Tudo sobre o gato comum europeu

dezembro 13, 2018
Este felino foi reconhecido como raça em 1983, pela Federação Internacional Felina. Seu comportamento é independente e se adapta a casas e apartamentos.

Como o próprio nome sugere, o gato comum europeu é originalmente da Europa e, embora tenha vivido lá por séculos, somente há algumas décadas foi reconhecido como raça. Saiba tudo sobre ele neste artigo.

História do gato comum europeu

A origem desta raça remonta a vários séculos atrás, quando raças asiáticas e africanas – entre elas o gato selvagem e o gato da floresta – cruzaram e se espalharam por toda a Europa, graças aos romanos. Esta civilização adotou-os como animais de estimação.

Posteriormente, ele chegou à América através de expedições marítimas, especialmente aos Estados Unidos, o que resultou em uma sub-raça.

Além disso, entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial, o gato comum europeu foi enobrecido e, na Inglaterra, a criação foi controlada para obter o atual gato de pelos curtos britânico.

Então, em 1983, foi reconhecido como raça pela Federação Internacional Felina (FIFe).

Características físicas do gato comum europeu

Como curiosidade desta raça, vale dizer que não existe um padrão que estabeleça a pureza do gato comum europeu. 

Normalmente existem dois tipos distintos: um com corpo esguio e membros longos e outro com corpo robusto e patas curtas.

gato comum europeu

O peito em ambos os casos é amplo e bem desenvolvido; a cabeça é arredondada e larga, e as orelhas médias, retas e bem separadas.

Quanto aos olhos, podem ser de várias cores: amarelo, azul ou verde (este último é mais comum). A cauda do gato comum europeu é grossa e termina em um ponto.

Os pelos desta raça são uma de suas características mais conhecidas: curtos, macios, brilhantes e tão finos que dificilmente precisam ser escovados.

Eles podem ser encontrados em quatro combinações de cores: tigrado (três listras escuras nas laterais), de cor sólida (branco, preto ou laranja), bicolor ou tricolor (ou chita, geralmente em fêmeas).

Comportamento e personalidade do gato comum europeu

O caráter de cada animal de estimação depende de vários fatores, mas a verdade é que, no caso do gato comum europeu, devemos enfatizar sua independência, mais do que em qualquer outro gato doméstico. Especialmente se ele foi criado na rua, será difícil para ele obedecer a qualquer ordem.

Se for criado desde uma tenra idade em casa, o resultado será um animal de estimação muito carinhoso e doce, que vai querer a atenção de seu dono o tempo todo.

Quando ele é deixado sozinho, é provável que se entretenha exibindo suas habilidades de caçador furtivo… mesmo que seja para pegar uma bola!

gato comum europeu

O gato comum europeu adapta-se a todos os tipos de residências, seja um apartamento ou uma casa. Pode ser um pouco reservado ou desconfiado com pessoas que ele não conhece ou que vê pela primeira vez.

Saúde e cuidados com o gato comum europeu

Um dos principais problemas deste gato quando ele vive na cidade é o excesso de peso.

É muito importante que ele tenha o seu lugar para se exercitar, como um arranhador ou as torres verticais para poder subir. Alguns minutos por dia de brincadeiras já serão suficientes.

É um gato bastante resistente a doenças e vive em torno de 15 anos. Não precisa de cuidados muito específicos, além do que é necessário de acordo com o estágio da vida.

As patologias que podem sofrer são semelhantes às de qualquer outra raça: alergias, conjuntivite, gripe, catarata, otite, problemas gastrointestinais e pneumonia.

Uma boa dieta é essencial não só para manter seu peso, mas também para se manter saudável. No caso dele consumir apenas ração, não se esqueça de deixar um bom recipiente com água todos os dias.

Para evitar problemas comportamentais, especialmente se houver outros animais de estimação em casa, recomendamos a esterilização, tanto em machos quanto em fêmeas.

Isso também reduzirá as ninhadas indesejadas e o desenvolvimento de certas doenças do sistema reprodutivo, como o câncer de útero ou de próstata.