Gralha-azul-de-taiwan: habitat e características

A gralha-azul-de-taiwan é assim chamada porque é endêmica de Taiwan, também chamada de Ilha Formosa, que significa bela.
Gralha-azul-de-taiwan: habitat e características

Última atualização: 20 maio, 2022

As gralhas se destacam por sua inteligência, mas certas espécies são realmente deslumbrantes. Este é o caso da gralha-azul-de-taiwan, uma das aves mais bonitas do mundo. Título que não é por acaso, pois apresenta cores marcantes e brilhantes. Além disso, também é bonita quando voa porque mostra bem as penas da cauda, mantendo-as abertas. Quer conhecer essa ave tão especial?

Seu nome científico é Urocissa caerulea e pertence à família Corvidae. Seu gênero abrange apenas 5 espécies. É uma ave nativa de Taiwan e muito representativa para seus cidadãos, tanto que é a ave oficial de Taipei, capital da ilha. Aqui apresentamos todas as características dessa espécie.

Onde vive a gralha-azul-de-taiwan?

Como mencionado, a gralha-azul-de-taiwan é nativa do continente asiático, especificamente endêmica de Taiwan. Isso significa que é encontrada naturalmente naquela região do mundo. Ocupa as partes mais baixas ou as bordas das florestas montanhosas, a menos de 1200 metros acima do nível do mar. Também pode se adaptar a locais marcados pela intervenção humana.

Como é a gralha-azul-de-taiwan?

Essa gralha tem cores muito marcantes, sua cabeça é preta assim como seu pescoço, enquanto seu corpo é de um azul intenso e brilhante. Tem o bico e as patas avermelhadas e os olhos amarelos. Sua cauda é bastante longa, azul e com manchas brancas.

A gralha-azul-de-taiwan mostra todo o seu esplendor mesmo quando voa, pois mantém as penas da cauda abertas, como uma modelo exibindo sua beleza.

Pode atingir até 68 centímetros de comprimento e pesa entre 250 e 260 gramas. Por sua vez, as asas têm cerca de 20 centímetros e a cauda 40. Não há dimorfismo sexual entre exemplares machos e fêmeas da gralha-azul-de-taiwan, ou seja, são semelhantes em tamanho, peso e aparência.

Comportamento

Essas aves geralmente vivem em pequenos grupos de 6 a 9 membros, com os quais procuram comida e cuidam de seus filhotes. Elas são muito inteligentes, cautelosos e furtivos. Quando voam, estão sempre juntas, uma após a outra, em uma formação chamada “cauda longa”, na qual todas seguem seu antecessor na linha. Além disso, são muito comunicativas, emitindo sons e chamadas característicos.

Comportamento alimentar

É uma espécie onívora, ou seja, alimenta-se tanto de animais quanto de plantas. Aproveita os recursos que estão disponíveis no meio ambiente, de modo que, em certas ocasiões de escassez de alimentos, costuma consumir carniça. Sua dieta inclui insetos, anfíbios, pequenos mamíferos, como ratos, e também cobras. Além disso, comem frutas, especialmente caqui e mamão, seus favoritos.

Um hábito interessante relacionado à alimentação dessas aves é o fato de que, em determinadas ocasiões, elas podem economizar alimentos, preparando-se para a escassez. Elas fazem isso usando o chão, cobrindo os alimentos que conseguem acumular com folhas e galhos.

Reprodução da gralha-azul-de-taiwan

Esses corvídeos são monogâmicos, o que significa que eles têm apenas um parceiro. A reprodução é feita pela postura de ovos. As fêmeas podem colocar entre 3 e 7 ovos, que são verdes com manchas marrons escuras.

Os ninhos são construídos no alto das árvores. Eles são feitos com galhos, algumas ervas e têm a forma de uma tigela. Mãe e pai colaboram nas tarefas, o macho constrói e alimenta os filhotes e a fêmea fica encarregada de incubar os ovos.

A incubação dura 19 dias. Os jovens permanecem nos ninhos por menos de 1 mês (cerca de 24 dias). A criação cooperativa também foi observada nessas aves, em que os mais jovens ajudam a cuidar dos filhotes.

Uma pesquisa realizada por Lucia Liu Severinghaus, em Taiwan e publicada em 1987, mostrou que não havia diferenças na quantidade de comida que os filhotes recebiam, independentemente de terem sido alimentados apenas pelo casal reprodutor ou por um grupo com seus ajudantes.

Além de bonita, a gralha-azul-de-taiwan se destaca pela dedicação no cuidado com seus filhotes. É um espécime muito protetor e defenderá o ninho intensamente contra qualquer ameaça.

Estado de conservação

A gralha-azul-de-taiwan vive na ilha de Taiwan.

Embora a população de gralha-azul-de-taiwan tenha diminuído, seus exemplares ainda estão estáveis. Por essa razão, não são é considerada uma ave em perigo de extinção e a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) a cataloga na faixa de “Pouco Preocupante (LC)”. As principais ameaças a esses espécimes são atropelamentos e capturas por humanos.

Existem cerca de 10 500 espécies de aves no mundo, algumas muito impressionantes, tanto pela aparência quanto por seus hábitos interessantes. A gralha-azul-de-taiwan é uma delas, destacando-se não só pela sua beleza, mas também pelo seu comportamento dedicado aos filhotes. O ruim é que está em Taiwan, então para vê-la em todo o seu esplendor você tem que viajar para a ilha. Enquanto isso, aproveitamos suas fotos.

Pode interessar a você...
Os corvos e seus parentes: eles merecem ser considerados malévolos?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Os corvos e seus parentes: eles merecem ser considerados malévolos?

Sua má reputação é conhecida por todos. Mas isso é motivo suficiente para que os corvos e seus parentes sejam considerados malévolos?



  • BirdLife International. (2018). Urocissa caerulea. The IUCN Red List of Threatened Species 2018: e.T22705793A130380699. Disponible en: https://www.iucnredlist.org/species/22705793/130380699
  • Ekman, J., & Ericson, P. (2006). Out of Gondwanaland; the evolutionary history of cooperative breeding and social behavior among crows, magpies, jays and allies. Proceedings of the Royal Society B, 273, 117-1125.
  • Severinghaus, L. (1987). Flocking and cooperative breeding of formosan blue magpies. Bulletin of the Institute Zoology, Academia Sinica, 26(1): 27-37.