Como manter a higiene bucal de seu gato?

julho 31, 2018
Os transtornos orais e as doenças dentais costumam ser resultado da acumulação de tártaro nos dentes e nas gengivas. A halitose costuma ser o primeiro sintoma de que há um desequilíbrio na boca de seu felino e, indica também, uma incorreta higiene bucal de seu gato

O número de diagnósticos de doenças dentais é crescente nos felinos domésticos. Estas doenças costumam ser dolorosas e incomodas para o animal. Cuidar da higiene bucal de seu gato é fundamental para prevenir tais doenças e preservar sua saúde.

A importância da higiene bucal de seu gato

A higiene bucal é parte fundamental de uma correta medicina preventiva para todas as espécies. Os felinos precisam de cuidados orais para garantir um processo digestivo adequado e evitar a proliferação de microrganismos.

Os transtornos orais e as doenças dentais costumam se originar de uma acumulação de tártaro nos dentes e nas gengivas; e a halitose costuma ser o primeiro sintoma de que há um desequilíbrio na boca de seu felino.

Quase sempre estes desequilíbrios são resultados de uma higiene dental deficiente ou diretamente de sua ausência. A escovação diária é a única forma de eliminar as placas bacterianas de e evitar a formação do tártaro. Por isso, é fundamental reafirmar a importância da higiene bucal de seu gato.

Placas e tártaro: o que são e por que é importante os combater

Durante sua alimentação diária, os gatos costumam acumular partículas de comida entre seus dentes e em suas gengivas. Estas zonas oferecem condições ótimas para o aparecimento e o desenvolvimento acelerado de diversas bactérias.

gato comendo

A presença de tais bactérias, somada as moléculas de açúcar e dos restos alimentares, leva à formação de placas. As placas são películas finas, incolores, pegajosas e que se aderem aos dentes e às gengivas.

Este fenômeno produz uma retroalimentação, onde as placas começam a servir de alimento para as próprias bactérias que a ocasionam. Isso gera uma produção de toxinas e ácidos que irritam as gengivas e corroem o esmalte dos dentes.

Se as placas não forem eliminadas a tempo, elas se misturam com os minerais da saliva e endurecem. O tártaro, também chamado de cálculo dental, é justamente o resultado da calcificação das placas bacterianas. Uma vez formado o tártaro, as bactérias aderem-se ao dente e penetram no esmalte; dando lugar às caries.

Como eliminar o tártaro de seu gato?

Quando as placas se calcificam e formam o tártaro, já não é mais possível eliminá-lo com a escovação habitual. É necessário então uma intervenção cirúrgica, com a anestesia de um veterinário especializado em odontologia felina. O tipo de intervenção, sua intensidade e a recuperação variam de acordo com o avanço do tártaro em cada animal.

Mais uma vez, vale a pena recordar a importância da prevenção. Atitudes simples garantem a boa higiene bucal de seu gato, além de evitar dores e tratamentos mais complexos.

Alimentação balanceada: a chave para uma saúde oral equilibrada

Uma alimentação desequilibrada pode provocar muitas doenças: desde o mau-hálito até obesidade, problemas digestivos e diabetes.

O alimento balanceado deve ser escolhido primeiramente de acordo com a idade e o tamanho do felino. Também há rações comerciais para condições especiais como alergias, sobrepeso, problemas urinários, renais ou hepáticos.

A boca do gato

Atualmente, alguns alimentos inovadores tentam diminuir a formação de placas com estratégias de escoriação mecânica e substâncias químicas. No entanto, seus efeitos não substituem a necessidade da escovação diária.

Higiene bucal: dicas para escovar facilmente os dentes de seu animal de estimação

1- Adaptá-lo desde filhote

De forma parecida com os humanos, os felinos devem ser adaptados ao hábito da escovação dos dentes diariamente. Por isso, é importante começar a cuidar da higiene bucal de seu gato desde suas primeiras semanas de vida.

2- Utilizar produtos específicos para gatos

Os cremes dentais humanos podem danificar o esmalte dos dentes e intoxicar o animal. Existem produtos e escovas dentais específicas para gatos de todas as idades. Muitas pastas dentais para animais de estimação têm sabores e aromas agradáveis, como de carne e frango.

3- Associar positivamente o momento da escovação

É claro, seu gato vai ficar desconfiado ou estressado com a experiência. Por isso, é importante diminuir a tensão do momento da escovação.

Recomenda-se simular que a atividade se trata de uma brincadeira para estimulá-lo e distrai-lo. Inicie brincando de tocar sua boca e seus dentes. Quando o gato se sentir cômodo, pode-se então introduzir a escova e começar a limpar suavemente seus dentes.

4- Escovar cuidadosamente os dentes e as gengivas

A escovação deve ser cuidadosa e completa, limpando os dentes e as gengivas. Estas últimas pedem especial suavidade para evitar qualquer sangramento.

A escovação deve atingir todos os cantos da boca de seu gato. Além disso, os dentes devem ser escovados de cima para baixo, da direita para a esquerda. Também se recomenda fazer pequenos movimentos circulares.

Recomendados para você