Quais são as diferenças entre polvo e a lula?

· setembro 26, 2018

Em primeiro lugar, é importante citar que o polvo e a lula pertencem à mesma família e têm várias características em comum, embora, no que se refere às diferenças, haja algumas dignas de menção. Descubra quais são elas no artigo a seguir.

Diferenças entre polvo e lula

Ambos são moluscos cefalópodes, isto é, animais que têm os “pés na cabeça”. O corpo está dividido em três partes: cabeça, pescoço e tronco.

Embora compartilhem muitas características, existem diferenças entre polvo e a lula que devemos conhecer:

  1. Sociabilidade e longevidade

Os polvos são animais com hábitos solitários durante a maior parte de suas vidas: fêmeas e machos se reúnem apenas para se reproduzir.

Já as lulas podem viver em grupos, assim como sozinhas. Em relação à expectativa de vida, os octópodes são menos longevos: vivem entre um e três anos. Já as lulas atingem vivem até cinco anos.

  1. Técnicas de alimentação e caça

Polvos são onívoros, então eles se alimentam de animais – crustáceos e peixes, principalmente – e de algas.

Para conseguir comida, movem seus oito braços para, assim, atrair as presas.

Esses moluscos, embora pareçam ter as mesmas características, divergem em muitos aspectos, como tamanho, comportamento, reprodução, alimentação, técnicas de caça e deslocamento pela água.

Ademais, eles também podem afundar a boca em forma de bico na concha ou no corpo de algum animal.

Polvo comum

No caso do polvo, elas são 100% carnívoras e sua dieta é composta por peixes e invertebrados, que elas capturam entre seus tentáculos. Comem de maneira rápida e voraz.

  1. Tamanho e carapaça

Embora ambas as espécies possam ser de tamanho considerável, o polvo é muito menor que a lula.

Um polvo tem no máximo cinco metros de comprimento, enquanto as teuthidas alcançam até 20 metros.

Outra diferença entre o polvo e a lula é que esta tem uma concha interna que é formada por uma peça fina e achatada presa ao seu corpo.

  1. Natação e propulsão

Lulas têm um órgão parecido com um sifão, que lhes permite moverem-se depois de expulsar a água com pressão…

E elas podem ser muito rápidas! Ao contrário dos polvos, que se movem lentamente usando seus oito tentáculos com ventosas.

Lula gigante calamar

  1. Reprodução

Os polvos machos têm um braço especial para se reproduzirem – conhecido como hectocótilo – que lhes permite transferir os espermatozoides para a fêmea.

Após a fecundação, a fêmea deposita os ovos em uma toca. Em seguida, fica ao lado dos “bebês” para evitar que sejam devorados por predadores e morre no momento em que os ovos eclodem.

As lulas acasalam em grupos e colocam os ovos entre as algas ou no fundo do oceano. Como seus primos, as fêmeas também morrem após o nascimento de seus filhotes.

  1. Habitat e distribuição

As lulas preferem viver no mar aberto e a uma profundidade máxima de 1.000 metros, enquanto os polvos optam por cavernas e tocas marinhas, entre recifes de corais, debaixo de pedras ou perto da superfície.

Quais características o polvo e a lula têm em comum?

Além de pertencerem à mesma família e terem tentáculos equipados com ventosas, o polvo e a lula têm várias características em comum.

Uma delas é a inteligência. Ambas as espécies estão classificadas entre os animais mais astutos, porque seus sistemas nervosos são altamente desenvolvidos.

Ambas têm a capacidade de resolver problemas, sair de labirintos e identificar formas.

O que mais atrai a atenção dos cientistas ao analisar o polvo e a lula é que elas aprenderam tudo o que sabem sem a ajuda de ninguém.

Como seus pais “desaparecem” após o ato sexual e as mães morrem pouco antes do nascimento dos bebês, elas não têm um professor.

É por isso que é tão curioso que, por exemplo, ambos possam se camuflar e se misturar tão bem ao ambiente ou caçar com tal habilidade.

Finalmente, outra das qualidades em comum entre polvo e lula é que ambos podem produzir uma tinta tóxica, que serve para escapar dos predadores.