Habitat e características do mezanze

· junho 9, 2019
Este mamífero da família dos antílopes é um dos grandes herbívoros da África do Sul.

O mezanze se desloca em grandes manadas que viajam pelo continente africano seguindo as monções. Saiba mais sobre como sobrevive um dos grandes herbívoros africanos.

Habitat e morfologia do mezanze

O mezanze, ou Damaliscus lunatus, é um mamífero rápido e musculoso que está tanto no leste quanto no sul da África. É uma das seis subespécies do topi que existem na Terra. Sua anatomia e a cor da pele lhe conferem um aspecto muito parecido ao búfalo, outro mamífero africano.

O habitat do mezanze se concentra no norte da savana africana, em vastas planícies que acabam ficando embaixo d’água durante os períodos das monções.

No sul do Sudão e redondezas também existem milhares de subespécies de mezanze, que emigraram em busca de pastos mais verdes e que não chegaram a voltar ao seu país de origem.

Mãe e filhote de mezanze

As fêmeas do mezanze geralmente são menores que os machos, que podem medir 115 cm e pesar 130 kg. Tanto o macho quanto a fêmea possuem chifres muito parecidos em forma de meia lua crescente. A olho nu, esses chifres são menos fortes e vistosos que os dos topis do leste da África.

Sua pelagem é menos colorida; diante dos fortes tons avermelhados e brilhantes dos topis, o mezanze fica entre tons de marrom e preto que se adequam melhor ao ambiente.

Um herbívoro migratório e gregário

O mezanze vive em grupos de diferentes tamanhos que podem chegar a reunir centenas deles, especialmente nas grandes migrações que precedem as monções.

Seus hábitos reprodutivos e seu comportamento gregário têm relação direta com os seus instintos territoriais. Para se reproduzir, é indispensável que o macho tenha um território próprio.

Nas grandes manadas da savana africana este território pode variar entre 50 e 400 hectares. Os machos vão aumentando seu domínio progressivamente e migram apenas para buscar melhores pastos ou fontes de água.

Quando voltam, são capazes de restabelecer rapidamente suas antigas redes sociais e territoriais. As fêmeas, por sua vez, vivem em grupos de mães e filhotes, e vão se movimentando pelos diferentes territórios dos machos.

Mezanze comum

A época do acasalamento dura em torno de três meses. Os machos normalmente formam manadas de 100, que irão lutar para monopolizar grupos inteiros de fêmeas.

Estas viajam durante o cio guiadas pelo cheiro que os machos deixam e vão apenas para acasalar. A época de reprodução do mezanze costuma ocorrer durante a estação seca.

O mezanze, uma espécie vítima da caça

Ainda que a IUCN não classifique o mezanze como uma espécie ameaçada, estima-se que entre 1970 e 1980 esta espécie tenha sofrido um duro golpe que causou a sua extinção em Moçambique. Atualmente, estão começando a ser introduzidos na região da Suazilândia.

A principal ameaça para estes herbívoros é a caça. O valor que se pode conseguir por um exemplar no mercado negro varia entre 800 e 5000 dólares.

Por isso, na África do Sul esta é considerada uma espécie ameaçada, e uma permissão especial é exigida para a sua caça. As ações de conservação do governo sul-africano estão fazendo com que o mezanze se recupere gradativamente.