Tudo o que você precisa saber sobre o coelho belier

maio 5, 2020
As orelhas caídas do coelho belier permanecem em pé durante os primeiros momentos de sua vida.

O coelho belier é uma das raças de coelho mais facilmente reconhecíveis. Suas orelhas caídas lembram os chifres dos carneiros, daí o termo inglês ram ou o francês bélier.

Os coelhos, conhecidos pela comunidade científica como Oryctolagus cuniculus, são mamíferos lagomorfos que se popularizaram como animais de companhia.

A categoria lagomorfoao contrário da de roedor à qual havia sido atribuído incorretamente, inclui animais que possuem três pares de incisivos, dois superiores e um inferior. Os roedores, no entanto, têm apenas dois pares.

Existem quatro raças principais de coelho doméstico: o coelho comum, o coelho belier, o coelho angorá ou de pelo comprido e o coelho anão. Além disso, todas elas apresentam diferentes variedades, de tal forma que há uma grande diversidade desses animais em termos de morfologia, tamanho e cor.

O coelho belier geralmente pesa entre um e dois quilos, e suas orelhas distintivas são uma característica de certa maturidade, pois permanecem em pé durante as primeiras fases de sua vida.

Tipos de coelho: o coelho belier

Ao optar por um exemplar desse animal, a aparência meiga do coelho belier geralmente tem grande influência. No entanto, é aconselhável conhecer mais sobre o comportamento e as necessidades exigidas para o cuidado dessa raça:

Características e cuidados com o coelho belier

  • Geralmente costumam ter um comportamento sociável e calmo, de modo que as carícias estão garantidas. No entanto, alguns têm uma personalidade mais independente e não toleram ser carregados.
    • É fundamental respeitar as preferências do nosso animal de estimação e, caso haja a intenção de promover o vínculo emocional, é necessário agir de forma calma e gradual.
  • São animais muito silenciosos que podem ronronar suavemente quando estão tranquilos. No entanto, manifestam o seu desconforto em momentos de raiva com uma batida forte contra o chão, feita com os membros posteriores.
    • Nesses contextos, é aconselhável não tocá-los para evitar possíveis mordidas ou ‘chutes’ se estiverem no colo.
  • Ao contrário da crença popular, o coelho é um animal muito limpo. Esses animais, assim como os gatoscuidam da sua pelagem se lambendo várias vezes ao dia.
    • Além disso, o coelho belier, por geralmente ter pelo curto, não apresenta problemas de pelo embaraçado ou de vômitos devido à ingestão de bolas de pelo.
    • Se a gaiola do coelho estiver com cheiro de urina, isso é um sinal de que a serragem precisa ser trocada com maior frequência.
  • O feno é a base da sua dieta, mas também devem ser incluídos vegetais como cenouras e hortaliças para complementar a ingestão de vitaminas e minerais.
    • No caso de coelhos que passam longos períodos em quintais ou perto de plantas de interiores, será necessário controlá-los para evitar possíveis problemas gastrointestinais.
Coelho belier comendo planta

  • Suas unhas crescem muito rapidamente e, por isso, devem ser cortadas periodicamente. Além disso, é essencial que o coelho passe bastante tempo fora da gaiola para que elas sejam gastas.
    • Dessa maneira, é possível evitar possíveis arranhões tanto neles mesmos quanto nos seus donos.
    • Ao mesmo tempo, seus dentes crescem continuamente e, por isso, é necessário incorporar alimentos duros à sua dieta.
  • Sua condição natural de presa faz com que eles sejam animais muito assustados. Por isso, tanto ruídos estridentes quanto movimentos bruscos devem ser reduzidos na sua presença.

Em conclusão

Os coelhos geralmente são uma das opções preferidas tanto das crianças quanto dos adultos. A sua personalidade afável, além do fato de que exigem ‘menos comprometimento’ do que um cachorro, fazem deles o ‘primeiro animal de estimação ideal’.

No entanto, demandam uma responsabilidade importante em relação à limpeza da gaiola, para evitar odores desagradáveis ​​e, acima de tudo, infecções que possam colocar a sua saúde em risco.

  • Ateuves (2018). Necesidades básicas del conejo doméstico. Recuperado de https://ateuves.es/6820-2/
  • Ateuves (2018). Situaciones de estrés en el conejo doméstico. Recuperado de https://ateuves.es/situaciones-de-estres-en-el-conejo-domestico/