam encarregadas de cavar tocas ou utilizar ninhos abandonados de aves para desovar. Em seguida, tapam os ovos com folhas e terra, ficando em cima deles para protegê-los durante os sete meses que necessitam para chocar.

Até o primeiro ano de vida, os Dragões de Komodo vivem em cima de árvores para se proteger de predadores, que incluem machos adultos da espécie. Assim, têm a possibilidade de defender e atacar se necessário.

Embora não cuspa fogo, esse dragão é realmente assustador. Inclusive, ele pode injetar veneno em suas presas e até matar pessoas devido às feridas provocadas ao morder suas extremidades.

Categorias: Curiosidades Tags:
Recomendados para você