Tudo o que você precisa saber sobre as brigas de gatos

· setembro 25, 2018
Como são animais muito territoriais e ciumentos, é comum haver brigas entre felinos, sejam eles domésticos ou de rua. Outra das causas é a competição por uma fêmea no cio.

Se você tem mais de um felino em casa, já deve saber que nem sempre a paz reina entre os seus queridos animais. E não é estranho que tanto animais domésticos como os de rua briguem entre si. Por causa disso, contaremos para você tudo sobre as brigas de gatos.

Por que os gatos brigam

Todos sabem que os Felis catus são animais muito territoriais. Também costumam ser ciumentos, e esses são alguns dos principais motivos das brigas entre eles. Mas os bichanos também podem estar tentando se proteger de alguma ameaça. Além disso, se os gatos não são castrados, é óbvio que os machos irão disputar uma fêmea no cio.

Mas as causas específicas das brigas de gatos podem ser difíceis de entender para os humanos. De repente, uma luta começa do nada e, geralmente, termina rapidamente e tudo volta ao normal entre os gatinhos.

Porém, em algumas situações, as coisas ficam mais complicadas. Os animais (e você, caso queira interferir) podem sair machucados ou “guardarem rancor” por alguns dias.

Conheça os principais motivos e como proceder em caso de brigas de gatos.

Um novo animal de estimação, motivo de disputa

Se você já tem um felino e leva um novo para casa, talvez enfrente pela primeira vez uma rinha de gatos. Isso porque, em maior ou menor intensidade, o novo habitante será rejeitado. Tudo dependerá da personalidade de cada animal.

Gatos brigando

Nesses casos, é importante tomar cuidado com essa situação. Assim você poderá evitar que o antigo residente se sinta ameaçado pelo novo animal. Por sua vez, procure facilitar as coisas também para o novo felino, de modo que ele se adapte ao novo lar sem estresse.

O ideal, então, é evitar que os gatos tenham que compartilhar, pelo menos em um primeiro momento, comida e bebida. O mesmo vale para a caixa de areia, a cama e os brinquedos.

Outras causas para as brigas de gatos

As rinhas entre os animais de estimação serão inevitáveis (e violentas), por exemplo, se você tiver um par de machos e uma fêmea e nenhum dos animais for esterilizado. Tudo voltará ao normal depois de operar seus gatos. Assim você também evitará ninhadas indesejadas.

Por outro lado, se um bichano se sente acuado ou ameaçado, pode ficar agressivo e até atacar, tanto outros gatos e até você mesmo, se tentar tocá-lo. Nessas circunstâncias, o melhor é esperar que animal se tranquilize e tentar descobrir as causas do comportamento.

Entre os motivos que geram essa reação, podemos mencionar a presença de alguma pessoa ou animal estranho. Também podem assustá-lo movimentos ou mudanças bruscas no ambiente, inclusive ruídos fortes e odores desconhecidos por ele.

brigas de gatos

Para evitar as brigas entre seus animais, é importante tratar todos por igual. Se os gatos sentem ciúmes, o mais provável é que acabem brigando.

Conselhos para evitar que os felinos briguem

Agora, se mesmo assim seus animais começarem a brigar, não tente intervir para separá-los. Por mais que eles gostem de você, nesses momentos os gatos não estão raciocinando e é provável que você saia mordido ou arranhado.

O mais indicado é tentar dissuadi-los com algo que distraia a atenção dos bichanos. Um grito ou algum outro som, ou uma batida em um objeto, podem ser ações efetivas. Passada a briga, não castigue os gatinhos. Isso não resolve as coisas e pode, inclusive, piorar a situação.

É normal que os gatos ameacem uns aos outros ou tenham desentendimentos passageiros. O importante é que você preste atenção para que não ocorram brigas graves. Se mesmo assim elas ocorrerem, controle a situação e separe os gatinhos até que todos se acalmem novamente.

Agora, se as brigas de gatos continuarem ou se tornarem muito violentas, você pode consultar um veterinário ou um especialista em comportamento animal.