Grandes cetáceos

· agosto 13, 2018
A origem dos cetáceos remonta a 55 milhões de anos, e durante esse amplo período, até a atualidade, muitas famílias já se extinguiram.

Os cetáceos são um grupo de mamíferos aquáticos formado por cerca de 80 espécies de diferentes tamanhos. Em nossos oceanos; encontramos dois subgrupos: misticetos (com barbas) e odontocetos (com dentes).

A origem dos cetáceos remonta a cerca de 55 milhões de anos e, durante esse amplo período, até a atualidade, muitas famílias já se extinguiram.

Um exemplo clássico de cetáceos são os golfinhos. No entanto, hoje queremos falar dos grandes cetáceos; alguns dos maiores seres vivos que já habitaram nosso planeta.

O corpo dos grandes cetáceos

Os cetáceos são mamíferos marinhos que têm forma de peixe. Conta com duas barbatanas dianteiras; que são os restos das patas dianteiras que seus antepassados não-aquáticos tiveram.

Por sua vez, as patas traseiras desapareceram, e os cetáceos têm uma enorme barbatana traseira. Também apresentam uma barbatana dorsal; que se encontra em cima do lombo. Dependendo da espécie, podem ser reconhecidas unicamente pela barbatana dorsal.

Como curiosidade, vale ressaltar que, quando nascem, os filhotes têm um pouco de pelo, que perdem rapidamente ao crescer. Vale mencionar dois dados característicos: sob a pele; têm uma grande capa de gordura que lhes protege do frio dos oceanos; e na parte superior da cabeça têm um orifício pelo qual respiram, denominado espiráculo.

baleias

Subordens dos cetáceos

Como já dissemos anteriormente, atualmente existem duas subordens na ordem dos cetáceos: os misticetos e os odontocetos. Os misticetos não têm dentes, e sim barbas. Por exemplo, a baleia azul.

Não são caçadores de presas grandes; mas são carnívoros. Suas técnicas de caça lhes permitem alimentar-se por filtro ou encurralando: filtram com suas barbas ou encurralam suas presas e engolem; respectivamente.

Os odontocetos são os cetáceos que têm dentes; como as orcas. Também são carnívoros e, esses sim, caçam presas grandes.

As orcas alimentam-se de peixes e mamíferos marinhos; mas também de aves, focas, etc. É um grande predador e, dependendo de onde vive; caça tipos diferentes de presa.

As duas subordens desenvolvem técnicas de caça e podem inclusive caçar em grupo. As baleias jubarte, por exemplo, agitam a água em grupos para criar redemoinhos e bolhas e assim confundir os peixes; que acabam parando dentro de suas gigantescas bocas.

As orcas, no entanto, encurralam os bancos de arenques na costa, lançando sons para confundi-los e, dessa forma; compactar os bancos e engoli-los.

Localização e vida social dos grandes cetáceos

As diferentes espécies de cetáceos estendem-se por todos os oceanos, ainda que existam algumas de água doce que vivem em lagos e rios. Outras viajam por todo o planeta, como as orcas e as baleias azuis. Algumas, por outro lado, vivem em um lugar determinado e nunca o abandonam, como a toninha da Califórnia.

Muitas das baleias barbadas fazem grandes migrações, de milhares de quilômetros. Por exemplo, a baleia jubarte vive normalmente nas regiões polares, mas no inverno viaja à altura do Equador para acasalar ou parir.

mamíferos marinhos

No entanto, não se sabe como os grandes cetáceos conseguem orientar-se ao fazer migrações tão longas. Especula-se que eles podem guiar-se pelo campo magnético da Terra, ou que seguem as correntes marítimas.

Espécies de grandes cetáceos

A baleia azul é o maior animal que já existiu, maior inclusive que os dinossauros. Por outro lado, há golfinhos que são do tamanho de um ser humano. Os maiores cetáceos são:

  • A baleia franca pigmeia, a menor das baleias. É difícil de localizá-la e não se sabe muito sobre ela, mas estima-se que pode medir somente seis metros e pesar três toneladas e meia.
  • A baleia jubarte por medir até 16 metros e pesar cerca de 36 toneladas. Movem-se por todos os oceanos, e alimentam-se somente no verão nas regiões do Equador. Não está em perigo de extinção, sobretudo graças ao auge do turismo de observação e à vigilância de suas populações.
  • A baleia boreal (ou baleia-sei) não tem a barbatana dorsal tão característica do restante dos cetáceos. Pode chegar a medir 18 metros e pesar cerca de 100 toneladas. São de cor cinza ou preto e têm manchas brancas na cabeça e ao redor da cauda. Vive nos oceanos polares do norte do planeta.

Espécies de cetáceos gigantes

  • O Basilosaurus é uma espécie de cetáceo já extinta. Acredita-se que vivia em todos os oceanos e que não podia passar muito tempo mergulhado. Estima-se que mediam entre 15 e 18 metros de comprimento. Podem pesar entre 60 e 80 toneladas. Em sua época, era o maior animal que existia.
  • O cachalote é o animal com o maior cérebro. É o maior predador que existe e emite o som mais forte entre os animais. Pode medir cerca de 30 metros e pesar até 57 toneladas. Encontra-se nas águas de qualquer lugar do planeta, mas prefere as águas tropicais ou subtropicais. Estão em certo perigo de extinção, mas o tamanho de sua população é desconhecido.
baleia azul

  • A baleia azul é o animal com o maior tamanho do qual já se teve conhecimento em toda a história. Podem medir até 27 metros de comprimento e pesar mais de 120 toneladas. Há conhecimento de exemplares de 30 metros e 170 toneladas.

Infelizmente, os barcos baleeiros as levaram quase à extinção no começo do século 20. Atualmente, sua caça está proibida e, felizmente, suas populações estão se recuperando, graças às leis de proteção.