Tartarugas de Galápagos: cuidados necessários

· maio 30, 2019
Qual é a melhor maneira de cuidar das tartarugas de Galápagos? Se você está pensando em ter este animal de estimação, confira algumas dicas.

As tartarugas de Galápagos, também conhecidas como tartarugas aquáticas, costumam ter um apetite voraz e precisam de certos cuidados específicos. Você gostaria de saber quais são? Neste artigo, vamos explicar tudo a respeito.

Características das tartarugas de Galápagos

Primeiro de tudo, você deve saber algo sobre as tartarugas de Galápagos: são grandes répteis que vivem naturalmente no arquipélago de Galápagos, no EquadorSeu nome científico é Geochelone Nigra e são as maiores do mundo.

É claro que não podemos ter uma em casa porque, por um lado, são patrimônio de Galápagos e, por outro, medem quase dois metros de comprimento e pesam 250 quilos.

Então, quando falamos de tartarugas domésticas de Galápagos, nos referimos àquelas de água, que vivem em um aquário ou lagoa e mantêm uma dieta onívora (vegetais e carne).

Como cuidar das tartarugas de Galápagos?

Se você quiser ter um desses animais de estimação em casa, recomendamos que preste muita atenção aos seus cuidados e certos requisitos especiais:

1. Alimentação

Este é o ponto mais importante, porque ao contrário das tartarugas terrestres, as tartarugas aquáticas se alimentam de plantas e animais (são onívoras). Consulte o veterinário para ele indicar a quantidade e a dosagem de alimentos de acordo com a idade do animal: uma vez por dia, se for jovem, a cada dois dias, se for um adulto jovem, e duas vezes por semana, se for mais velha.

É necessário fornecer comida viva para que as tartarugas de Galápagos permaneçam saudáveis. Isso significa que você deve alimentá-las com caracóis, vermes, grilos ou besouros, uma vez por semana. 

Além disso, elas consomem plantas aquáticas, frutas (pera, figo, melancia, melão, banana) e vegetais (alface, pepino, beterraba, rabanete).

Você deve saber que estas tartarugas têm um apetite voraz e você vai vê-las devorando a comida toda vez que a oferecer a elas. Mas isso não significa que você precise alimentá-las sempre. Tenha muito cuidado para não exagerar, pois seu animal poderá ficar doente!

Tartarugas domésticas de Galápagos

2. Terrário

Outro cuidado com as tartarugas de Galápagos tem a ver com o seu habitat. As tartarugas aquáticas não passam o dia todo submersas, e precisam de um espaço seco para descansar e receber calor. Por serem de sangue frio, precisam dos raios do sol para aumentar a temperatura do corpo.

O terrário é um ‘recipiente’ que pode ser comprado nas lojas de animais e que é o mais adequado para uma tartaruga, já que tem uma área aquática e uma seca. Escolha um de tamanho apropriado em relação ao quanto ela mede e pesa, levando em conta que ela pode crescer ou você poderá adotar outra.

3. Limpeza

A água do seu terrário deve ser trocada periodicamente, pois fica suja: lembre-se de que as tartarugas de Galápagos comem ou levam a comida para a parte aquática.

Além disso, é lá que fazem suas necessidades e se lavam. Você pode colocar um filtro para manter a água em melhores condições por mais tempo, mas isso não vai “livrá-lo” de ter que trocá-la pelo menos uma vez por semana.

A água deverá ser filtrada para que não tenha cloro, pois esse componente poderá prejudicar os olhos dos animais.

4. Iluminação e temperatura

É essencial que o aquário esteja em conformidade com outros requisitos relacionados à luz e ao calor. A iluminação natural é sempre mais recomendada do que a iluminação artificial, mas não se trata de deixá-la ficar muito exposta aos raios do sol, pois pode sofrer de queimaduras na casca e nos membros.

Tartarugas marinhas

É aconselhável que o local escolhido para localizá-lo tenha uma exposição diária de duas a três horas de luz natural. Desta maneira, as tartarugas de Galápagos sintetizam a vitamina D e aquecem seu corpo. Nós também podemos ajudar colocando uma lâmpada ou tubo fluorescente (que servirá para dias nublados).

Quanto à temperatura da água, deve oscilar entre 25 e 30°C, dependendo da época do ano. Faça todo o possível para que a tartaruga não sofra uma mudança brusca de temperatura e, assim, evite que sua saúde seja afetada.

Quaisquer perguntas que você tenha sobre os cuidados com as tartarugas de Galápagos devem ser feitas a um veterinário, que poderá informar melhor e explicar o que você precisa saber.

  • Montes de Oca, J., Dick, B., & Zuniga, E. (2004). Una Introducción a las Especies de Tortugas Marinas del Mundo. Secretaria Pro Tempore de La Convención de Las Tortugas Marinas (CIT).