Por que o pelo do meu hamster está caindo?

Quando o pelo de um hamster cai, geralmente se trata de uma queda natural. No entanto, não descarte nenhuma das patologias que você poderá encontrar aqui.
Por que o pelo do meu hamster está caindo?

Última atualização: 21 Novembro, 2021

Uma das características mais adoráveis dos pequenos roedores é seu pelo macio e felpudo. Portanto, perceber que o pelo um hamster está caindo pode causar preocupação, em alguns casos com razão. Mas como diferenciar uma alopecia patológica de uma natural?

Neste artigo, você encontrará as causas mais comuns de perda de pelo em hamsters. Com certeza encontrará informações úteis, por isso preste atenção: seja para reconhecer uma alopecia suspeita ou para melhorar a qualidade de vida do seu roedor, saber apreciar o estado de sua pelagem é uma habilidade muito útil.

Por que o pelo de um hamster está caindo?

Alopecia é a perda anormal de cabelo, cuja ausência deixa a pele do animal exposta. As características dessa patologia, bem como o ritmo de queda do pelo, fornecem informações úteis sobre a origem da doença. Aqui estão as causas mais comuns dessa condição em hamsters.

Um hamster cujos pelos estão caindo sendo examinado.

O pelo do hamster está caindo devido a deficiências nutricionais

Uma dieta inadequada pode levar à queda de pelo nesses animais. Especificamente, a hipovitaminose B causa perda de pelo, fraqueza muscular, letargia e anorexia (falta de apetite). É importante levar o animal ao veterinário, pois essa deficiência de vitamina B6 pode levar à sua morte.

A falta de proteínas também é uma causa comum de alopecia em um hamster. Nesse caso, a dieta deve ser reformulada para que seja mais adequada às necessidades nutricionais do roedor, mas também não é adequado oferecer carne crua diretamente.

Parasitas externos e fungos

Uma infestação de parasitas externos (ácaros, piolhos e pulgas) ou fungos como a micose causará alopecia no pequeno hamster. Isso pode ser explicado por danos diretos à pele ou porque o roedor coça a pele com insistência por causa da infestação de parasitas.

Lembre-se de que se livrar de uma infestação requer não apenas tratar o animal, mas todo o ambiente: do contrário, é muito provável que reapareça.

Atrito

O atrito é a causa mais comum de alopecia quando a gaiola do hamster é muito pequena para ele. Se o seu pelo estiver em constante atrito ao passar por buracos e túneis, pode cair até deixar o animal careca.

O hamster perde pelo na época da muda

Esses animais, como qualquer mamífero, perdem o pelo com a mudança da estação. Os hamsters começam a perder pelo na primavera e o processo geralmente dura até o final do outono.

Algumas espécies, como o hamster russo ou sírio, trocam de pelo de forma mais exagerada, então você pode notar alguma alopecia, mas não é comum.

Doenças

Certos problemas de saúde geralmente levam à queda de pelo. Os problemas renais, por exemplo, são um deles. O linfoma de células T (tumor das glândulas linfáticas) é comum em hamsters idosos e também costuma causar queda de pelo.

É por isso que é tão importante ter um veterinário de confiança: a alopecia sem quaisquer outros sintomas associados pode ser tão inofensiva quanto mortal. É melhor ir à clínica sem falta para que o diagnóstico seja o mais precoce possível.

Estereotipias

Os hamsters são animais muito ativos e precisam poder ocupar o tempo que passam acordados em diferentes atividades. O tédio levará ao estresse, e o estresse às estereotipias. São ações repetitivas e obsessivas que o animal realiza sem nenhuma função.

Uma das estereotipias mais comuns em hamsters é se limpar continuamente, de modo que eles acabem deixando áreas do corpo sem pelos. Para tratá-lo, leve-o ao veterinário e reveja todos os cuidados com o seu pequeno roedor, pois ele pode precisar de mais enriquecimento ambiental ou que você elimine qualquer fonte de estresse por ele.

O que devo fazer se o pelo do meu hamster estiver caindo?

Como já foi dito nas linhas anteriores, a primeira coisa ao detectar esse sinal é fazer uma visita ao veterinário. Lá você vai encontrar profissionais que possuem os meios e os conhecimentos necessários para determinar a causa da alopecia.

Por outro lado, é bom revisar todos os fatores que compõem o cuidado do seu animal para ver se é possível melhorar algum aspecto. Algumas dicas que o ajudarão são as seguintes:

  • Dê ao seu hamster uma dieta equilibrada: cada espécime tem suas necessidades e você terá que ajustar a dieta a elas. Se o seu roedor também tiver alguma condição veterinária, sua alimentação também deve ser compatível com o quadro.
  • Leve-o para brincar: os hamsters passam a noite inteira procurando comida quando estão livres. Portanto, você não deve deixar o animal permanentemente trancado em uma gaiola, e sim deixá-lo sair todos os dias pelo menos por uma hora. Prepare um espaço adequado e supervisione a sua atividade.
  • Faça um rodízio de brinquedos: se você perceber que seu roedor brinca um pouco com o que você oferece e depois sai, tente comprar vários brinquedos e trocá-los de vez em quando. Assim, ele ficará menos entediado e você evitará patologias comportamentais.
  • Seja consistente com os tratamentos: principalmente quando se trata de antibióticos ou infestações, a perseverança e a disciplina no tratamento são o ponto-chave para que essas patologias não reapareçam.
  • Arranje uma gaiola adequada: o hamster tem que ser capaz de se mover livremente, construir um abrigo e ter brinquedos sem ficar apertado. Uma gaiola de qualidade é benéfica para ele em todos os níveis.
Quanto tempo vive um hamster?

Exceto em casos excepcionais, a queda de pelo em hamsters é facilmente resolvida. Se você garantir cuidados ideais, a prevenção e recuperação de patologias será muito mais eficaz e o animal voltará a apresentar um pelo brilhante em poucas semanas.

Pode interessar a você...
Cuidados com o hamster russo
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Cuidados com o hamster russo

Vamos contar o que se deve saber sobre os cuidados com o hamster russo. Não é muito diferente de qualquer outro tipo de animal de estimação.



  • Karaer, Z., Kurtdede, A., Ural, K., Sarı, B., Cıngı, C. Ç., Karakurum, M. Ç., & Haydardedeoğlu, A. E. (2009). Demodicosis in a Golden (Syrian) hamster (Mesocricetus auratus).
  • Shwartzman, G., & Strauss, L. (1949). Vitamin B6 Deficiency in the Syrian Hamster: Ten Figures. The Journal of nutrition38(2), 131-153.
  • Fischer, K., Gebhardt-Henrich, S. G., & Steiger, A. (2005). Behaviour of golden hamsters (Mesocricetus auratus) kept in four different cage sizes (Doctoral dissertation, Verlag nicht ermittelbar).