Montando o aquário: erros que você deve evitar

maio 10, 2018

Peixes parecem ser muito fáceis de criar, mas existem coisas que as pessoas não sabem. Uma delas tem a ver com o habitat dos bichos de estimação aquáticos, e certos parâmetros a serem considerados na hora de montar o aquário.

Um só elemento fora do lugar pode dificultar a vida de qualquer peixe, por mais estranho que pareça. Elementos tóxicos, contaminação e falta de espaço são só alguns dos pontos que devemos evitar.

Por isso, aqui mostramos os erros mais comuns que costumam cometer.

Enfeites artificiais? Definitivamente não!

Boa parte dos erros que se cometem ao montarmos um novo aquário tem a ver com a ânsia dos donos em querer decorá-lo. Um dos maiores problemas tem a ver com o uso exagerado de enfeites artificiais.

Cada peça que colocamos lá dentro é composta por uma série de materiais residuais. E eles podem contaminar a água e afetar a saúde dos seus peixes. Além disso, muitos dos objetos decorativos não fazem parte do meio natural desses animais.

peixes no aquário

Por isso, devemos lembrar sempre que um aquário não deve ser uma obra de arte, mas sim um ecossistema agradável para o bicho de estimação.

Utilizar pedras grandes e coloridas não são uma boa ideia

As pedras coloridas podem ser muito chamativas, mas são tóxicas para os animais aquáticos. Elas mesmas são tratadas com produtos químicos e tintas que podem ser prejudiciais para a vida do bicho de estimação.

Por outro, a escolha responsável é a de pedras de verdade que sejam capazes de recriar um ecossistema mais próximo da realidade e propício. No entanto, também não é bom que as rochas sejam de grandes dimensões em relação ao espaço interno do recipiente.

A ideia é que os objetos sólidos não interfiram na fluidez normal da água e nem limitem demais o espaço para os peixes nadarem.

Você acha que o filtro não é necessário? É sim!

Algumas pessoas têm a falsa crença de que a limpeza dos aquários pode substituir a colocação de um filtro. Para dizer a verdade, esse equipamento não só limpa os espaços, como também purifica a água em benefício do peixe.

Montar um aquário com um filtro embutido nos dá a segurança de que a água estará 100% livre de amoníaco. Esse equipamento tem uma grande influência sobre a vida de nossos bichos de estimação aquáticos, livrando-os de uma infinidade de doenças.

O motivo: os filtros acumulam uma série de microrganismos-chave que facilitam ambas as tarefas. Claro que sempre é bom que limpemos nosso aquário, mas sem exageros.

Erro crucial: limpar em excesso o aquário

Nossos peixes, tanto de pequeno ou de grande porte, precisam de espaços limpos, mas não perfeitamente desinfetados. As medidas de asseio são importantes, mas não devem ser repetitivas e intensivas. Na verdade, é muito mais recomendável colocar um bom filtro e limpá-lo de tempos em tempos.

Para sermos mais exatos, limpar a cada três ou quatro semanas é mais do que o suficiente. O motivo: existem micro-organismos que são benéficos para os peixes e que devem ser preservados em boa medida para aumentar suas defesas.

Outro erro muito comum é o de limpar com sabão as pedras e enfeites que ficam no interior do aquário. O sabão eleva a toxicidade da água e também elimina micróbios que protegem os peixes.

Montando o aquário: diga não para o aquário em forma de bola

Historicamente, a imagem do aquário no formato de uma bola ou redondo tem sido a principal representação da aquariofilia dentro da cultura pop. No entanto, esse não é o melhor espaço que podemos oferecer a um animal aquático.

Peixes-palhaço num aquário

Atualmente, sabe-se que esse tipo de recipiente gera um grande estresse para o peixe. Não favorece a oxigenação da água, e o espaço é muito reduzido para que o animal nade de maneira contínua.

Ao contrário do aquário em formato de bola, sabe-se que os aquários retangulares e grandes ajudam a criar um ecossistema muito apropriado e variado. Nele se podem colocar vários espécimes, respeitando sempre as regras que existem para esse procedimento.

Nunca se muda totalmente a água parada pela água que sai da torneira

Montar um aquário é uma tarefa delicada até na hora de colocar a água. Na verdade, é um erro mudar totalmente a água do interior por água fria saída da torneira. É aconselhável mudar parte do líquido e manter um pouco do que havia anteriormente.

Só dessa forma cumprimos dois objetivos. O primeiro é ambientar o peixe, aspecto prioritário para não gerar estresse e problema de adaptação do espécime dentro do seu ambiente artificial. Em segundo lugar, a preservação dos micro-organismos positivos que foram mencionados previamente.