Os cães são capazes de sentir ciúmes?

julho 8, 2018
Animais tão carinhosos e que nos dão tudo sem exigências, mas que querem ser igualmente correspondidos.

Não é de hoje que se discute se os cães podem expressar sentimentos e emoções da mesma forma que nós. As opiniões são muito diversas, mas muitos estudos têm demonstrando que sim. Uma das últimas pesquisas publicadas, por exemplo, procurou descobrir se os cães são capazes de sentir ciúmes.

Estudo para demonstrar se os cães são capazes de sentir ciúmes

É sempre muito interessante ver como se desenvolvem estudos com cães e os resultados são sempre surpreendentes. E a pesquisa que é tema deste artigo não foi menos peculiar.

O estudo foi desenvolvido na Áustria e, para realizá-la, os pesquisadores usaram pares  de cães de um mesmo dono. O estudo consistia em fazer os cães dos dois pares darem a pata para o dono. Porém, eles eram tratados de maneira bem diferente. Enquanto um par era elogiado e recebia uma recompensa, o outro não ganhava nada.

Quando o cão que não recebia um prêmio se dava conta da injustiça, mostrava sentimentos de tédio e rancor. Em alguns casos, ele chegava a negar a dar a pata de novo quando era pedido.

“Um elemento essencial da evolução da cooperação é a sensibilidade ao esforço dos outros em comparação com os custos e ganhos próprios. A aversão à desigualdade é uma força que nos empurra a cooperar ou que nos impede“, escreve Range em PNAS, um dos pesquisadores do estudo.

Essas reações, que até então só eram conhecidas entre primatas, agora também são visíveis em nossos cachorros. Animais tão carinhosos e que nos dão tudo sem exigências, mas que querem ser igualmente correspondidos. Que ironia, não é?

animais ciumentos

Outro estudo demonstra que os cães são capazes de sentir ciúmes

Para que não restem dúvidas de que os cachorros podem sentir ciúmes, existem diversos estudos que demonstram esse fato. Em um deles, realizado na Califórnia, 36 animais foram observados em casa enquanto seus donos prestavam atenção a outros objetos, e não a eles.

Entre os objetos estavam um cachorrinho de pelúcia interativo que até latia, uma caixa e um livro. Os participantes deveriam tratar os dois primeiros objetos como se fossem seus bichos de estimação, fazendo carinho e falando com eles. Quanto ao livro, deveriam lê-lo em voz alta. Em todas as ocasiões, as reações dos cães foram similares.

Os peludos mordiam os objetos, demonstravam medo e até mesmo os escondiam para expulsá-los de seu território. De acordo com um dos pesquisadores, estes foram os resultados do estudo:

“Nosso estudo sugere que, não apenas os cães apresentam comportamentos típicos do ciúme, mas também tentavam romper as conexões entre o próprio dono e o aparente rival. Na verdade, não podemos falar das experiências subjetivas dos cães, mas é como se estivessem motivados a proteger uma relação social importante”.

Do que os cães sentem ciúmes

No último estudo, ficou demonstrado que o cachorro se empenhava mais em separar o seu dono do objeto quando ele estava interagindo com o cãozinho de pelúcia do que com os demais.

Cães sentem ciúmes de outros cães

Entretanto, os cães podem sentir ciúmes de qualquer coisa que pareça ameaçar o estreito vínculo com o dono. Por que é importante saber disso? Bem, precisamos saber como agir quando chega um novo membro da família, seja humano ou animal.

Precisamos ter o cuidado de dar atenção ao nosso bicho de estimação e não descuidar de sua rotina e nem de seus cuidados. Além disso, devemos ajudá-los a proteger seu território. Se o novo membro é outro animal, cada um deve ter seu espaço e local para comer, beber e dormir.

Quem pode negar que os cães são capazes de expressar sentimentos e emoções? Nós não nos atrevemos.

  • Prato-Previde, E., Nicotra, V., Pelosi, A., & Valsecchi, P. (2018). Pet dogs’ behavior when the owner and an unfamiliar person attend to a faux rival. PLoS ONE13(4). https://doi.org/10.1371/journal.pone.0194577
  • Harris, C. R., & Prouvost, C. (2014). Jealousy in dogs. PLoS ONE9(7). https://doi.org/10.1371/journal.pone.0094597
  • Cook, P., Prichard, A., Spivak, M., & Berns, G. S. (2018). Jealousy in dogs ? Evidence from brain imaging. Animal Sentience22(1), 1–14.