O comportamento do seu cão e a ajuda do veterinário

dezembro 31, 2018
Às vezes os cães podem apresentar comportamentos que variam de timidez a atitudes destrutiva; estes problemas podem ocorrer devido a distúrbios psicológicos que podem ser causados por ação ou inação dos proprietários.

Na convivência diária, às vezes os animais de estimação têm certos distúrbios comportamentais que entram em conflito com o estilo de vida dos seres humanos.

O cão é a evolução do lobo, e este lobo às vezes emerge em alguns conflitos adaptativos. Portanto, o comportamento do seu cão, por vezes, precisa da ajuda do veterinário.

Sendo agora um animal social, está suscetível a sofrer de distúrbios comportamentais que podem até se tornar sérios problemas psicológicos.

Uma das consequências de não tratar ou eliminar esses comportamentos se reflete no grande número de cães abandonados ou abatidos a cada ano.

A seguir, discutiremos os problemas mais frequentes no comportamento do seu cão. Assim, a importância de seu tratamento profissional pelo veterinário, psicólogo ou etologista é reforçada.

Distúrbios comportamentais em seu cão

Os problemas mais frequentes no comportamento do seu cão na convivência familiar são, nesta ordem:

  • Agressividade
  • Problemas de eliminação de excrementos
  • Comportamento destrutivos
  • Ansiedade de separação
Cachorro com comportamento destrutivo

Além disso, existem distúrbios relacionados aos hábitos alimentares, reprodutivos e sexuais, locomotivos, sociais e de humor. A seguir, esses problemas estão classificados por categorias:

Transtornos de socialização

O mais característico é o comportamento agressivo; que pode até colocar em risco a vida das pessoas. Em contraste, a dispersão faz do cão um animal medroso e incapaz de tomar qualquer iniciativa. É seguido por latidos excessivos, muito irritantes e problemáticos no ambiente social.

Eliminação indiscriminada de excrementos

Pode defecar em locais proibidos dentro da casa ou em outros lugares. Ele também emite micção involuntária, devido à excitação ou marca áreas com sua urina (especialmente os machos).

Hábitos alimentares anormais

O animal come compulsivamente e excessivamente, come fezes (coprofagia), ervas desconhecidas ou matéria não comestível. Tudo isso tem sua explicação e seu tratamento.

Distúrbios do comportamento sexual e reprodutivo

Algumas manifestações como comer os próprios filhotes (infantofagia), pseudogestação e tentativa de “montar” as pessoas. Estas são questões com as quais o especialista lidará.

Alterações locomotoras

Entre essas alterações está a corrida em círculos, movimentos repetitivos sem razão aparente, escavação compulsiva, fuga e perambulação. Esses maus hábitos devem ser corrigidos a tempo.

Distúrbios do humor

Estes incluem medos de todos os tipos (exemplo: ficar sozinho, fogos de artifício), hipersensibilidade, hiperatividade e depressão. Tudo isso enfatiza o comportamento destrutivo (como mastigar ou arranhar objetos até que sejam destruídos), ansiedade, traumas e fobias.

Por que distúrbios comportamentais também ocorrem com os cães?

As causas pelas quais um cão tem distúrbios comportamentais são muito diversas; de não ter sido devidamente socializado até traumas devido a experiências negativas.

Mau comportamento em cão labrador

É muito frequente que, no período em que o cão deveria ter sido socializado, entre as primeiras 3 e 12 semanas de vida, os mesmos proprietários tenham reforçado comportamentos incorretos. Por exemplo, aplaudir suas travessuras, ou o contrário, isto é; punir excessivamente.

O fato é que essas primeiras semanas são o período ideal para educar o animal. É quando ele deve ser ensinado a respeitar os limites e pode ser dotado de um caráter equilibrado através da autoridade, paciência e afeição do responsável.

O que fazer diante dos distúrbios no comportamento do seu cão

A primeira coisa a fazer é ir ao veterinário. Este profissional é treinado não só para tratar doenças; mas também para ajudar a fornecer uma relação de qualidade entre o mestre e o animal de estimação. Ele poderá fazer isso tratando o problema sozinho ou encaminhando-o a um psicólogo ou etologista.

Cão e veterinário

Outra opção que pode funcionar é ir a um treinador. Por exemplo, se você tem certeza de que a solução é o cão saber como obedecer às instruções. Por meio de técnicas reconhecidas; o treinador tem a capacidade de promover comportamentos positivos e de eliminar ou reduzir os negativos.

Quando o problema é muito importante para a saúde do animal e para a qualidade da coexistência em casa, é necessário procurar a ajuda do veterinário. A primeira coisa que o profissional fará é descartar a presença de uma doença; já que muitos comportamentos inadequados têm essa causa.

O veterinário está autorizado a indicar terapia farmacológica em caso de doença física ou psicológica. Se considerar necessário, o cão será encaminhado para outro especialista.

O importante papel do proprietário

O sucesso do tratamento para restaurar o bom comportamento do cão dependerá do dono e do seu compromisso com o bem-estar de seu pet. Devemos nos lembrar da importância dos reforços positivos, em vez de punições. O amor e a paciência com que você trata o seu cão, garantirão resultados positivos.