Por que os cães mordem o rabo?

Quando os cães mordem o rabo, é fácil ver isso como uma brincadeira inofensiva, mas às vezes é um problema que deve ser resolvido para o bem do animal.
Por que os cães mordem o rabo?

Última atualização: 23 Setembro, 2021

Quando os cães mordem o rabo ou tentam pegá-lo girado ao redor de si mesmos, as risadas e os vídeos nas redes sociais se multiplicam. Esse comportamento não é necessariamente problemático, mas é importante conhecer sua natureza para poder identificar quando pode se tornar um transtorno.

Neste artigo você encontrará uma descrição desse comportamento, denominado tail chasing em inglês, bem como os casos em que você deve procurar um especialista. Se essa questão é do seu interesse ou se o seu cão apresenta esse comportamento, nas linhas a seguir você encontrará as respostas.

Comportamento natural

Quando os cães mordem o rabo, nem sempre estamos lidando com um comportamento patológico. É o caso dos cachorros, que costumam realizar o tail chasing como forma de descobrir o próprio corpo através da brincadeira. O animal simplesmente vê algo se movendo atrás dele e tenta pegar.

Se esse comportamento persistir até a idade adulta, pode ser que você o tenha reforçado caso o cão sinta que você presta atenção nele quando faz isso ou se você o recompensa de qualquer outra forma. Nesses casos, bastará ignorar o cão, e o comportamento se extinguirá com o tempo.

Às vezes, os tutores reforçam comportamentos problemáticos simplesmente dando atenção ao cão.

 

Por que os cães mordem o rabo?

Os cães mordem o rabo: quando se preocupar

Exceto no caso dos filhotes, um cão adulto mordendo e perseguindo o próprio rabo é um motivo para atenção (especialmente se o comportamento for obsessivo). Existem diferentes causas patológicas pelas quais um cão apresenta esse comportamento. Falaremos sobre elas nas seções a seguir.

Problemas de saúde física

Dor, coceira e outras sensações aversivas na área costumam ser a causa de o cão perseguir o rabo na tentativa de buscar alívio. Os problemas físicos mais comuns são os seguintes:

  • Parasitas externos: se o cão estiver com algum parasita nessa área (pulgas ou carrapatos, por exemplo), ele pode estar tentando se livrar disso. A coceira que não passa fará com que ele morda a área com insistência.
  • Feridas: uma ferida ou corpo estranho preso na pele da cauda causará dor no animal, que tentará lamber a área.
  • Problemas da glândula perianal: essas glândulas, localizadas em ambos os lados do ânus, servem para lubrificar as fezes quando elas saem e para enviar informações olfativas a outros cães. Se não se esvaziarem, se estiverem infectadas ou se desenvolverem outras doenças, o cão desejará aliviar o desconforto. Nessas ocasiões, é possível vê-lo arrastando o ânus no chão além de morder o rabo.
  • Problemas de pele: alergias, sarna ou fungos são alguns dos problemas mais comuns quando os cães mordem o rabo, pois causam coceira e ardência.
  • Hérnia de disco e outros problemas de coluna: patologias dessa natureza podem causar dor ou formigamento na região caudal das costas. Diante dessas sensações, o cão gira para tentar identificar e amenizar a causa da dor.

Causas comportamentais

Se o animal está sob condições de estresse, ansiedade ou outras situações mentais adversas, é possível que o que era uma brincadeira simples se torne uma estereotipia. As causas por trás disso são diversas e precisam da mesma atenção que as físicas:

  • Falta de estimulação: às vezes, os cães mordem o rabo como forma de aliviar o tédio.
  • Solidão e falta de afeto: o tail chasing pode ser a projeção física de sentimentos de abandono e falta de socialização.
  • Confinamento: nos casos de cães que nunca saem de casa, correr atrás do rabo é uma forma de catarse diante do excesso de energia que é produzido pela falta de exercícios e estimulação. As estereotipias são comportamentos patológicos presentes em quase todas as espécies em condições de confinamento.
  • Reforço de comportamento e chamar atenção: se o cão aprendeu que você presta atenção nele quando ele persegue o rabo, ele o fará sempre que quiser que você preste atenção nele.

O que fazer quando os cães mordem o rabo?

Se o seu cão apresenta esse comportamento e você pensa que não é algo saudável, primeiro deve buscar suas causas. A melhor solução é ir ao veterinário: a primeira coisa que deve ser descartada são as causas físicas e, se houver, iniciar o tratamento pertinente.

Se, ao contrário, for um problema psicológico, a melhor opção é sempre um educador canino. Com a ajuda desses profissionais, você será capaz de identificar os estressores que estão afetando seu cão e aprenderá recursos para corrigir essas causas. Como qualquer doença, os transtornos de conduta requerem atenção e um processo de cura.

 

Um cachorro marrom morde o próprio rabo.

A última dica é sempre a prevenção. Uma boa alimentação, desparasitação e vacinas em dia, bem como exames veterinários periódicos são a melhor solução para futuros problemas de comportamento. Além disso, a medicina preventiva economiza dinheiro (e aborrecimentos) a longo prazo, dando a você a oportunidade de gastar seus recursos e tempo com ótimos momentos ao lado do seu cão.

Pode interessar a você...
Como ajudar uma cadela a parir
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Como ajudar uma cadela a parir

Ver o nascimento de filhotinhos é uma das coisas mais bonitas que podemos presenciar, mas algumas vezes precisamos ajudar uma cadela a parir.



  • Elgier, Á. M., Jakovcevic, A., Mustaca, A. E., Bentosela, M., & Barrera, G. (2009). Problemas de comportamiento en los perros domésticos (canis familiaris): aportes de la psicología del aprendizaje. Revista de Psicología18(2), ág-123.
  • Tiira, K., Hakosalo, O., Kareinen, L., Thomas, A., Hielm-Björkman, A., Escriou, C., … & Lohi, H. (2012). Environmental effects on compulsive tail chasing in dogs. PloS one7(7), e41684.