Principais causas de morte súbita em cães

· julho 16, 2018
Hemorragias internas, envenenamento e doenças cardíacas são as razões mais comuns pelas quais um cão pode morrer sem explicação aparente. O bom é que este infeliz infortúnio pode ser evitado tanto quanto possível.

A morte de um animal de estimação, especialmente se for inesperada, é uma experiência dolorosa e esmagadora que nenhum dono gostaria de experimentar. A morte súbita em cães pode ocorrer da mesma forma que nas pessoas. Felizmente, existem certas maneiras de evitá-la.

Doença cardíaca, uma das principais causas de morte súbita em cães

Existem muitas causas que podem levar seu animal a sofrer da síndrome da morte súbita. Estas podem ser congênitas, devido a uma patologia desconhecida, ou aparecer como resultado de um trauma.

Uma das causas mais comuns é a presença de cardiopatia, principalmente arritmiascoágulos e cardiomiopatias, ou seja, aquelas doenças que acometem o músculo cardíaco.

dilatação do músculo cardíaco afeta a capacidade do órgão de bombear o sangue e leva a uma má circulação, batimentos cardíacos irregulares e falhas no coração. É a doença cardíaca mais comum em cães. Nos gatos, a chamada cardiomiopatia hipertrófica geralmente ocorre com mais frequência.

morte cães

Seu animal de estimação também poderá morrer inesperadamente ante o aparecimento de um coágulo de sangue em uma artéria coronária, que acabaria causando um ataque cardíaco.

Diagnosticada precocemente, a doença cardíaca pode ser tratada e não representará uma ameaça para o seu animal de estimação. Uma das melhores formas de prevenção baseia-se em determinar quais doenças são mais comuns em uma determinada raça. A raça cavalier king charles spaniel, por exemplo, pode ter problemas com a válvula mitral.

A ameaça de substâncias tóxicas e hemorragia interna

Você pode ter uma raça de cão de grande porte e impulsiva, que tende a brincar agressivamente ou que se machuca facilmente. Os cães comunicam sua dor de forma diferente das pessoas e, muitas vezes, não tratamos ferimentos graves até que seja tarde demais.

cemitério para cães

As piores hemorragias geralmente ocorrem quando um animal cai no chão de uma altura considerável. Nesses casos, o melhor a fazer é ligar para um veterinário de emergência não mexer no cachorro.

Em relação às substâncias tóxicas, devemos mencionar que, em 2016, 18 mil casos de intoxicação de animais foram notificadas nos Estados Unidos. Só na Espanha, nesse mesmo ano, o número chegou a 9 mil casos, de acordo com relatórios das Comunidades Autônomas de Castela e Leão, Castela-Mancha e Andaluzia.

Quando um animal ingere veneno, geralmente há uma série de sintomas visíveis que permitem ao dono perceber que algo está errado e levá-lo o mais rápido possível ao veterinário. Alguns venenos, no entanto, têm uma ação muito rápida e, uma vez ingeridos, não há nada a fazer.

Se você suspeitar que pode haver pessoas em sua área que deixam comida envenenada em parques ou que ameaçam explicitamente os direitos dos animais, não hesite em registrar uma queixa e de colocar uma focinheira em seu cão quando for dar um passeio.