Saiba tudo sobre o coelho cabeça de leão

· fevereiro 8, 2019
O coelho cabeça de leão se distingue dos outros de sua espécie, especialmente por seus pelos compridos na cabeça, enquanto o resto do corpo é de pelagem curta. 

Com esse nome, você certamente já deve ter uma ideia de como é sua aparência. O coelho cabeça de leão, além disso, é conhecido por sua tranquilidade e seu pequeno tamanho. Você gostaria de adotar um? Então continue lendo este artigo.

História e características do coelho cabeça de leão

O coelho cabeça de leão (lionhead, em inglês) difere de outros de sua espécie, porque tem, como seu nome sugere, um tipo de pelo mais longo na cabeça do que no resto do corpo, que cai quando eles chegam à idade adulta. Por sua vez, aos seis meses, a pelagem espessa muda para uma mais macia.

Alguns possuem dupla camada de pelos. Quanto às cores, elas podem ser variadas, principalmente de um único tom ou bicolor.

Quanto ao tamanho, o coelho cabeça de leão pode pesar cerca de dois quilos. As orelhas, que chegam a sete centímetros de comprimento, se destacam neste animal robusto e pequeno.

As pernas são mais grossas do que em outras raças e os olhos podem ser vermelhos, azuis ou marrons.

Coelho cabeça de leão entre flores do campo

Não se sabe muito sobre as origens da raça, mas sabe-se que vem do cruzamento entre um coelho anão belga e um coelho raposa suíça.

Por estar relacionado com coelhos anões, seu desenvolvimento se deu na Bélgica e na Inglaterra. Ainda hoje não é uma raça oficial na maioria dos países. Isso devido à perda de sua juba a partir dos dois anos de idade.

Como alimentar e cuidar do coelho cabeça de leão

Com um temperamento perfeito para um animal de estimação (calmo e carinhoso), o coelho cabeça de leão é a escolha ideal para uma casa com crianças.

Para mantê-lo com excelente saúde, aconselhamos estes cuidados:

  1. Alimentação

O veterinário pode dizer quais são os melhores alimentos e em que quantidades você terá que oferecê-los de acordo com sua idade.

Em geral, estima-se que, para cada meio quilo de peso, ele deve consumir 1/8 de xícara de ração para coelhos.

O restante do prato deve ser complementado com vegetais frescos, como alface ou acelga. Evite o brócolis, já que, por ser rico em cálcio, aumenta as chances de pedras nos rins.

Coelho cabeça de leão

Você pode dar-lhes “guloseimas”, como banana, maçã ou cenoura, em pequenas quantidades diárias; certifique-se também de nunca deixar faltar água fresca em sua jaula.

Nunca ofereça alguns produtos que as pessoas consomem, como biscoitos, porque o corpo desses animais não tolera açúcar.

  1. Gaiola

O habitat do coelho deve ser o mais amplo possível. Se você tem um jardim, permita que ele se exercite por um tempo todos os dias, mas nunca nas horas mais quentes ou à noite, no inverno.

Se mora em um apartamento, sua gaiola deverá ser grande o suficiente para ele se mover confortavelmente dentro dela. Lembre-se de limpá-la, remover restos de comida e outros resíduos.

  1. Pelagem

Uma escovação semanal é essencial para evitar nós nos pelos, principalmente na juba. Além disso, você pode evitar que o coelho engula os pelos e forme bolas no estômago; algo que não acontece apenas com os gatos.

Não é necessário banhá-los, mas sim manter a higiene do seu habitat.

  1. Dentes

Uma das características dos coelhos e do coelho-cabeça-leão em particular, é que seus dentes nunca param de crescer. 

Portanto, eles têm que gastá-los de alguma forma. Como? Mordiscando madeiras virgens ou papelão sem tinta.

  1. Veterinário

Como regra geral, você deve levar seu coelho ao veterinário pelo menos uma vez por ano. Mantenha o calendário de vacinação indicado pelo profissional atualizado e preste muita atenção a alguns sintomas que podem indicar doenças:

  • Perda de peso
  • Fraqueza
  • Queixo úmido
  • Olhos lacrimejantes
  • Diarreia
  • Corrimento nasal

O coelho cabeça do leão é um excelente animal de estimação e, se você atentar para todos esses cuidados, ele viverá feliz e saudável até aproximadamente 10 anos de idade.

Kovalik, M., Thoday, K. L., Eatwell, K., & van den Broek, A. H. M. (2012). Successful Treatment of Idiopathic Sebaceous Adenitis in a Lionhead Rabbit. Journal of Exotic Pet Medicine. https://doi.org/10.1053/j.jepm.2012.09.009