Primeiros socorros a um gato: tudo que você precisa saber

Os felinos são seres maravilhosos que deixam nossa vida mais agradável. Cuidar deles e estar atento à sua saúde é uma das tarefas fundamentais do tutor e, para isso, é imprescindível saber como prestar os primeiros socorros ao seu gato.
Primeiros socorros a um gato: tudo que você precisa saber

Última atualização: 09 Agosto, 2021

Independentemente de sair de casa com o seu felino ou o animal sempre ficar dentro da casa e seus arredores, é necessário estar atento à sua segurança em todos os momentos. Para evitar contratempos e situações graves, é importante sempre ter um kit à mão e saber como prestar os primeiros socorros a um gato.

Os kits de primeiros socorros para gatos não são muito diferentes do que nós, humanos, usamos. Então você pode comprar um kit para humanos e adicionar alguns itens para gatos ou, também, comprar um kit específico para felinos. Aqui vamos contar tudo o que você precisa para montar um bom kit e o básico que você precisa saber sobre primeiros socorros para esses animais de estimação.

Como deve ser o kit de primeiros socorros?

Se você deseja criar um kit desses para o seu gato, deve primeiro separar uma caixa ou estojo à prova d’água e colar dentro uma etiqueta com o número de telefone e o endereço do seu veterinário de confiança, bem como as informações de um pronto-socorro local que esteja disponível 24 horas por dia. Também é uma boa ideia salvar todos esses números no seu celular.

 

Um gato doente: como prestar os primeiros socorros a um gato

O que o kit deve incluir?

É importante que você consulte um livro de primeiros socorros para gatos antes de adotar um felino. É bom para se familiarizar com o básico e encontrar rapidamente o que você precisa no caso de uma emergência, segundo o grupo Adventure Cats.

O kit também deve conter a carteira de vacinação do seu gato ou exames médicos recentes, compressas ou rolos de gaze absorvente, fita micropore, lenços umedecidos, tesouras, loções e sprays antissépticos. Na lista a seguir você encontra outros elementos essenciais:

  • Bolas de algodão ou cotonetes.
  • Peróxido de hidrogênio.
  • Solução salina para os olhos e gel ocular artificial para lubrificar os olhos após o enxágue.
  • Luvas descartáveis sem látex.
  • Termômetro retal e vaselina para lubrificar o termômetro.

Além desses itens, você também deve incluir tudo o que for prescrito e recomendado pelo veterinário, xampu para eliminar a contaminação da pele, pinça para remover ferrões e uma lata da comida preferida do seu gato. Lembre-se sempre de levar caixa de transporte ao se deslocar com o animal.

É muito importante verificar regularmente os suprimentos do kit de primeiros socorros para gatos e substituí-los se estiverem vencidos. Lembre-se de nunca administrar medicamentos para humanos e sempre consultar um veterinário antes de realizar qualquer manobra de emergência.

Primeiros socorros a um gato

Se você suspeitar que seu gato está doente ou ferido, preste atenção a todos os sinais. Em caso de queimaduras, probabilidade de envenenamento ou acidentes de trânsito, a melhor opção é ligar para o veterinário para receber orientações ou levar imediatamente o animal a um centro especializado.

No entanto, aqui falaremos sobre várias lesões comuns que devem receber rápido tratamento com os primeiros socorros básicos, enquanto vocês se preparam para ir ao veterinário. De acordo com os especialistas da Cats Protection, são as seguintes:

  • Em caso de sangramento: mantenha seu gato calmo e coloque um curativo apertado próximo ao ferimento para interromper o fluxo sanguíneo. Pressione uma compressa firmemente no ferimento e consulte o veterinário imediatamente.
  • Ossos quebrados ou lesões na cauda: trate qualquer sangramento grave como descrito acima e coloque o seu gato em uma caixa bem acolchoada antes de levá-lo ao veterinário.
  • Queimaduras e escaldaduras: aplique água fria na queimadura pelo menos 5 minutos antes de ir ao veterinário. Não passe cremes nem qualquer tratamento e se certifique de manter seu felino aquecido e calmo.
  • Golpes de calor: embora o golpe de calor seja raro, pode ocorrer se um gato ficar preso em um local quente por um período de tempo considerável. Nesse caso, molhe sua pelagem com água morna e coloque-o em um local fresco antes de ligar para o veterinário.
  • Picadas: remova o ferrão do inseto, lave a área com água, aplique uma solução de bicarbonato de sódio (se a picada for de abelha) ou vinagre diluído (se for de vespa) e depois aplique gelo para reduzir o calor.

O que fazer se o seu gato for envenenado?

Primeiro, não entre em pânico. Sabemos que é uma situação difícil e uma resposta rápida é importante, mas a ansiedade não ajuda e interfere no processo geral. Reúna as informações necessárias com segurança e leve consigo o objeto que suspeita ter envenenado o seu gato ou qualquer material envolvido no caso.

A ASPCA comenta que isso pode ser de grande ajuda para o veterinário ou toxicologista, pois os profissionais competentes serão capazes de determinar quais venenos estão envolvidos no quadro clínico. Além disso, coloque em uma embalagem plástica lacrável qualquer substância que seu felino possa ter vomitado ou mastigado.

Se ele também tiver convulsões, perder a consciência ou estiver com dificuldade para respirar, não pense duas vezes e leve-o imediatamente ao veterinário local ou a uma clínica veterinária de emergência. Caso você observe que o felino consumiu algum material que pode ser tóxico, não deixe de procurar ajuda mesmo se você não notar nenhum efeito, pois os sintomas podem surgir ao longo de horas ou dias.

Quando levar o gato ao veterinário?

Embora muitas vezes seja difícil decidir se a situação é uma emergência, se o seu felino apresentar algum dos seguintes comportamentos, é recomendável levá-lo ao veterinário ou ligar para o profissional antes de ir, levando em consideração que você também deve levá-lo pelo menos uma vez por ano para avaliações gerais. Estes são os sinais que costumam ser os mais problemáticos:

  • O gato está fraco ou entediado.
  • Ele está com dificuldade para respirar.
  • O felino está com dificuldade em manter o equilíbrio.
  • O animal não consegue ou tem dificuldade para urinar ou defecar.

 

Um gato tomando injeção.

Se você tem animais de estimação em casa, deve estar sempre preparado. Outro número de telefone que você pode adicionar ao kit de primeiros socorros e ao seu celular é o número de uma central de controle de intoxicação animal, se existir esse serviço em seu país. Como você pode ver, ter um kit e saber prestar os primeiros socorros a um gato é fundamental para quem gosta da companhia desses animais.

Pode interessar a você...
Complementos nutricionais para gatos
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Complementos nutricionais para gatos

Há um boom no uso de complementos nutricionais para gatos e queremos mostrar a vocês o que as evidências científicas dizem sobre o tema.