Ornitose ou psitacose em aves: causas, sintomas e tratamentos

A ornitose ou psitacose é uma doença que pode ocorrer de forma aguda ou crônica. Caracteriza-se por afetar o trato respiratório da ave doente, entre outros sinais clínicos.
Ornitose ou psitacose em aves: causas, sintomas e tratamentos

Última atualização: 05 Março, 2021

A ornitose ou psitacose é uma doença típica de várias espécies de aves, incluindo papagaios, pombos e canários. Infelizmente, essa patologia também pode ser transmitida a humanos – tem potencial zoonótico – embora seja bem pouco comum. Estima-se que menos de 5% das pneumonias em pessoas se devem a essa doença.

Por outro lado, essa infecção pode ser assintomática, aguda ou crônica nas aves. Se você deseja saber os sintomas mais comuns dessa patologia e como lidar com ela no caso das aves domésticas, continue lendo.

Causas da ornitose em aves domésticas

A ornitose é causada pela bactéria Chlamydia psittaci, um microrganismo intracelular que costuma causar infecções sistêmicas na ave, ou seja, afeta vários órgãos e sistemas simultaneamente. A doença começa como uma gripe normal, mas nos casos mais graves o animal pode acabar desenvolvendo uma pneumonia fatal.

O contágio ocorre tanto em pássaros quanto em humanos por meio da inalação de poeira contendo o patógeno, do contato com água ou fezes contaminadas, ou da interação com frangos infectados.

Em países como a Alemanha, a ornitose é muito prevalente nas populações de pombos urbanos.

Bactéria causadora de ornitose que invade uma célula.
 A bactéria que causa a ornitose invade as células de seu hospedeiro.

Sintomas da ornitose

Conforme indicado por fontes profissionais, a bactéria inicialmente se aloja nas células epiteliais dos alvéolos, que são concavidades nos pulmões onde ocorre a troca gasosa. Isso promove uma resposta do sistema imunológico, que resulta em uma inflamação das vias respiratórias com os consequentes sinais clínicos.

A ornitose pode ocorrer em duas formas diferentes:

  1. Forma aguda: nesses casos o animal costuma apresentar sibilos, conjuntivite em um ou em ambos os olhos e enterite mucosa com aparecimento de diarreia abundante.
  2. Forma crônica: essa forma ocorre em aves adultas e geralmente não se manifesta com sinais clínicos. Embora a vida dos animais não esteja em perigo, eles atuam como reservatórios da doença.

Além das classificações, existem vários sinais clínicos comuns em aves que apresentam uma forma sintomática aguda. Estes são os sintomas mais comuns de psitacose em pássaros:

  • Febre e calafrios.
  • Erupções cutâneas.
  • Fotofobia, ou seja, a ave mostra relutância em ambientes iluminados.
  • Espasmos e disfunções musculares.
  • Infecções do trato respiratório superior e inferior.
  • Pneumonia.

Se não for tratada imediatamente, uma infecção leve nos animais mais azarados pode evoluir para uma pneumonia fatal. Se você notar que seu animal de estimação está com dificuldade respiratória – especialmente se for um papagaio ou um canário – consulte um veterinário rapidamente.

Nas formas agudas, se nenhum tratamento for aplicado, a ave morrerá em cerca de 3 semanas.

Sintomas em humanos

Embora essa doença seja muito rara em pessoas, nunca é demais tomar precauções extremas se uma de seus pássaros tiver ornitose. Normalmente, a infecção ocorre em humanos com os mesmos sintomas das aves, mas se você tiver algum tipo de comprometimento imunológico, certas complicações podem ocorrer:

  • Envolvimento do cérebro.
  • Diminuição permanente da função pulmonar como resultado de uma pneumonia grave.
  • Infecção da válvula cardíaca.
  • Hepatite, ou seja, uma infecção do fígado.

Diagnóstico e tratamento

Conforme indica o portal profissional Chevita, a ornitose costuma ser diagnosticada por meio de exame físico aliado à análise laboratorial de amostras das fezes e da pele, já que a bactéria pode ser isolada em animais doentes. Um teste sorológico também pode ser necessário, a fim de detectar a presença de anticorpos para o patógeno.

No que diz respeito ao tratamento, geralmente são usados antibióticos como a doxiciclina ou a tetraciclina, que são aplicados em gotas na água ou por injeção. Para manter uma concentração ideal do medicamento no sangue, o processo deve durar cerca de 25 dias e sua administração não pode ser interrompida em nenhum momento.

Também deve ser levado em consideração que qualquer tipo de suprimento de cálcio deve ser suspenso durante a aplicação do medicamento. Isso porque o cálcio se liga à doxiciclina e reduz seus efeitos terapêuticos. Lembre-se também de isolar todas as aves afetadas se você tiver um viveiro, pois a bactéria é altamente contagiosa.

Um canário em sua gaiola.

Considerações finais

Como você deve ter lido nessas linhas, a ornitose não costuma ser uma doença complicada em humanos, mas pode ser bastante grave em aves que apresentam sintomas. Se os tratamentos com antibióticos não forem aplicados rapidamente, é mais provável que o animal acabe morrendo em cerca de 3 semanas.

Se o seu pássaro estiver com dificuldade para respirar, o mais comum é que ele esteja resfriado ou com asma, pois esses eventos são muito mais comuns do que a ornitose. Mesmo assim, leve-o ao veterinário antes que o quadro clínico piore, independentemente da causa.

Pode interessar a você...
As incríveis habilidades cognitivas dos papagaios
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
As incríveis habilidades cognitivas dos papagaios

Os psitacídeos, entre eles os papagaios, são um grupo de aves que, assim como os corvídeos, destacam-se pelas suas grandes habilidades cognitivas.