Gatos exóticos: 5 raças que você precisa conhecer

· agosto 20, 2018
Sem pelo, com aparência de grandes felinos, "sem orelhas" ou com olhos de cores diferentes. Estes bichanos chamam a atenção por onde passam.

Graças aos seus traços particulares, por existirem poucos exemplares ao redor do mundo e, em alguns casos, viverem poucos anos, os gatos exóticos chamam muito a nossa atenção. Neste artigo, falaremos para você de algumas das raças mais incríveis.

Raças de gatos exóticos

Talvez você esteja em busca de um animal de estimação “que ninguém tenha” ou que seja muito diferente do que está acostumado. Os gatos exóticos são uma boa maneira de aproveitar a companhia de um felino doméstico e, ao mesmo tempo, não abrir mão da originalidade. Algumas das raças são resultado de mutações naturais. Outras, por sua vez, se devem à intervenção humana.

Conheça a seguir cinco raças de gatos exóticos:

1. Sphynx

Também conhecido como “esfinge” em português, este felino surgiu por volta dos anos 70. Sua principal característica é a falta de pelos corporais. Na verdade, a pelagem é tão fina e curta que parece inexistente. Como não conta com nenhuma proteção especial, o sphynx é muito vulnerável ao frio e ao sol.

Gatinha da raça Sphynx

Além disso, o sphynx apresenta uma cabeça pequena em relação ao corpo e grandes orelhas pontiagudas. Outro traço físico característico dessa raça são os olhos grandes, que dão a ela um olhar muito penetrante.

2. Savannah

Se você sempre quis ter um grande felino em casa, mas sabe que é impossível, então esta raça de gato é a escolha certa. Trata-se de uma das mais “novas”, já que foi reconhecida oficialmente apenas em 2001.

Gato Savannah

O savannah surgiu como uma combinação entre um gato comum e certas raças de gatos selvagens africanos. Por esse motivo, a pelagem manchada é muito similar à de um leopardo ou uma jaguatirica. O savannah também é um animal de grande porte em comparação aos demais. Pode pesar 15 quilos, enquanto o normal para um gato é apenas quatro quilos.

3. Scottish fold

Este é um dos gatos exóticos mais chamativos, já que parece não ter orelhas. Na verdade, o Scottish fold possui orelhas, mas são muito pequenas e “caem” para dentro da cabeça. Essa raça é de origem escocesa e surgiu do cruzamento de uma fêmea sueca e um macho british shorthair.

Scottish fold

A mesma mutação genética que faz essa raça ser tão diferente também provoca artrite precoce, uma doença muito dolorosa. O scottish fold parece uma pelúcia, com um rosto e olhos muito bonitos. Também é amigável, tranquilo e se dá muito bem com crianças e outros animais.

4. Khao manee

É uma raça natural da Tailândia, onde é conhecida há centenas de anos. O nome desse gato quer dizer “gema branca” no idioma local. No restante do mundo, porém, é conhecido como “gato olhos de diamante”. Isso porque possui íris de cores diferentes (azul claro e verde).

Gato com olhos de cores diferentes

Além disso, o khao manee apresenta pelos completamente brancos, corpo atlético e musculoso. Os gatos dessa raça também são conhecidos pela curiosidade, inteligência e habilidades comunicativas.

5. LaPerm

A nossa última raça de gatos exóticos surgiu “por acaso” nos Estados Unidos, em 1982, graças a uma mutação genética em apenas um membro da ninhada. Quando nasceu, a fêmea que deu origem aos LaPerm era igual aos irmãos, mas apresentava pouquíssimos pelos.

Gato LaPerm

Quando a gatinha se reproduziu pela primeira vez, deu à luz a cinco machos com pelo crespo e muito macios, de diferentes cores. A cauda do LaPerm é mais peluda que o resto do corpo. E quanto ao temperamento, essa raça é bastante ativa, amistosa e muito carinhosa.

A lista não acaba por aqui. Existem outros gatos exóticos que acabaram ficando de fora deste artigo. Entre eles, estão o cornish rex, o persa teacup, o azul russo e o bobtail japonês.