Leopardo-das-neves: características, comportamento e habitat

· junho 19, 2018
Este grande felino se destaca pelo fato de poder caçar presas que pesam quatro vezes mais que ele. Além disso, o comprimento de sua cauda o torna muito estável nas falésias por onde passa. Curiosamente, sua morfologia o impede de rugir.

O leopardo-das-neves é um dos mais importantes predadores das cadeias alimentares das montanhas da Ásia Central. Temido e admirado pelas culturas tibetanas e por seus pastores, esse carnívoro emblemático pode viver em lugares que chegam até 6.000 metros de altitude.

Precisamente, o habitat inóspito e isolado, juntamente com a sua timidez e pelagem, fazem deste felino um dos maiores carnívoros desconhecidos de nosso planeta.

Características do leopardo-das-neves

Embora seja menor do que outros grandes predadores, pode chegar a 75 quilos. Entretanto, normalmente eles pesam entre 30 e 60 quilos. Além disso, têm um corpo mais robusto e curto que o de outros felinos. Apesar disso, tem uma das caudas mais longas entre todas as espécies felinas.

Sua pelagem é espessa e de diferentes tons de cinza, com manchas pretas em rosetas e peito branco. Além disso, há gradações de cor amarelada ou marrom em algumas partes de seu corpo. Seus olhos são verde-claro ou cinza, algo raro entre grandes felinos.

O leopardo-das-neves precisou se adaptar para viver no frio e tem várias adaptações. Entre elas, o seu corpo compacto coberto por uma espessa camada de pelos. Além disso, possui orelhas relativamente pequenas e peludas, largas garras, que servem como raquetes de neve, de forma similar a do urso polar.

Sua cauda é uma de suas principais adaptações, não só ao frio, mas também ao seu habitat rochoso. Ela é cheia de gordura e coberta de pelos, o que permite que ele a use como um cachecol durante a noite. O comprimento da sua cauda permite um enorme equilíbrio nas falésias onde vive. Por conta do relevo, esse animal dá um dos mais longos saltos do reino animal.

Comportamento do leopardo da neve

O leopardo-das-neves tem uma cavidade nasal muito longa, que permite aquecer o ar frio do Himalaia. Uma de suas curiosidades é que esse felino não pode rugir. Isso porque, apesar de seu hioide ser semelhante ao dos chamados grandes felinos, ele não possui outras adaptações morfológicas na laringe.

As vocalizações deste animal incluem miados, uivos e outros tipos de sons, mas nunca rugem.

 Comportamento do leopardo-das-neves

Como outros felinos, são animais solitários que só se encontram para a cópula e para a convivência entre mães e filhotes nos primeiros meses de vida. Normalmente, cada espécime tem seu território. Essa área pode chegar a 200 quilômetros quadrados, já que depende do volume de presas naquele espaço.

O leopardo-das-neves faz marcação ao urinar ou se esfregar contra a rocha, uma maneira de se comunicar e indicar seu território e rotas. Eles são felinos crepusculares, que são ativos durante o pôr do sol e ao amanhecer.

Quanto aos seus hábitos de caça, eles podem ser coletores, mas também são bons caçadores. Eles podem atacar presas até 4 vezes mais pesadas, como cavalos ou camelosSuas presas mais comuns são espécies de cabras selvagens, como a bharal, a markhor e a argali.

Curiosamente, uma porcentagem de sua dieta é composta de gramíneas, algo muito raro em felinos.

Às vezes, o leopardo-das-neves ataca o gado dos tradicionais pastores do Nepal e de outras áreas. Existe um conflito semelhante ao que ocorre na Europa entre o gado e os lobos. Organizações conservacionistas e governos tentam mediar esse conflito para impedir a extinção dessa espécie.

Habitat do leopardo da neve

Sua técnica é baseada na emboscada, para depois perseguir sua presa pelas rochas e mordê-la no pescoço.

Habitat do leopardo-das-neves

O leopardo-das-neves é encontrado em áreas montanhosas da Sibéria, Rússia, Paquistão, Mongólia, Tibete, Índia, Nepal e Uzbequistão. Nessas áreas, eles vivem entre 2.000 a 6.000 metros, nas encostas de montanhas e picos nevados.

Apesar de sua distribuição relativamente grande. Recentemente, foi declarado em menor grau de ameaça. Entretanto, 4.000, dos 9.000 leopardos-das-neves, estão ameaçados pela caça ilegal e pelas mudanças climáticas.

O deslocamento desses felinos para áreas de maior altura, reduz a quantidade de presas disponíveis.

Apesar disso, os habitantes das regiões montanhosas desse animal emblemático, lutam para não perdê-lo. O leopardo-das-neves faz parte da cultura de todos os países onde vive e se tornou um símbolo de numerosos elementos heráldicos.

Essas pessoas estão conscientes de uma realidade assustadora. Se o leopardo-das-neves desaparecer, muito da cultura dos últimos povos das montanhas asiáticas desaparecerá. Esperamos, portanto, que este lindo gato continue vivo.