O pastor da Anatólia, trabalhador e resistente

julho 7, 2018
Esta raça tem atuado como cão de guarda e guia de gados por milhares de anos. Ele é inteligente, ativo e independente, mas ao mesmo tempo muito protetor e ligado à sua família.

O pastor da Anatólia protege e dirige a pecuária há séculos, na mesma região que lhe dá o nome. Tem um aspecto imponente e um comportamento singular. Nós convidamos você a conhecer este gigante.

História do pastor da Anatólia

Acredita-se que o pastor da Anatólia tem sido cão de guarda há 6.000 anos. Há registros de que já o era há, pelo menos, 4 000 anos. Ele trabalhou todo esse tempo na península da Anatólia, embora nas últimas décadas tenha conquistado a Europa e os Estados Unidos.

Devido ao seu corpo imponente e sua capacidade física, é um perfeito cão de guarda da montanha. Com sua inteligência, ele guia o gado, enquanto com seu corpo e sua força ele é capaz de protegê-lo de predadores, como lobos e ursos.

Desde a década de 1950, quando ele veio para lares americanos, ele se tornou um cão de companhia. Seus instintos de proteção e sua necessidade de fazer longas caminhadas não diminuíram, apesar de todas as conveniências urbanas possíveis.

Características do pastor da Anatólia

O pastor da Anatólia é um cão grande e musculoso. No entanto, não se engane: a cabeça e o pescoço são tão largos que parecem mais volumosos do que realmente são.

cão pastor da Anatólia

Em qualquer caso, ainda é um cão imponente. Tanto machos quanto fêmeas geralmente atingem uma altura em cruz entre 70 e 80 centímetros, e têm um peso que oscila em torno de 60 quilos.

Em termos de aparência física, eles têm uma cabeça grande e um pescoço largo. As orelhas são pequenas em proporção e eles as carregam nas laterais da cabeça. O nariz é sempre preto e, ao contrário de outras raças semelhantes, como os mastins, os lábios são apertados e não pendentes.

Sua cauda é longa: elas ficam caídas quando estão em repouso e podem permanecer torcidas nas costas quando estão em alerta. O pelo da cauda é ligeiramente mais comprido que o do resto do corpo.

Em proporção ao tamanho total deste cão, ele tem um peito pouco profundo e o ventre delgado: se o tamanho fosse de acordo com a cabeça, poderia ser ainda maior e mais volumoso.

Os pelos são semi-longos e tem uma subcamada de pelos lanosos que o protege das temperaturas extremas, do lugar de onde ele vem. Pode ter várias cores, mas a preferida é fulvo com a cara e as orelhas na cor preta.

Comportamento do pastor da Anatólia

O pastor da Anatólia tem o comportamento dos pastores de montanha: ele é independente, vigoroso, ativo, inteligente e protetor. Este pastor é ligado à sua família humana e animal, e irá defendê-los se acreditar que estão em perigo. 

cão pastor da Anatólia

Além disso, ele é corajoso e não se deixa intimidar: além de seu tamanho e independência, ele não é um cão que pode ser forçado a obedecer. No entanto, uma educação baseada no respeito, e que enfatize o reforço positivo, dá ótimos resultados com esta raça de cães.

Devido ao seu trabalho nas montanhas, é um cão que, como animal de estimação, precisa se exercitar física e mentalmente. O pastor da Anatólia não gosta da vida na cidade: ele será feliz em um ambiente rural, onde possa fazer longas caminhadas na natureza e farejar muitos lugares diferentes.

Cuidados com o pastor da Anatólia

Esta raça de cão está propensa a sofrer de várias doenças hereditárias. De um lado, aquelas de cães grandes ou gigantes e, de outro, doenças genéticas.

Em relação aos problemas de saúde, devido ao tamanho, deve-se levar em conta que podem surgir displasias de quadril ou de cotovelo, além de torção gástrica. Além disso, se ele for fazer caminhadas nas montanhas, você deverá verificar com muito cuidado a higiene das orelhas e fazer verificações frequentes de parasitas entre os pelos.

cão pastor da Anatólia

Das doenças hereditárias, notou-se que há uma maior frequência de problemas nos maxilares, problemas oculares como entrópio ou hipertireoidismo. Em todos os casos, um veterinário deverá avaliar a necessidade de fazer tratamentos preventivos ou curativos para essas condições.

Devido aos seus pelos, é necessário fazer pelo menos uma escovação semanal para remover os pelos mortos e evitar problemas de pele. Em épocas de troca de pelos, é necessário escová-lo mais frequentemente. Além disso, graças à sua subcamada de pelos, é contraproducente cortá-los no verão: eles ajudam a protegê-lo do calor.

O pastor da Anatólia é uma raça de cães antigos que, graças ao seu físico e comportamento, tem trabalhado por séculos protegendo os rebanhos na Turquia. Eles são animais ativos, inteligentes e independentes: você não pode forçar este cão a seguir ordens. Você apenas poderá convencê-lo a colaborar com você.