Os chimpanzés com lança de Fongoli

· dezembro 20, 2018
Estes primatas caçam gálagos e outros pequenos mamíferos com lanças que eles mesmos afiam, um comportamento sem igual entre as espécies de sua ordem.

Os primatas pertencem a uma das poucas ordens em que se observa o uso de ferramentas. No entanto, os chimpanzés com lança de Fongoli são um caso especial.

Eles são muito diferentes do resto dos chimpanzés e, misteriosamente, semelhantes ao ser humano.

Apesar de não parecer, os animais também têm cultura. Primatas, cetáceos e algumas aves têm comportamentos que são transmitidos de geração em geração. Isso os torna totalmente diferentes dos outros membros da mesma espécie.

Os chimpanzés com lança de Fongoli

Mas o caso dos chimpanzés com lança de Fongoli é especial. Eles apresentam comportamentos que até agora só tinham sido vistos em humanos, e que outros chimpanzés não tem.

Fongoli é uma região quente do Senegal. Uma savana que está longe das florestas impenetráveis ​​do Congo, onde vivem muitos chimpanzés. Talvez por isso esta espécie tenha se adaptado a um ecossistema muito semelhante ao dos primeiros seres humanos, que passaram por uma série de mudanças culturais.

Esses chimpanzés surpreenderam o mundo quando se descobriu que eles usavam armas afiadas para caçar.

Os chimpanzés com lança de Fongoli caçam gálagos e outros pequenos mamíferos graças a lanças que eles mesmos afiam.

Os chimpanzés com lança de Fongoli

Outras diferenças dos chimpanzés com lança de Fongoli

O uso de lanças nesses chimpanzés não é o único mecanismo cultural que os diferencia de outros chimpanzés. Além disso, sua sociedade é mais tolerante e tem maior igualdade de gênero quando se trata de caça.

Além do mais, é uma sociedade de chimpanzés que recorre menos à força bruta. E machos corpulentos nem sempre as governam.

Entretanto, em Fongoli, também existem histórias de brutalidade e assassinatos. Como por exemplo, citamos a história de Foudouko, um macho alfa considerado um tirano que governou por dois anos uma das comunidades de Fongoli.

Depois de ser derrubado devido à sua tirania e à brutal agressão sofrida por um dos seus maiores aliados, Foudouko foi exilado durante cinco anos.

Entretanto, no quinto ano ele tentou novamente interagir com outros membros e se juntar a suas atividades. Porém, naquela noite, Foudouko foi brutalmente assassinado.

Inclusive uma fêmea praticou canibalismo com seu corpo. Algo que normalmente não é observado entre o grandes símios.

As mudanças que a caça com lanças promoveu em Fongoli

Voltando aos chimpanzés com lança. Esta técnica de caça faz deles a única população não humana a usá-la.

Mas o uso de ferramentas se estenda a mais espécies. Como já mencionamos, na comunidade de Fongoli há paridade e as fêmeas são as protagonistas de metade das caçadas. Algo que não acontece em outros grupos.

Isto se dá provavelmente devido ao fato de que os macacos com lanças são mais independentes na caça do que aqueles que usam apenas a força bruta. Um exemplo são os chimpanzés de Gombe, estudados por Jane Goodall. Os machos caçam 90% da presa, comparados a 70% em Fongoli.

Chimpanzé descansando

Em Fongoli, nem as fêmeas nem os machos de “baixa patente” costumam roubar comida. Algo que é bastante comum em outras sociedades de chimpanzés.

Por isso, o respeito, em conjunto ao uso de lanças, parece ter despertado nas fêmeas de Fongoli um hábito de caça altamente desenvolvido.

Chimpanzés com lança e a espécie humana

A savana do Senegal é muito parecida com o habitat em que os primeiros humanos viveram. Por isso, chimpanzés Fongoli nos lembram de nosso passado mais selvagem.

Eles não usam apenas a lança. Os chimpanzés de Fongoli  passam pouco tempo nos galhos das árvores, e vivem muito mais no solo. Algo que também é compatível com a história evolutiva do ser humano.

Ainda assim, é importante lembrar que não devemos comparar as técnicas de caça desses chimpanzés com as que vemos nos filmes.

Chimpanzés com lança enfiam bastões afiados com força nos gálagos com a intenção de espetá-los. E então os matam com uma mordida.

Os chimpanzés com lança, os primeiros trogloditas

Apesar disso, os chimpanzés de Fongoli não lembram os seres humanos apenas neste aspecto. A temperatura e a secura do Senegal os forçaram a usar um refúgio nunca procurado antes pelos chimpanzés.

Estes animais entram em cavernas, onde a temperatura e a umidade são muito mais favoráveis.

Isso é algo que não é visto em outras espécies de chimpanzés, e mostra como é impressionante a cultura dos animais. 

Ela pode fazer com que dois membros da mesma espécie tenham comportamentos muito diferentes, semelhante ao que acontece na espécie humana.