Doenças do seu animal de estimação por uma má nutrição

· julho 11, 2018
Tanto a comida que não fornece os nutrientes necessários, quanto a extrema abundância ou escassez de quantidades, podem causar numerosas e variadas doenças.

A alimentação é um aspecto fundamental para a boa saúde de nossos animais de estimação. Todas as espécies precisam receber uma nutrição completa e balanceada, para que o organismo gere energia e mantenha um metabolismo equilibrado. Aqui estão algumas dicas para fornecer uma dieta de alta qualidade e prevenir doenças do seu animal de estimação por uma má nutrição.

A importância da boa nutrição para o seu animal de estimação

No que diz respeito aos nutrientes, quando comemos bem, nosso corpo responde melhor. Nosso humor é mais agradável, temos mais energia e disposição para começar cada dia e nos sentimos fortes e resistentes. Além disso, uma dieta balanceada nos permite gerenciar um peso saudável e prevenir inúmeras patologias associadas ao excesso de peso.

Da mesma forma, nossos animais de estimação também se beneficiam de uma dieta balanceada, de acordo com suas necessidades nutricionais. Por outro lado, mais e mais proprietários estão optando por fornecer um alimento caseiro e natural para seus animais de estimação.

Muitas pessoas continuam a escolher uma ração seca como base para alimentar seus animais de estimação. Esta opção tradicional oferece a vantagem de fornecer percentagens adequadas de nutrientes essenciais aos nossos animais de estimação em todas as fases da vida dele, portanto, é essencial escolher um ótimo alimento, com proteína de alta qualidade e de fácil digestão.

A dieta BARF (em português, comida crua biologicamente apropriada) respeita as necessidades nutricionais de nossos colegas peludos e prioriza alimentos naturais de origem orgânica. Também oferece vantagens como facilitar a digestão, fortalecer o sistema imunológico e ajudar na higiene bucal.

Cão e gato comendo

No entanto, devemos considerar que cada animal tem seu próprio ritmo metabólico, que responde por necessidades nutricionais específicas. Assim sendo, é sempre aconselhável ter a orientação de um veterinário ao definir uma dieta balanceada para os nossos companheiros de quatro patas.

O profissional ajudará a desenvolver uma dieta ideal de acordo com o peso, idade, tamanho, raça e condições específicas de cada animal. Não é possível falar, portanto, de uma dieta padronizada.

Problemas de desnutrição

A má nutrição pode estar direta ou indiretamente relacionada ao desenvolvimento de numerosas patologias. É importante entender que uma má nutrição nem sempre está associada à magreza ou a desnutrição. Um animal pode ter um quadro de obesidade e, mesmo assim, apresentar sintomas de má nutrição.

Uma dieta saudável deverá oferecer as quantidades ideais de nutrientes essenciais para o organismo de cada animal. O excesso, tanto quando a insuficiência, é prejudicial ao metabolismo. O equilíbrio é a chave para uma boa saúde.

A desnutrição é uma condição clínica que requer um tratamento específico, com a devida orientação especializada. Nestes casos, o veterinário irá recomendar uma dieta altamente calórica, com proteínas de alta qualidade e gorduras saudáveis.

Maus-tratos em cães

As principais doenças do seu animal de estimação devido a uma má nutrição

Alergias

Alergias são o resultado de uma reação de hipersensibilidade realizada pelo sistema imunológico. Várias fontes de proteína animal e vegetal podem ser agentes alergênicos para os nossos animais de estimação. Soja, milho, trigo, frango, peixe, laticínios, ovos, são os alimentos que mais comumente causam intolerâncias e alergias alimentares em animais.

Diarreia e vômitos

Embora não sejam doenças, a diarreia e os vômitos são os sintomas mais comuns que podem indicar algum distúrbio no organismo de nossos animais de estimação. Suas causas podem ser múltiplas: desde uma compulsão ou uma mudança repentina na dieta, até uma intoxicação ou alergia alimentar.

Gastrite

Os diagnósticos de gastrite estão aumentando em animais domésticos. Entre suas principais causas, encontramos intolerâncias alimentares, ataques por vermes intestinais e reações a antígenos bacterianos. Alguns animais também podem desenvolver gastrite devido aos maus hábitos alimentares, como passar muitas horas sem comer.

Inflamação do esôfago

Felizmente, a inflamação do esôfago não é tão frequente quanto as outras doenças do seu animal de estimação devido à má alimentação. É um quadro clínico complexo, que requer tratamento cuidadoso para restaurar a boa saúde dos animais afetados.

Nos animais domésticos, a inflamação do esôfago geralmente está associada ao consumo de carne e de ossos cozidos. O organismo de animais carnívoros ou onívoros (como cães e gatos) está preparado para digerir carne e ossos.

Se não quisermos oferecer carne crua aos nossos cães, podemos passá-la rapidamente em uma grelha. Além disso, ossos cozidos podem se fragmentar e causar lesões no trato digestivo do animal.