Existem tumores contagiosos em cães?

· junho 20, 2018
Conhecido como tumor venéreo transmissível, a doença é transmitida através do contato com um outro cão que o tem, quer pelo cheiro, por uma lambida ou durante o ato reprodutivo.

No mundo dos cães existem alguns tipos de tumores contagiosos. É, especificamente, um tipo de câncer único em seu estilo. O tumor venéreo transmissível (TVT) é uma forma de elemento cancerígeno que somente os cães desenvolvem e, ao contrário de outros tumores, é contagioso.

Quais são os tumores contagiosos?

O câncer venéreo de cães é o tipo mais antigo de tumor conhecido, mas que se espalha apenas entre os cães. Outras espécies de animais, como hamsters sírios e moluscos, também podem desenvolver outros tipos de câncer que podem ser contagiosos.

A infecção no organismo do animal pode ser muito poderosa. Nestes casos, a doença evoluiu para sobreviver além do corpo originalmente afetado.

tumores contagiosos em cães

Como esses tumores malignos se espalham?

No caso dos cães, o câncer venéreo geralmente se espalha no momento em que ocorre o acasalamento, ou quando um dos caninos cheira ou lambe qualquer uma das membranas mucosas afetadas. É por esse motivo que esse tipo de tumor geralmente se desenvolve na área genital dos cães, embora também possa afetar outras áreas, como o nariz.

O interessante sobre esses tumores contagiosos é que eles têm um comportamento completamente diferente e único, em comparação com a maioria dos tumores que afetam outros seres vivos. Esses tipos de câncer evoluíram para migrar e encontrar novos tecidos que lhes permitam continuar a se desenvolver.

Devido a estas peculiaridades do tumor, os cães ficam infectados quando entram em contato com as células cancerígenas de outro cão. Ou seja, a presença de um vírus ou outra forma de contágio não é necessária. Desta forma, as células cancerígenas passam de um animal para outro e conseguem viver muito mais tempo.

 O paciente zero

Diferentes investigações concluíram que esse tipo de tumor retém um DNA diferente do do portador. A maioria dos tumores são formados quando as células afetadas sofrem mutações incontroláveis. Por causa desse processo, os tumores têm o DNA do portador. No entanto, isso não acontece com o câncer venéreo de cães.

Pesquisadores estimam que este tipo de tumor se desenvolveu há cerca de 11 mil anos. Ele vem evoluindo e se adaptando, então seu nível de agressividade é alto.

É um câncer que responde muito bem aos tratamentos, por isso é improvável que ele entre em metástase no animal. No entanto, há sempre essa possibilidade. Mas, se compararmos com outros tipos de câncer, o TVT é considerado um dos menos agressivos.

tumores contagiosos em cães

A transmissão do TVT pode ser evitada?

Os donos de cães podem tomar medidas para tentar evitar expor seu animal ao contágio desse tipo de tumor. Uma das recomendações mais invasivas é esterilizar os cães. A idade ideal para isso é quando o cão tem 12 meses ou, no caso de uma raça grande, quando atinge 18 meses.

A razão pela qual a esterilização é tão importante nesses casos, é porque a disseminação desse tumor geralmente ocorre quando os cães acasalam. A esterilização extrai os órgãos reprodutivos do animal e reduz as chances de o cão ser infectado.

Da mesma forma, também é recomendado manter os cães em um ambiente controlado. Outra questão para controlar é levar o nosso animal de estimação regularmente ao veterinário, especialmente se o proprietário notar alguma mudança importante. Nem sempre é fácil localizar os sintomas de um tumor interno em animais.

No caso dos TVTs, os cães geralmente desenvolvem uma mancha vermelha sanguinolenta. O hábito de manter uma boa higiene, tanto em casa quanto no próprio animal, também são aspectos fundamentais para sua boa saúde.

Conclusão

De fato, existem tumores contagiosos. No caso dos cães, é um tipo de câncer venéreo que geralmente é transmitido no momento do acasalamento.

No entanto, em proporções menores, também pode ser adquirido por cheirar ou lamber a área afetada. É aconselhável esterilizar os cães e mantê-los em um ambiente controlado para, assim, evitar a disseminação desse tipo de tumor.