Um estudo sobre como os gatos se comunicam com os próprios donos

maio 3, 2017

São muitas as maneiras que os animais têm para se expressar. Através dos sons, mas também dos movimentos do rabo ou das orelhas, que podem nos dizer o que sentem ou o que pensam sobre qualquer coisa. Neste artigo, vamos contar a você sobre um estudo que demonstra como os gatos se comunicam com os próprios donos. É muito interessante!

Os gatos se comunicam com os donos usando o rabo

De acordo com o movimento do rabo, você saberá se o seu animal de estimação está com medo, irritado, em estado de alerta ou feliz. Preste atenção a estes sinais:

  • Levantado verticalmente sem se mover: quer dizer que não lhe interessa o que você está dizendo ou fazendo, e ele continuará o caminho dele.
  • Vibratório: quando deseja chamar a sua atenção, mostrar afeto ou alegria, já que está na hora de comer. Além disso, esse sinal costuma ser acompanhado por miados.
  • Movimentos lentos de um lado para o outro: significa que ele está muito contente, confortável e se sente seguro com o entorno dele. Muito bem… está gostando da sua companhia.
  • Horizontal (paralelo ao chão): está “a meio caminho” entre a confiança e a desconfiança perante a situação. Essa é uma posição de alerta.
  • Estirado para baixo: é provável que caminhe muito lento, se agache e abra bem os olhos. É a postura típica de caçador ou de brincadeira.
  • Movimentos rápidos para as laterais: se o rabo balança de um lado para o outro, quer dizer que o gato está interessado em alguma coisa ou pessoa. Se as orelhas estiverem levantadas, demonstrará ainda mais o interesse dele.
  • Em diagonal e rígido: as costas estão levemente arqueadas e o rabo está completamente erguido. Isso significa que existe alguma coisa que causa inquietação nele.
  • Levantado com a ponta retraída: é a maneira dele de dizer que embora esteja sendo amigável, também está precavido. Além disso, demonstra que não se sente desprotegido, mas que toma as precauções dele.
  • Batidas no chão: o movimento do rabo é rápido, curto e agitado. Isso acontece quando o gato está nervoso, em estado de alerta ou com medo (por exemplo, quando chove, fazem barulhos ou aparecem visitantes desconhecidas).
  • Para baixo (com as patas traseiras erguidas): se encontra em uma situação estressante e na defensiva.
  • Entre as patas traseiras: é a posição de um gato medroso, submisso ou respeitoso. Ele costuma colocá-la dessa maneira quando está sendo repreendido ou existem outros animais com maior autoridade que ele.
  • Eletrizante: quer dizer que está com muita raiva, incomodado e irritado. É melhor que você não se aproxime dele, porque ele poderá machucá-lo.

Os gatos se comunicam com os próprios donos através do rosto

Outra boa maneira de entender o nosso gato é prestando atenção à expressão fácial dele (sobretudo aos olhos e às orelhas):

  • Orelhas paradas e abertas para fora: primeiro, o olhar está franzido e significa que está incomodado, irritado ou furioso. Além disso, é fundamental que o deixe se afastar de você até que isso passe.
  • Orelhas paradas para frente: os olhos não apresentam dilatação da pupila. Isso é um sinal de calma ou de sono, quer dizer que está confiante e à vontade.
  • Orelhas para frente, olhos puxados: se ele estiver quase fechando os olhos e com as orelhas dessa maneira, é um bom sinal. Essa expressão serve para comunicar conforto, relaxamento e disponibilidade para brincadeiras e carinho.
  • Orelhas baixas e olhos dilatados: pode significar que o felino está emocionado, que algo chama a atenção dele ou que está com raiva. E mais, se você insistir em se aproximar dele, ele reagirá rapidamente se afastando.

Os gatos se comunicam com os próprios donos usando sons

Existe também uma terceira maneira de comunicação dos gatos, é, sem dúvida alguma, o som. De acordo com os sons ou volumes dos sons emitidos por ele, ele vai querer dizer uma coisa ou outra.

O miado tem significado diferentes. Por exemplo, se ele mia suavemente é porque está feliz; ele está saudando você (se ao mesmo tempo ele miar, fizer movimentos lentos com o rabo e se roçar em você), se for forte e contínuo com o rabo na vertical; melhor deixá-lo em paz, porque está com muita raiva. E se for repetitivo e ir aumentando o tom, pode ser que ele queira alguma coisa, sobretudo, comida.

E, por último, o ronronado é outra forma de se expressar. Esse vínculo, que se desenvolve com a mãe, ele continua usando por toda a vida e é sua característica mais meiga e doce. Um sinal de confiança e de amor que não devemos subestimar.