Como regular a ciclagem do aquário?

maio 26, 2020
A ciclagem do aquário é crucial para a vida dos peixes. Para regulá-la, você deve primeiramente entendê-la. Aqui, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre esse assunto.

Você comprou um aquário novo, instalou em um canto da sua casa e já encheu de água. Agora você pode estar se perguntando qual é o próximo passo. Incluir os peixes? Pare! Se você introduzir os peixes agora, eles logo estarão mortos.

Antes de introduzir o primeiro peixe, há uma coisa muito importante a ser feita: iniciar a ciclagem do aquário. Para os iniciantes, o ciclo do nitrogênio é considerada a parte mais confusa da instalação ou manutenção de um aquário. Mas não se preocupe, é possível entender facilmente esse conceito.

O que é a ciclagem do aquário e por que ela é importante?

Talvez você tenha escutado os termos ciclagem da água, ciclo biológico, processo de nitrificação ou ciclo de rodagem. Não se confunda, tudo isso se refere à mesma coisa: o ciclo do nitrogênio.

Antes de mostrar como realizar o ciclo, é importante que você saiba o que está acontecendo.

Infelizmente, não existe um banheiro para os peixes. Portanto, eles defecam e urinam na mesma água em que nadam. À medida que o número de resíduos aumenta, há a liberação de amônia na água. A amônia é uma substância tóxica que matará os seus peixes.

Felizmente, a natureza está do seu lado. O ciclo do nitrogênio impede que os seus peixes tenham esse fim terrível.

Fases do ciclo do nitrogênio

Esse processo natural consiste em três fases e, ao longo delas, o estabelecimento de bactérias benéficas (bactérias boas) é promovido no aquário. É isso que mantém os seus peixes protegidos da amônia.

No aquário, os resíduos são divididos em amônia, nitrito e nitrato, conforme pode ser visto no diagrama a seguir.

Fonte: Pinterest.

Fase 1: amônia (tóxica)

Os resíduos dos peixes se decompõem em amônia.

Conforme se decompõem, as fezes, a urina, o alimento que não foi comido pelos peixes e as plantas em decomposição passam a emitir amônia. Por sua vez, ela continuará se acumulando no aquário, atingindo níveis mortais. Isto é, até que uma bactéria benéfica que se alimente dela comece a se proliferar.

Essas bactérias aparecem naturalmente no aquário por conta própria e, uma vez que se proliferarem o suficiente, elas poderão consumir a amônia tão rapidamente quanto ela aparecer.

Fase 2: nitritos (tóxicos)

Conforme os níveis de amônia começam a diminuir, os níveis de nitrito começam a aumentar. Isso ocorre porque as bactérias que se alimentam da amônia emitem uma nova substância química: o nitrito.

Assim como a amônia, os nitritos são altamente tóxicos para os peixes. Mas não se preocupe porque, conforme os níveis de nitrito aumentam, uma segunda bactéria aparece no aquário. E qual é a sua comida favorita? Os nitritos.

Uma vez que essa bactéria boa aumenta de número, ela pode consumir os nitritos tão rapidamente quanto eles forem produzidos.

Fase 3: nitratos (inofensivos)

À medida que os níveis de nitrito diminuem, os níveis de nitrato aumentam. Isso ocorre porque as bactérias que se alimentam do nitrito emitem uma nova substância química: o nitrato.

O nitrato é o produto final do ciclo do nitrogênio. E ele é relativamente inofensivo para o seu aquário, pelo menos em pequenas quantidades. Mas, à medida que os nitratos se acumulam, eles também podem se tornar tóxicos para os peixes.

Felizmente, os nitratos podem ser reduzidos a níveis inofensivos fazendo a troca da água. De fato, essa é uma das razões pelas quais você deve fazer trocas regulares da água do seu aquário.

E isso é tudo o que é preciso saber sobre o ciclo do nitrogênio! Não é tão difícil quanto parece à primeira vista. Ao estabelecer a ciclagem em um aquário, simplesmente estamos forçando o sistema a passar pelo ciclo do nitrogênio.

Assim, a razão pela qual é necessário fazer a ciclagem do seu aquário é para que essas duas bactérias benéficas possam crescer a ponto de eliminar a amônia e os nitritos nocivos tão rapidamente quanto eles forem produzidos.

O ciclo do nitrogênio é contínuo. Embora ele não possa ser visto, esse ciclo ocorre no seu aquário constantemente, mantendo os seus peixes protegidos dos resíduos.

regular a ciclagem do aquário

Como estabelecer e manter a ciclagem do aquário?

Em um aquário vivo, esse ciclo se estabelece com o tempo. Geralmente, leva até três meses para que um aquário novo tenha total capacidade para converter os detritos em nitrato.

O melhor método para estabelecer a ciclagem do novo aquário é introduzir os peixes gradualmente. Você deve começar com peixes menores para permitir que as bactérias que convertem o nitrogênio cresçam. A partir disso, a taxa de aumento gradual dos resíduos será mantida.

As bactérias benéficas crescem em qualquer superfície do aquário e se concentram na esponja/meio filtrante que possui uma área de superfície mais alta. Por esse motivo, evite limpar o aquário completamente, pois isso eliminará as bactérias benéficas.

Em vez disso, você deve fazer trocas parciais da água, de cerca de 10% do volume, uma vez por semana.