Posso ter uma coruja como animal de estimação?

· outubro 31, 2018
Se a legislação do país onde você mora permitir, é possível adotar uma dessas aves de rapina. Agora, você tem que estar disposto a atender às necessidades específicas de um animal selvagem.

Os animais “incomuns” estão na moda, e mais e mais pessoas estão se aventurando a adotar um pet “exótico”. 

Bem, a posse da coruja como animal de estimação tem crescido nos últimos anos. Há até vídeos muito ternos sobre algumas delas quando filhotes, que demonstram sua inocência e beleza, mas… podemos ter uma coruja como animal de estimação?

É possível ter uma coruja como animal de estimação?

Sempre e quando as leis de seu país permitirem, sim, você pode ter uma coruja como um animal de estimação. Embora seja verdade que devemos ter em mente que a coruja é uma ave de rapina e, portanto, selvagem.

Isso significa que seu comportamento não será o de um animal de estimação “normal” e exigirá uma série de cuidados que você deve estar disposto a proporcionar.

Se ainda assim você decidir ter uma coruja, aconselhamos que a adote ainda filhote.

Dessa forma, ela vai crescer em um ambiente familiar e caseiro e, assim, poderá se adaptar melhor à vida como animal de estimação e você poderá lhe ensinar o que quiser.

Certifique-se de que há espaço suficiente em sua casa ou em um jardim para que a coruja possa voar, lembre-se de que você deverá reproduzir o máximo possível seu habitat natural.

Se após ponderar sobre tudo isso, você ainda quiser ter uma coruja como animal de estimação, nós lhe daremos algumas orientações sobre seus cuidados.

Coruja em treinamento

O que você precisa saber se você quer uma coruja como animal de estimação

Saiba mais

Antes de adotar uma coruja como animal de estimação, você deve ler tudo o que puder sobre isso e seus cuidados. 

Além disso, converse também com um veterinário de confiança e até mesmo se informe em algum zoológico que você conheça, porque qualquer informação que puder coletar poderá ser útil em algum momento.

A escolha do local ideal

Nós não habitamos na floresta: se você mora em um apartamento, não pode ter uma coruja como animal de estimação.

A coruja precisará de um lugar para voar, e esse lugar deve ser bem seguro para que ela não escape, obviamente, e liberar seus instintos.

Você vai precisar de tempo

Embora as corujas sejam muito independentes em seu habitat natural, elas não são independentes quando em cativeiro.

Assim, quando há alguém por perto, exigem atenção e pedirão isso de você. Mesmo se soltá-la no jardim, ela começará a voar e a exigir sua atenção.

Isso poderá causar problemas com os vizinhos também, então certifiquese de que, ao soltá-la, terá tempo para estar com ela. 

Além disso, as corujas trocam suas penas todos os anos e podem passar meses eliminando aquelas que não lhes servem mais, então você terá que limpar constantemente sua casa.

Sua alimentação

As corujas, como dissemos antes, não são animais de estimação, portanto não podem ser alimentadas com ração, mas com a alimentação original.

Você já sabe o que as corujas comem? Ratos e pequenos mamíferos. Isso significa que você terá que obter esses alimentos para a sua coruja, o que não é fácil e, às vezes, um pouco repugnante.

Não é necessário dizer que você não pode ter uma coruja como animal de estimação se você tiver hamsters, pássaros, gatos ou cães, porque eles poderão desaparecer sem que você perceba.

Preste atenção

A coruja não é um animal previsível, apesar de vários pesquisadores tentarem estudá-la, nunca foi possível determinar um padrão de comportamento

O que queremos dizer a você com isso é que deve estar sempre alerta, porque com uma coruja como animal de estimação você nunca sabe o que pode acontecer.

Coruja voando

Para evitar isso, a melhor coisa a fazer é, depois de adotar um filhote de coruja, levá-lo para um treinador profissional.

Ele irá definir algumas diretrizes e treinar alguns comportamentos que você poderá, então, manter.

Como você pode ver, ter uma coruja como animal de estimação pode não ser uma boa ideia.

Temos que levar em conta também que estamos tirando um animal selvagem de seu habitat, mas se você se aventurar a adotá-lo, não se esqueça de seguir nossas dicas.