Riscos de deixar os cães comerem caracóis

janeiro 14, 2020
O fato de deixar os cães comerem caracóis pode fazer com que eles venham a ter doenças pulmonares ou cardíacas.

É verdade que não conseguimos ficar de olho em tudo que os nossos animais de estimação fazem no jardim ou no parque, mas podemos prestar atenção a certos sintomas que podem surgir após uma caminhada ao ar livre. Você sabia que existem certos riscos de deixar os cães comerem caracóis? Neste artigo, vamos contar tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Faz mal deixar os cães comerem caracóis?

Embora esse não seja um hábito muito comum, alguns cães comem todos os insetos ou animais que encontram no jardim. Isso pode acontecer porque eles estão com fome, porque eles chamaram a sua atenção ou porque estão brincando e acidentalmente acabam engolindo-os.

O problema com os caracóis está no fato de que esses invertebrados podem passar certas doenças para os nossos animais de estimação. Os parasitas que podem viver dentro do corpo do cachorro não ‘chegam’ apenas através de mosquitos, moscas e carrapatos, mas também por meio desses animais tão comuns nos jardins.

Quais doenças os caracóis transmitem aos cães?

Embora isso não signifique que o cachorro ficará doente ao comer um caracol, devemos prestar atenção para que ele não se acostume a comer esses animais. Alguns deles podem estar infectados com parasitas que passam automaticamente para o organismo do cão, mais especificamente para o coração ou os pulmões.

Basicamente, existem dois vermes que podem ser transmitidos pelos caracóis e pelas lesmas aos nossos animais de estimação: o Angiostrongylus vasorum e o Crenosoma vulpis. Eles podem ser bastante prejudiciais!

Riscos de deixar os cães comerem caracóis

1. Angiostrongylus vasorum

É o responsável pela doença conhecida como Angiostrongilose. O ‘verme francês do coração’ também diminui o número de plaquetas no sangue, causa trombose, insuficiência cardíaca congestiva, hematomas, obstrução das artérias pulmonares, perda de peso e, se a doença não for tratada, a morte.

Este parasita é encontrado em certos caracóis infectados. Uma vez que o cachorro tiver comido este molusco, as larvas vão se deslocar para o ventrículo direito do coração e para a artéria pulmonar, onde vão se desenvolver até atingir a idade adulta.

O cachorro também pode ser infectado por esse parasita ao ingerir sapos, camundongos ou lagartos, que são portadores e podem ficar infestados. A única maneira de detectá-lo é observando as suas fezes.

O veterinário pode pedir exames de sangue, ultrassom e radiografias, mas nem sempre os vermes podem ser vistos devido ao seu tamanho reduzido.

2. Crenosoma vulpis 

Outro problema que surge quando os cães comem caracóis é que eles podem ser infectados pelo parasita responsável pela pneumonia causada por vermes, porque ele se aloja nos pulmões, na traqueia, nos brônquios e nos bronquíolos.

O ciclo é o mesmo do Angiostrongylus e os sintomas são tosse, intolerância ao exercício, cansaço, fadiga e vários problemas respiratórios.

O que acontece se um cachorro comer veneno para lesmas e caracóis?

Outro problema que surge como resultado da presença desses invertebrados no jardim é o fato de que o animal de estimação pode ingerir a isca ou o veneno que costuma ser colocado para eliminá-los.

Riscos de deixar os cães comerem caracóis

Esses venenos contêm um metaldeído, muito perigoso para o sistema nervoso dos cães. O envenenamento por isca de caracol é mais comum do que imaginamos e pode causar vômitos, diarreia, baba excessiva, tremores musculares, convulsões, hipertermia, respiração excessivamente ofegante e aumento da respiração.

Se você notar que o seu cachorro apresenta esses sinais típicos de intoxicação, deve levá-lo imediatamente ao veterinário para que seja aplicada a desintoxicação considerada necessária e para evitar a desidratação ou alguma consequência mais séria.

Dicas para evitar que o seu cachorro coma caracóis 

Se você não quer que o seu animal de estimação sofra as consequências deste hábito, recomendamos que mantenha essas dicas em mente:

  • Eduque-o para que ele não coma nada durante as caminhadas ou quando estiver no jardim.
  • Controle a população de caracóis em casa.
  • Evite colocar venenos ou iscas para lesmas ou caracóis que contenham compostos químicos prejudiciais para os cães.
  • Preste atenção no seu animal de estimação quando ele sair de casa ou se estiver mordendo algo que você não saiba o que é.

Desta forma, será mais difícil que o seu cachorro coma caracóis e acabe infectado por parasitas e certas doenças.

Iván Peña, G., Florangel Vidal, F., Arnaldo del Toro, R., Hernández, A., & Zapata, M. M. R. (2017). Zoonosis parasitarias causadas por perros y gatos, aspecto a considerar en Salud Pública de Cuba. Revista Electronica de Veterinaria. https://doi.org/10.1177/109019818501200204