Tudo sobre o ronronar dos gatos

· julho 22, 2018
Esse barulho que os felinos emitem expressa tanto felicidade, como dor, angústia, estresse, medo ou que sofrem com alguma doença. Ele também tem propriedades curativas, não só para eles, mas também para as pessoas que os têm como animais de estimação.

Se há algo que caracteriza os gatos é aquele som particular que eles produzem e que até hoje gera debates em torno de sua função e, também, sobre como ele é gerado. Hoje, revelaremos alguns detalhes sobre o ronronar dos gatos.

Um som difícil de definir

Mas como você define, exatamente, o verbo ronronar? A Real Academia Espanhola (RAE) indica que ele é uma “espécie de ronco” que comprova que o gato está feliz.

No entanto, foi demonstrado que essa manifestação não é apenas um sinal de felicidade felina. Os bichanos também podem ronronar em situações de dor ou angústia, como iremos desenvolver mais tarde.

Também foi notado que é como um zumbido, suave e contínuo, mas acompanhado por uma vibração que é percebida no corpo do felino. Além disso, o ronronar varia com a respiração e parece tornar-se mais audível e intenso quando o animal inspira.

Por outro lado, um gato já ronrona alguns dias após o nascimento. E essa ferramenta é essencial para ele se comunicar com sua mãe. Também, a gata emite este som para acalmar os filhotes durante o parto e, depois, ao amamentar, para eles não morderem os mamilos.

Por várias razões – variando de felicidade à dor – e mecanismos que não estão totalmente definidos, o ronronar dos gatos continua a despertar curiosidade, ao mesmo tempo em que gera benefícios na saúde física e mental dos humanos que compartilham suas vidas com esses animais.

gato brincando com novelos de lã

Teorias sobre o ronronar dos gatos

O mecanismo pelo qual o ronronar é gerado ainda não foi totalmente compreendido. Nos anos 60 do século passado, a chamada teoria “hemodinâmica” foi proposta, estabelecendo que ele era produzido pela passagem do sangue pela veia cava posterior.

Mais tarde, acreditava-se que sua origem estava nas vibrações do palato mole. Atualmente, uma das versões mais aceitas é que o ronronar ocorre devido à modulação do fluxo de ar quando passa pela laringe.

Estima-se que, devido à contração dos músculos laríngeos, ocorra um fechamento parcial e repetitivo da glote. Desta forma, existem variações na pressão do ar que passa através deste órgão, o que gera a vibração típica de ronronar.

As contrações do diafragma durante a respiração seriam responsáveis ​​por este som típico do gatinho se manifestando mais ou menos continuamente.

Por que os gatos ronronam?

Mas, para tudo isso, a questão de um milhão de dólares permanece: para que serve o ronronar dos gatos? Tudo parece indicar que é uma manifestação que não apenas expressa que o animal está confortável ou feliz quando, por exemplo, o acariciamos.

Pois o ronronar também está presente quando ele está assustado, doente ou sofrendo de algum tipo de dor, ou passando por uma situação estressante. E isso tem sido observado em animais que estão prestes a morrer.

gato feliz

Em todo caso, o ato de ronronar parece desempenhar um papel tranquilizador e que busca trazer conforto, manifestando-se em circunstâncias diferentes. Está provado que os gatos liberam endorfinas quando ronronam. E essas substâncias estão relacionadas a situações prazerosas, mas também ajudam a aliviar a dor.

Não descarte a função de autocura do ronronar. Os gatos ronronam a uma frequência entre 25 e 150 Hz, o que ajudaria, entre outras coisas, a aumentar a densidade óssea, a reparação dos seus tendões e a cicatrização de feridas.

O que está claro é que não estamos diante de um som monótono. Tudo parece indicar que o bichano o usa de acordo com cada situação.

Ronronar curativo

O mecanismo de autocura do gato também parece ter uma influência sobre os seres humanos. Pelo menos naqueles que decidem compartilhar suas vidas com eles. Várias investigações parecem provar isso.

Por exemplo, aquelas pessoas que acariciam seus animais de estimação diariamente seriam favorecidas pelo ronronar de várias maneiras. Por exemplo:

  • Livram-se do estresse
  • Dormem melhor
  • Sofrem menos problemas cardíacos
  • Mantêm a pressão regulada
  • Melhoram seu sistema imunológico
  • Superam as infecções mais rapidamente
  • Facilmente curam ossos, músculos e tendões

Em suma, se você tem um bichano e sua casa, vai visitar menos o médico. Então, agora você já sabe, acaricie seu gato, relaxe e seja feliz.