Fotos de cães e gatos que adoram o inverno

Existem cães e gatos com características bem peculiares. Por exemplo, existem alguns que gostam muito do inverno.

Sabe-se do vício dos gatos por buscar o calor, ficar perto de chaminés e aparelhos de calefação, inclusive, perto do fogo. Mas também existem bichanos que adoram o manto branco da neve, existem até aqueles que esquiam junto dos seus donos.

Ir para locais de neve com cães e gatos

Geralmente, é bom manter a pelagem de nossos animais de estimação, cães e gatos mais longa no inverno do que no verão. Dessa forma, obteremos uma barreira protetora natural.

Existem muitas roupas e acessórios para cães e gatos à venda no mercado. Com eles, ajudaremos nossos pets a conservar sua temperatura corporal. É muito importante esse detalhe, sobretudo se formos com eles a lugares com neve.

Da mesma forma que acontece com as pessoas, vestindo nossos cães e gatos com uma proteção adequada contra o frio, evitaremos problemas de saúde próprios do inverno, como os resfriados. Além disso, amenizaremos os problemas nas articulações, como é o caso da artrose e de outras doenças dos ossos.

Conselhos para levar os cães e gatos para locais com neve

  • É preciso ficar atento para que nossos animais de estimação não se percam. Embora os cães tenham um olfato privilegiado, não será fácil para eles utilizá-lo na neve. Eles não poderão seguir nenhum rastro. Por isso, é importante tê-los sob controle e não perdê-los de vista.
  • No caso de nossos animais de estimação se perderem, é bom que carreguem uma plaquinha de identificação em sua coleira com o número de telefone do dono, para a rápida localização do animal.
  • As almofadinhas das mãos dos cães e gatos são muito sensíveis à neve. Para isso, existem no mercado protetores de parafina ou cera antiderrapante, cremes hidratantes que protegem a base das patas.
  • Não permita que os cães e gatos comam neve. Para evitar isso, leve sempre água suficiente consigo.

Chegando à nossa casa depois de um dia de chuva ou neve

Foto: vvita

Embora coloquemos roupas em cães e gatos que os deixam bem protegidos, é possível que fiquem com a pele ou pelo úmidos. Por isso, é importante secar bem o corpo deles com uma toalha ou secador com ar morno. Sobretudo, se observarmos que tremem de frio na estação de inverno.

No caso de terem suas almofadinhas um pouco rachadas, também podemos aplicar produtos ou cremes reparadores, com aloe vera.

Com o passeio no frio ou na neve, com certeza, nossos animais de estimação gastaram muita energia. Para isso, você deveria recarregar as baterias dele em casa com um pouco de porção extra de comida e água fresca.

Se estivermos na neve, é preciso evitar que nossos cães e gatos entrem na zona de trenós e esquis, evitando acidentes.

A pele no inverno

A pele é a proteção natural do cachorro contra o frio e outros agentes externos. Por isso, é importante cuidar da sua saúde, para que a camada de pelo o proteja do vento, do frio ou da chuva.

É fundamental cuidar de nosso animal de estimação com base em uma boa alimentação, higiene e uma tosa diária. Por causa da umidade, o pelo dele pode ficar emaranhado, com nós, áreas mais rígidas, etc.

Para o banho, é necessário utilizar um xampu específico para o tipo de pelo dele e uma máscara nutritiva para hidratar zonas como as pontas, pelos das patas e os bigodes, onde o pelo sofre mais.

O banho, no inverno, é recomendável com a frequência de um mês, seja em casa ou procurando salões de beleza caninos especializados, onde terão melhores meios para tratar a pele e o pelo de nosso amigo.

O penteado

Para facilitá-lo, aplicaremos um condicionador nutritivo para o pelo antes de passar a escova. Existem no mercado aerossóis com óleos essenciais que tornam mais fácil pentear e ajudam a conservar o pelo. Fora a função de dar brilho, criam uma película protetora sobre a pelagem, evitando que fique encharcada de água e de sujeira.

Secar o pelo depois do banho

Depois de dar o banho nele ou se o nosso cão estiver molhado depois de um dia de chuva, é muito importante secá-lo bem para eliminar o excesso de umidade e evitar problemas de pele, como dermatites. Usaremos primeiro uma toalha e depois o secador a uma temperatura e distância média, realizando movimentos constantes para evitar queimaduras.