Glucosamina para cães: dosagem e benefícios

No artigo a seguir, contaremos tudo o que você precisa saber sobre a glucosamina para cães, um tratamento bastante eficaz para as cartilagens!
Glucosamina para cães: dosagem e benefícios

Última atualização: 08 março, 2022

Quando os animais de estimação chegam a certa idade, eles começam a apresentar doenças, assim como acontece com as pessoas. Problemas de articulação e cartilagem são muito comuns na velhice, mas a boa notícia é que existem vários tratamentos para mitigá-los. O mais comum é o uso de glucosamina para cães. Vamos contar mais sobre isso neste artigo.

Problemas articulares em cães

Acredite ou não, muitos cães sofrem de artrite ou osteoartrite à medida que envelhecem. É uma doença degenerativa comum em raças grandes, como o dogue alemão ou o pastor-alemão.

Com o tempo, a cartilagem se torna mais rígida, fina e menos capaz de amortecer os movimentos. E isso traz muita dor e falta de mobilidade: o animal não pode e não quer sair da cama, brincar ou andar.

Quando a cartilagem se degrada, a área ao redor fica inflamada e pressiona mais as articulações, causando mais dor e menos mobilidade. Além disso, a cartilagem danificada está mais sujeita a lesões graves.

Problemas nas articulações em cães

O que é a glucosamina para cães?

A primeira coisa que devemos saber sobre a glucosamina é que ela é um composto produzido naturalmente no organismo e está presente na cartilagem. É composto por um aminoácido denominado glutamina e glicose, ajudando na formação das células cartilaginosas.

No entanto, quando por diferentes razões — principalmente a idade — os animais de estimação sofrem de artrite ou osteoartrite, o veterinário indica um tratamento com glucosamina para cães na forma de suplemento.

Existem três tipos de glucosamina para cães em forma de suplemento:

  • Sulfato de glucosamina: é extraído das conchas do marisco e contém enxofre.
  • Cloridrato de glucosamina: vem de outras espécies marinhas e não contém enxofre.
  • N-acetil glucosamina: deriva da da glicose e permite a produção de líquido sinovial para lubrificar as articulações.

Esse nutriente também pode ser encontrado em determinados alimentos, por isso é fundamental que o animal siga uma dieta saudável e balanceada em todas as idades.

Os tratamentos com glucosamina para cães são usados para aliviar a dor nas articulações, bem como para reparar a cartilagem, desinflar tendões, tratar a displasia de quadril, artrite ou lesões do disco vertebral.

Glucosamina na ração do cachorro

Por sua vez, a glucosamina acelera o processo de recuperação após a cirurgia em qualquer articulação, retarda o envelhecimento da cartilagem e até melhora o sistema digestivo e reduz a síndrome do intestino irritável.

Glucosamina para cães: dosagem

Esse medicamento está disponível em diferentes formatos: comprimido, pó ou líquido. O veterinário indicará qual é o mais adequado de acordo com o estado do animal, pois se o cão for muito velho e não puder mastigar bem, será melhor dar um xarope do que um comprimido.

Em geral, a administração de glucosamina para cães é diária, dividida em duas doses a cada 12 horas ou uma única dose a cada 24 horas, e a dose — prescrita pelo médico — vai depender do peso do animal e do grau de evolução do quadro. O normal é administrar 20 miligramas de sulfato de glucosamina para cada quilo de peso do cão. O cálculo deve ser feito sempre pelo profissional.

É preciso ter em mente que, embora esse tratamento seja bom para melhorar a vida do nosso melhor amigo, para que ele ande sem dor ou para evitar que uma doença progrida, também podem ocorrer alguns efeitos colaterais. Entre eles podemos destacar o cansaço, a insônia e a sede excessiva.

A glucosamina para cães não é a solução para o problema da osteoartrite ou da displasia de quadril, mas é verdade que melhora muito a situação do animal. Quando o problema é detectado precocemente e o tratamento seguido à risca, é mais provável que o animal sofra menos e possa continuar com suas atividades diárias sem tanta dor.

Pode interessar a você...
Uma cadela grávida pode tomar medicamentos?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Uma cadela grávida pode tomar medicamentos?

Muitos se perguntam se uma cadela grávida pode tomar medicamentos. Nós revelamos a resposta para você neste artigo. Não deixe de conferir!



  • Towheed, TE; Maxwell; L; Anastassiades, TP; Shea, B; Houpt, J; Robinson, V; Hochberg, MC; Wells, G. (2008). Terapia con glucosamina para el tratamiento de la osteoartritis (Revisión Cochrane traducida). Biblioteca Cochrane Plus.
  • Fernández-Martín, S., González-Cantalapiedra, A., Muñoz, F., García-González, M., Permuy, M., & López-Peña, M. (2021). Glucosamine and Chondroitin Sulfate: Is There Any Scientific Evidence for Their Effectiveness as Disease-Modifying Drugs in Knee Osteoarthritis Preclinical Studies?—A Systematic Review from 2000 to 2021. Animals, 11(6), 1608.
  • Beale, B. (2010). Artritis en gatos y perros: tratamientos. Banfield Journal, 1-16.