Músicas inspiradas em animais

· novembro 17, 2018
Algumas músicas são dedicadas às espécies que não são domésticas. Algumas são notavelmente mais conhecidas e outras menos, mas em muitos casos elas se referem a pessoas.

Temas musicais dedicados a cães e gatos são muito comuns. Mas o que resta para os outros membros do ‘Reino Animalia’, excluindo também os seres humanos? Propomos um passeio arbitrário a algumas músicas inspiradas em animais, além daquelas dedicadas aos pets. Fique com a gente!

Seleção de músicas inspiradas em animais

Se nos aprofundarmos no mundo das criações musicais, começam a surgir várias músicas inspiradas em animais.

Em alguns casos (para esclarecer) esses seres são usados ​​como uma desculpa para falar sobre os humanos. 

Mais antigas ou mais atuais, decididamente populares ou não muito famosas, aqui estão algumas delas.

A barata (La cucaracha)

Para começar nossa jornada através de algumas das músicas inspiradas em animais, chegamos a um clássico dos clássicos: La cucaracha. Tão popular que não importa quem foi o autor de sua letra original.

Sim, vale a pena mencionar que alcançou o auge da fama durante a Revolução Mexicana do início do século passado.

Todos sabemos seus primeiros versos:

“La cucaracha, la cucaracha
(A barata, a barata)
Ya no puede caminar
(Não pode andar)
Porque no tienne, porque le falta
(Porque não tem, porque lhe falta)
Las dos patitas de atrás
(As duas patinhas traseiras)”

De qualquer forma, cante como quiser.

Propomos um passeio por algumas das músicas inspiradas em animais, além daquelas dedicadas aos animais de estimação mais populares.

Moscas (Las moscas)

De todos os animais do mundo, você teria pensado em escrever uma música para as moscas

Bem, na verdade estamos falando de um poema do grande Antonio Machado e que popularizou o catalão Joan Manuel Serrat. No entanto, a música pertence ao argentino Alberto Cortez.

Mosca

Certamente você se lembra daqueles versos acompanhados por um arranjo musical: Vocês são parentes, / inevitáveis, gulosas, / são moscas vulgares / me evoca todas as coisas”.

Sem dúvida, uma genialidade do grande poeta sevilhano, imortalizado ainda mais por essa canção.

O urso (El oso)

“Eu morava na floresta muito feliz, eu andava, andava sem parar. As manhãs e as tardes eram minhas, à noite eu me deitava para descansar. / Mas um dia o homem veio com suas jaulas, me trancou e me levou para a cidade. No circo me ensinaram as piruetas, e assim perdi minha amada liberdade”. É assim que Urso começa, por Mauricio Birabent.

urso

Mais conhecido como Moris, esta referência da música rock castelhana dos dois lados do Atlântico foi um grande avanço (consciente ou não) na defesa dos direitos dos animais.

A música é de 1970 e tem um final feliz: o urso, embora já velho, escapa do circo e pode voltar ao seu habitat natural.

Carta de um leão para outro (Carta de un león a outro)

Novamente em primeira pessoa e na mesma sintonia da música “o urso”esta canção de Chico Novarro, um argentino, também conta a história de dois leões irmãos que foram privados de sua liberdade e separados. Um deles tinha como destino o zoológico e o outro o circo.

Cachorro com juba de leão
Fonte: http://eldoce.tv

“Desculpe, meu irmão, se eu te disser / você sente vontade de escrever, eu não tive. / Não sei se é o confinamento, / não sei se é a comida / ou o tempo que já tenho / nesta vida”, dizem seus primeiros versos.

Mas ao contrário do tema de Moris, seus protagonistas não conseguem recuperar sua liberdade, embora não percam a esperança.

Mr. Tembo

Em suaíli, tembo significa elefante. Esta bela e carinhosa canção foi inspirada por um paquiderme órfão, que o músico britânico Damon Albarn conheceu em uma viagem que fez à Tanzânia.

Elefante jorrando água com a tromba

Em coautoria com Richard Russell, o cantor das bandas Blur e Gorillaz incluiu este tema em seu primeiro álbum solo, Everyday Robots(2014).

“O Sr. Tembo está subindo a colina / com apenas esta música para lhe dizer como ele se sente, mas para chegar lá ele precisará de alguma ajuda”, dizem alguns de seus versos. Espero que ele tenha conseguido isso.

Andorinhas (Golondrinas)

O trabalho prolífico do universal Carlos Gardel e Alfredo Le Pera gerou verdadeiros clássicos inoxidáveis, especialmente no chamado tango-canção. Um deles é, sem dúvida, Golondrinas (1934).

Assim é como descrevem a estas aves de hábitos migratórios: “Andorinhas com febre nas asas / peregrinas embriagadas de emoção…”

Você não gostaria de ouvir essa canção de novo ou pela primeira vez? Bem, dê a si mesmo esse prazer.