O que são feromônios e qual é o seu uso?

janeiro 8, 2019
Os ferormônios regem muitos comportamentos dos animais, tanto em matéria de atração sexual quanto diante de situações de perigo ou para marcar território.

O feromônio é uma substância química secretada por animais para gerar empatia com outro animal da mesma espécie. 

Ao contrário dos hormônios, os feromônios são percebidos através do suor, urina ou saliva; os hormônios são transmitidos internamente, através do sangue.

Ao contrário do que se acredita, esse elemento não está relacionado apenas ao calor ou ao nível de fertilidade.

Também serve para alertar os animais sobre situações de perigo ou para marcar territórios.

Eles também estão presentes em humanos, embora não tenham o mesmo potencial que nos animais. Seu uso é limitado à atração sexual, enquanto nos animais o comportamento instintivo da espécie predomina.

Feromônios

No reino animal, eles são considerados quase um meio de comunicação entre as espécies. A secreção desta substância permite que os animais estejam alertas sobre o comportamento ou empatia de outros espécimes.

Cachorro com a língua de fora em posição de alerta

Eles são percebidos através do olfato dos animais, especificamente através do órgão nasal chamado vomeronasal. Ele consiste em dois dutos localizados acima do palato.

Em alguns animais, como gatos, cavalos e touros, os feromônios são captados e passam diretamente para esse órgão. 

Então ocorre o comportamento chamado flehmen, que é quando o animal levanta a cabeça e retrai o lábio superior. Desta forma, permite-se que os feromônios se dissipem em sua saliva e alcancem a passagem nasal.

Tipos de feromônios

Os ferormônios são classificados de acordo com sua função e objetivo. Em alguns casos, como no das formigas, são usados ​​para indicar a trilha.

Eles também são usados ​​para identificar a superfície no intercâmbio de alimentos.

  1. Alarme.  Eles servem como um sinal de alerta para outras espécies. Ou seja,anunciam a presença de um possível perigo ou risco para outros animais.
  1. Demarcação. Através da urina, muitos animais marcam seu território ou indicam qual espaço é exclusivo deles. Isto serve para indicar a outros espécimes os limites estabelecidos, isto é, que não devem fazer uso desse espaço. 
  1. Sexual. Este é talvez o uso mais conhecido pelas pessoas. Permitem saber quais animais estão no cio ou no período de reprodução. Através da urina ou do suor, os machos identificam as fêmeas disponíveis para o acasalamento. 
Cachorros farejando feromônios

Usos do feromônios

Na ciência veterinária, os feromônios foram usados ​​na fabricação de produtos destinados a animais. Alguns deles servem para apaziguar a ansiedade, enquanto outros servem para estimular o acasalamento.

  • Como um calmante. Os feromônios sintéticos são inspirados em feromônios lactantes e procuram acalmar o comportamento dos filhotes. É o caso das cadelas durante o período de lactação, que secretam feromônios para reduzir a ansiedade de seus bebês.
  • Esses tipos de substâncias tiveram bons resultados em tratamentos para mudanças comportamentais.
  • Como um estimulante sexual. Alguns criadores de animais usam feromônios sintéticos para aumentar o apetite sexual. Ainda que seja sempre necessário aguardar o período de estro, o estímulo estimula o interesse do macho pela fêmea. Com isso, é garantido que a fêmea será montada no momento indicado.

Em humanos, também houve demonstrações do uso de feromônios, embora sua eficácia ainda não tenha sido comprovada. Tal é o caso das casas de perfume, que desenvolveram loções com aditivos de feromônio.

Efeitos dos feromônios em animais esterilizados

A castração é uma prática que elimina os órgãos produtores dos hormônios dos animais. Consiste na remoção da fonte de testosterona nos machos e de estrogênios e progesterona nas fêmeas. Essa ação pode afetar a produção de feromônios.

Nestes casos, os machos terão um odor mais parecido com o das fêmeas. Em teoria, essa modificação de aromas pode levar o macho a despertar o desejo sexual em outros indivíduos do mesmo sexo.

No entanto, ainda assim eles não perderão o interesse na monta de fêmeas no cio.

Por outro lado, os animais castrados diminuem sua marcação territorial. Não há mais necessidade de marcar território por posse. Desta forma, os feromônios de território serão consideravelmente reduzidos.