O milenar ocapi

maio 2, 2020
O ocapi é um mamífero que habita as florestas do Congo. Ele possui olfato e audição muito desenvolvidos e se alimenta de mais de 100 espécies de plantas, incluindo muitas que são venenosas para os seres humanos.

O ocapi é considerado um dos animais mais surpreendentes que existem. É um mamífero que vive nas florestas do norte da República do Congo e seu nome científico é Okapia johnstoni.

Apesar de ser o parente mais próximo das girafas e compartilhar várias de suas características morfológicas, ele se parece mais com um cavalo. Sua pelagem é avermelhada, exceto no quarto traseiro, onde há listras brancas e pretas como as da zebra.

Ele tem um pescoço alongado e enormes orelhas pontudas. Perto delas, apresenta, como as girafas, dois pequenos ossicones sem função anatômica aparente.

Sua língua é de cor azulada escura e mede aproximadamente 30 centímetros. A língua é longa o suficiente para limpar as orelhas com a sua ponta.

Seus sentidos de audição e olfato são bem desenvolvidos. Sua visão, diferentemente das girafas, é considerado mais fraco.

Os ocapis são muito calmos, tímidos e fugidios. De comportamento solitário, esses animais convivem em casal de vez em quando ou em pequenos grupos familiares.

Uma característica que os distingue é que quase nunca deixam sua ‘voz’ ser ouvida. Os filhotes só são ouvidos quando se comunicam com suas mães, e os adultos somente na época do acasalamento.

O milenar ocapi

Habitat e reprodução do ocapi

Os ocapis vivem em selvas e florestas, onde a vegetação é muito densa. Isso reduz as chances de serem vistos por seus predadores. Há pouca informação coletada sobre os ocapis, pois eles vivem em áreas extremamente difíceis de serem acessadas pelos seres humanos.

Em liberdade, eles são encontrados apenas nas florestas do Congo. Antigamente, também eram encontrados em Uganda, mas foram extintos da área. Porém, em cativeiro, podem ser encontrados em zoológicos do mundo todo.

Como todos os mamíferos, os ocapis devem atingir a maturidade sexual antes de se reproduzir. As fêmeas atingem a maturidade aos dois anos, mas os machos aos três anos.

Na época reprodutiva, as fêmeas emitem sons baixos para atrair os machos. Eles chegam e lutam por elas. Apesar de solitários, quando os ocapis se relacionam, eles permanecem com o parceiro por um longo período de tempo.

O período de gestação é extremamente longo. A gestação dos ocapis dura entre 14 e 15 meses, após os quais nasce um único filhote, cujo peso varia entre 18 e 20 quilogramas.

Uma característica marcante é que, ao nascer, eles não reconhecem a mãe. Dessa maneira, se a mãe morrer, o filhote poderá sobreviver por meio dos cuidados de outra fêmea. A expectativa de vida do ocapi é de 30 anos.

O ocapi em perigo de extinção

Os ocapis conseguem camuflar-se facilmente nas densas e inacessíveis florestas onde habitam. Apesar da grande habilidade de passar despercebidos, eles têm um predador natural: o leopardo.

Ainda assim, as organizações de conservação determinaram outros fatores de risco para a segurança dessa espécie.

Um dos mais importantes é que seu habitat está se reduzindo. O crescimento das populações circundantes tem como resultado o desmatamento para criar áreas habitáveis para os seres humanos.

Como consequência, o território onde os ocapis habitam se torna cada vez menor. Portanto, eles são forçados a se mudar para lugares que não são ideais para sua evolução.

Como muitos outros animais, os ocapis são caçados por sua pele. Existem grupos armados que se dispersam e até acampam nas áreas florestais onde esse animal é encontrado. Seja para usar a pele ou comer a carne, caçá-los constitui um atentado à vida desse animal, considerado um fóssil vivo.

O seu longo e ineficaz processo de reprodução representa por si só um possível perigo de extinção. Após 14 meses de gestação, eles dão à luz a um único filhote. A baixa taxa de natalidade implica a impossibilidade de repor rapidamente as perdas que uma manada pode sofrer.

Devido a seu habitat ser impenetrável, é impossível saber com certeza quantos indivíduos a população mundial de ocapis possui. Entretanto, é considerada uma espécie ameaçada devido à sua pequena área de distribuição. Por esse motivo, deve ser cuidada e preservada.

  • Franz, W.(1999).Journal of Zoo and Wildlife Medicine. American Association of Zoo Veterinarians
  • Patz, M.(1993).Fecal progestagen evaluations to monitor the estrous cycle and pregnancy in the okapi (Okapia johnstoni). Wiley-Liss, Inc.
  • Newby, J.(2009) Conservation of the Okapi Wildlife Reserve, Zaïre. USA. Fauna and Flora International