Fatos interessantes sobre a equidna

março 13, 2019
Embora à primeira vista possa parecer um ouriço, as características da equidna fazem dela um animal único.

A equidna (Tachyglossus aculeatus) é, sem dúvidas, um animal único. Pertencente à família Tachyglossidae, são os únicos animais que integram a subordem dos Tachyglossus.

Esses curiosos animais devem seu nome a Echidna, uma ninfa que, na mitologia grega, era considerada a mãe de muitos monstros lendários. Mas por que esses animais são tão únicos?

Características da equidna

O corpo da equidna é compacto e arredondado e mede entre 30 e 50 centímetros; elas pesam até sete quilos.

Sua pelagem é densa, e elas têm afiadas e longos espinhos de queratina, que atuam como o mecanismo de defesa contra seus predadores.

A equidna tem uma tromba alongada. Esta tromba, por sua vez, protege uma língua longa e pegajosa de 20 centímetros, que serve para ela se alimentar de insetos e vermes, basicamente. Sem dentes, ela usa espinhos no céu da boca para mastigar os alimentos.

equidna

São consideradas grandes escavadoras e usam suas unhas poderosas, tanto das mãos quanto dos pés, para cavar. A equidna usa o segundo dedo dos membros posteriores, mais comprido que os outros, para se coçar e se limpar.

Reprodução e aleitamento

Na época de reprodução, a equidna coloca um único ovo. O período de incubação dura 10 dias e ocorre na bolsa; um saco de pele semelhante ao dos cangurus. Os filhotes permanecerão lá por, aproximadamente, 45 dias.

A lactação da pequena equidna também é única, já que a mãe secreta leite através de seus poros para alimentar os filhotes, pois não possui mamilos.

Quando o filhote começa a desenvolver seus espinhos, a mãe escava uma toca como refúgio para seus pequenos. Após cerca de sete meses, eles estão prontos para sobreviverem sozinhos.

equidna espinhos

Estes são animais de vida longa; e houve casos de espécimes que viveram mais de 50 anos.

Habitat da equidna

Este animal curioso vive em áreas da Nova Zelândia, Tasmânia, Austrália e Nova GuinéEles são animais muito difíceis de serem vistos e têm hábitos noturnos.

Apesar do que se acredita, a equidna não entra em hibernaçãomas em sono profundo quando a temperatura desce abaixo dos 25 °C.

Sem dúvida, é um dos animais mais curiosos e extraordinários que habitam nosso planeta.

  • Nicol, S. C., Andersen, N. A., Morrow, G. E., & Harris, R. L. (2018). Spurs, sexual dimorphism and reproductive maturity in Tasmanian echidnas (Tachyglossus aculeatus setosus). Australian Mammalogy.
  • Morrow, G. E., Jones, S. M., & Nicol, S. C. (2016). Interaction of hibernation and male reproductive function in wild Tasmanian echidnas Tachyglossus aculeatus setosus. Journal of Mammalogy97(3), 852-860.