Sons dos gatos: o que significam

· janeiro 25, 2018

Os animais utilizam diferentes meios de comunicação para expressarem o que querem ou precisam. Mas, muitas vezes, não os entendemos, porque eles não falam o nosso idioma, é claro. Por isso, no seguinte artigo contaremos a você o que significam os sons dos gatos.

O que significam os sons dos gatos?

Caso não saiba, os gatos contam com, em média, 100 vocalizações diferentes em seu repertório. É a maneira que eles têm de expressarem seus sentimentos e inclusive opiniões. Além disso, também utilizam a linguagem corporal para se comunicar. Por isso devemos prestar muita atenção quando eles querem nos dizer algo. Alguns dos principais sons dos gatos são:

  1. Miado

É o mais comum e aparece desde o primeiro momento de vida. O miado serve para alertar à mãe quando eles precisam de atenção e comida (já que ao nascer são cegos e surdos). É muito raro que um gato adulto mie para outro felino, mas eles o fazem com as pessoas, por que? Porque são as pessoas que estão encarregadas de dar a eles alimento, água, abrigo e suprir qualquer outra de suas necessidades básicas (como sua mãe fez quando eles eram filhotes).

Entre os sons dos gatos, este é um dos mais representativos. Pode durar vários segundos e os gatos os emitem abrindo e fechando a boca gradualmente, para formar diferentes tons. Serve basicamente para chamar a atenção.

  1. Ronronar

Não há dúvida de que se trata de um dos sons dos gatos mais belos que existe… porque eles o fazem quando estão felizes e quando querem mimos e caricias de seus donos. Mas atenção, o ronronar também serve quando eles estão doentes ou feridos para “ninarem” a si mesmos.

Esse motorzinho de seu felino tem propriedades curativas, porque age como uma espécie de massagem interna. Trata-se de um som rítmico e baixo, que os gatos emites sem a necessidade de abrir a boca e que, na maioria dos casos, surge ante uma situação prazerosa.

  1. Trilo

Também conhecido como “gorjeio”, é um som intermediário entre o miado e o ronronar. Uma das principais características deste som é que dura menos de um segundo e tem um tom crescente. Além disso, os felinos não precisam abrir a boca para emiti-lo. Antes de tudo, ele é usado entre mães e filhotes, mas também por alguns gatos adultos como cumprimento amistoso entre felinos ou inclusive deles com as pessoas.

  1. Chiado

Quando o animal quer se defender, ele abre completamente a boca e expulsa o ar de forma brusca. Este é um dos sons dos gatos mais chamativos, isso já poderá ser usado como arma de defesa a partir de 3 semanas de vida. Quando a emissão do ar dura menos de um segundo, o ruído que gera é como um cuspido.

  1. Rosnado

Quando seu animal de estimação realiza este som, é porque está realmente com raiva. Trata-se de um sinal de advertência para outro animal ou pessoa, já que isso significa algo como “saia do meu caminho antes que eu use minhas garras”. Pode ser curto ou longo e, em qualquer um dos casos, é ameaçador.

  1. Sons sexuais

Podem ser realizados tanto por machos quanto por fêmeas. No primeiro caso, os gatos o utilizam quando “detectam” uma gatinha no cio ou para avisar a outros de sua presença; e no caso das fêmeas, funciona como um chamado para atrair um parceiro. O som é como um lamento prolongado e intenso, que se ouve principalmente durante a noite.

  1. Som vibratório

Alguma vez você já viu o seu gatinho olhando pela janela com as orelhas retas e os olhos fixos em um pássaro ou em algum pequeno animal? É certo que nessa situação você percebeu uma espécie de som vibratório similar ao ronronar, não de felicidade, mas sim de frustração ou de excitação.

  1. Uivos e gritos

Poderíamos dizer que após o rosnado, se a situação não muda, os próximos sons dos gatos são os uivos e os gritos. São uma espécie de “grito de guerra” que antecipam uma briga, sobretudo entre machos. São como longos uivos, muito agudos e em alto volume.

  1. Murmúrio

Por último, este é um dos sons dos gatos mais lindos, porque significa que ele está grato pela atenção ou pela comida. É uma mistura entre um miado, um ronronar e um rosnado.

Fonte da imagem principal: Daniela Carvajal