Palácios para pássaros em Istambul

dezembro 9, 2018
Esses locais ajudam as aves a resistirem às mudanças de temperatura. Lá, elas se abrigam e têm acesso a alimentos. Isso favorece a sobrevivência das espécies, já que algumas estão em perigo de extinção. 

Abrigos e casas para pássaros são vistos em todo o mundo. No entanto, os palácios para pássaros vistos em Istambul e em outras partes da Turquia são espetacularmente belos.

Os palácios para pássaros em Istambul

Esses pequenos palácios tentam imitar mansões e mesquitas de estilo otomano, e sabe-se que eles existem desde, pelo menos, o século 15.

No entanto, são os palácios para pássaros feitos no século 18 que se transformam em autênticas obras de arte.

Algumas dessas obras de arte otomanas contêm comedouros, bebedouros, corredores e varandas. Estes palácios para pássaros são encontrados em áreas onde há grande exposição à luz solar e abrigo do frio e do vento.

Esses palácios para pássaros podiam ser encontrados em prédios públicos e privados. Bibliotecas, casas, pontes ou fontes públicas eram cobertos com esses abrigos para pássaros selvagens.

Atualmente, o mais antigo palácio para pássaros em Istambul fica em uma ponte, e é do século 16. 

A verdade é que muitos deles se deterioraram ao longo do tempo, ou foram destruídos, juntamente com edifícios antigos.

Isso não é apenas uma tragédia para a história de Istambul, mas também para estas aves.

palácio para pássaros na Turquia

Como são esses palácios para pássaros?

Da mesma forma que as casas dos pássaros que vivem em seu jardim, esses pequenos edifícios permitem abrigar as aves contra intempéries.

Também os protegem de ataques de gatos e outros predadores, e evita que os filhotes caiam no chão.

Embora menos luxuosa, você pode fazer casas de pássaros ou comedouros para atrair passarinhos para o seu jardim, usando materiais reciclados, ou podemos até mesmo comprá-los em várias lojas.

É importante ajudar esses animais, pois assim poderão atravessar as mudanças de temperatura com comida extra e abrigo, o que reduz a mortalidade dessas aves.

Algumas delas, como o pardal, estão desaparecendo, embora isso possa parecer incrível.

A Turquia e as aves

Provavelmente, a razão por trás desses palácios para pássaros é o incrível respeito dos turcos pelos pássaros e a necessidade que eles têm de apreciar o canto das aves.

Um exemplo é a língua que ainda é preservada em algumas aldeias dos montes Pónticos, que é conhecida como a língua dos pássaros. De fato, Kuşköy, o último reduto desta língua, significa aldeia de pássaros em turco.

Os habitantes desta cidade turca fazem assovios semelhantes aos dos pássaros para se comunicar e, inclusive, dizem que algumas melodias, como a do melro, se assemelham a versos do Corão.

Porém, essa linguagem está desaparecendo devido à modernização das comunicações, embora ainda existam festivais e outros eventos que a promovam.

Flamingo

E em regiões como Cukurova, dois terços das aves que migram para o norte da Europa se reúnem: o colhereiro-europeu, o martim-pescador e o flamingo passam pela Turquia ano após ano.

Só nesta área, 200 mil animais passaram no ano de 2017, mais de 70 espécies passam o inverno nos parques nacionais de Adana.

Em alguns invernos mais duros, o número de aves pode chegar a duplicar neste paraíso, outra prova de que o povo da Turquia adora pássaros.