Parques para cães: dê emoção aos passeios de seu pet

· janeiro 23, 2018

Os passeios com nossos cães, às vezes, podem ser entediantes, tanto para nós como para eles. Em algumas ocasiões, também são insuficientes, já que um cão precisa de um período mínimo de exercício, que às vezes os passeios não lhe dão. Por isso, hoje queremos falar sobre os parques para cães.

Real Sociedade Canina Espanhola propõe certos esportes para praticarmos com os nossos cães, como a corrida, um esporte que pode ser praticado em qualquer lugar.

Agora, se você mora perto do mar, poderá praticar natação com seu cão, se ele gostar de água. Se tem um campo perto, pode tentar o dog frisbee. Porém, é complicado praticar este tipo de esportes quando se vive na cidade. Talvez, até tenha algum lugar para a prática, mas que pode não ser tão perto de sua casa.

Por isso foram criados os parques caninos, que podem te ajudar a passar bons momentos com o seu animal de estimação e a mantê-lo em boa forma, graças às atividades que lá podem ser desenvolvidas.

Parques para cães, uma inovadora forma de passar bons momentos

Madri foi pioneira na Espanha ao criar os parques especiais, onde os cães podem praticar exercício e, ao mesmo tempo, passarem bons momentos.

Cachorro em parque para cães

São parques que fazem parte da cidade desde sempre, mas que agora contam com um espaço reservado para os animais de estimação. Por exemplo, o “Parque del Retiro”. O espaço reservado para os cães tem uma entrada pela Portaria Mariano de Cavia e possui uma área com grama, árvores, bancos e fontes.

Além disso, há áreas de obstáculos, um “pipidog” e lixeiras suficientes para jogar os excrementos de nossos animais. É importante que estejamos sempre juntos de nosso animal de estimação, pois pode ser que ele não esteja preparado para saltar os obstáculos do parque. É claro, se for verão, não vá nas horas em que o sol estiver mais forte, prefira quando refresca, pois as sombras do local podem ser insuficientes.

“Mahadahonda” é o bairro onde fica o “Parque Adolfo Suárez”, outro local de espairecimento para os nossos animais de estimação. Fica na rua Velero 24, abre a partir das 8 e fecha às 22 h. O “Parque Enrique Ferreiros” e o “Olof Palme” são outras duas opções estupendas para que os nossos animais de estimação passem bons momentos.

Há também opções para os dias chuvosos ou com mau tempo como, por exemplo, o “Verdecora”, um parque coberto onde seu cão poderá participar de um circuito de agility.

Se você não for a Madri, é possível que seja mais complicado ir a um destes tipos de parques; teremos que esperar até que outros locais tomem a iniciativa de criá-los.

O que levar em conta quando passear com seu cão

Se você não tem acesso a um destes magníficos parques para cães, é possível que tenha que aproveitar as ruas ao redor de sua casa. Porém, deve estar consciente de que também há algumas regras a serem seguidas.

Fizemos uma lista para que você não tenha problemas:

Cachorro no parque

  • Seu cão deverá ir acompanhado. Não importa seu tamanho nem sua raça, você sempre deverá ir com ele e levá-lo com a correia ou algo resistente que te permita controlá-lo.
  • Controlar suas necessidades. Que esteja na rua não significa que seu cão possa fazer cocô ou xixi em qualquer lugar. Controle este assunto para que você não tenha problemas com os vizinhos e nem com as autoridades.
  • Leve-o com focinheira. Se suas características ou personalidade, sem importar a raça, mostram que seu cão pode ser agressivo, você deverá levá-lo com focinheira.
  • Se há zonas dimensionadas para cães, você então poderá deixá-lo solto.
  • Mantenha-o em vista. Seu cão, ainda que seja muito carinhoso, pode incomodar outras pessoas. Evite que ele se aproxime de outros e entenda que há pessoas que não gostam de animais.
  • Ele não pode entrar em parques infantis e nem se banhar em fontes municipais.

Aproveite os passeios com o seu animal de estimação, sejam estes em parques para cães ou na rua. Mas sempre respeitando as normas, em harmonia com todos.