Macaco-coruja: características e habitat

· fevereiro 19, 2019
Você consegue imaginar um macaco que se parece uma coruja? Pois ele existe! 

Existem muitas e variadas espécies de macacos, mas você pode imaginar uma cujas características lembram um pássaro? Este é o caso do macaco-coruja que, como o nome indica, tem um rosto que nos lembra o daquela criatura de penas, noturna e misteriosa.

Conheça o macaco-coruja

Cercopithecus hamlyni, também conhecido como macaco-coruja, pertence à família Cercopithecus.

Habita as florestas da África Oriental, espalhando-se pelos seguintes países:

  • República Democrática do Congo
  • Noroeste de Ruanda
  • Sudoeste de Uganda

Pode ser encontrado entre 900 e 4,6 mil metros de altitude, principalmente em florestas de bambu. Esta planta constitui sua principal fonte de alimento.

Em todo caso, foi introduzido pelo homem em outros continentes. De fato, outro de seus nomes é macaco de Hamlyn, devido a um comerciante que, em 1907, o levou a um zoológico de Londres.

Apresentamos o macaco-coruja, um macaco com uma marca característica em seu rosto que nos lembra o daqueles pássaros raptores noturnos.

macaco-coruja na árvore

Características do Cercopithecus hamlyni

Mas o que é que faz este macaco nos lembrar uma coruja? A resposta é que ele tem duas listras na face, uma vertical e outra horizontal, formando um T. Essas marcas específicas são brancas ou amareladas e destacam-se sobre sua pele escura. Outras características físicas deste primata são:

  • Os machos pesam entre 7 e 10 quilos e as fêmeas pesam entre 4,5 e 6 quilos.
  • Apresentam comprimento corporal entre 50 e 65 centímetros nos machos e entre 40 e 55 centímetros nas fêmeas.
  • O pelo é cinza e preto, comprido, denso e fino.

Detalhes do comportamento deste macaco

O macaco-coruja pode ser descrito como terrestre e arbóreo. Mas mesmo que seja um escalador de árvores, prefere a terra firme, tanto para se mover quanto para obter comida.

Os brotos de bambu são sua principal fonte de alimento. Mas eles também comem folhas de outras árvores e ervas, frutas e sementes.

Ele vive em pequenos grupos, de não mais de 10 indivíduos, nos quais um macho dominante se destaca e se comunica tanto por via olfativa quanto vocal.

Assim, marca o território através de uma glândula presente no tórax e utiliza diferentes vozes para orientar os demais ou como chamado no momento do acasalamento.

Os nascimentos ocorrem entre maio e outubro. Após cinco ou seis meses de gestação, um bebê nasce, excepcionalmente, dois. Em geral, há um intervalo de dois anos até que a fêmea engravide novamente.

macaco-coruja habitat

Um animal que se reproduz em zoológicos

Em cativeiro, o macaco-coruja pode chegar a 27 anos. Em seu habitat natural, tem leopardos, gatos dourados e humanos como predadores.

Mas apesar de seu pelo escuro ajudar a passar despercebido, o desmatamento, a caça pelo homem e sua baixa taxa de natalidade o tornaram uma espécie vulnerável, de acordo com a qualificação da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza).

Em contrapartida, é um animal que consegue se reproduzir em cativeiro e é encontrado em muitos zoológicos na Europa e na América do Norte.

Menezes, A. N., Bonvicino, C. R., & Seunez, H. N. (2010). Identification, classification and evolution of Owl Monkeys (Aotus, Illiger 1811). BMC Evolutionary Biology. https://doi.org/10.1186/1471-2148-10-248