Tumor venéreo em cães: sintomas e tratamento

outubro 19, 2019
95% dos casos de tumor venéreo em cães são curados graças à quimioterapia

Infelizmente, nossos animais de estimação ficam doentes e algumas dessas doenças são graves, por isso precisamos saber mais sobre elas e sobre como tratá-las. Uma delas é o tumor venéreo em cães, sobre o qual queremos falar hoje.

O que é o tumor venéreo?

Este tumor afeta principalmente os cães e, ao contrário de outros tumores conhecidos, tem a peculiaridade de ser transmitido por via venérea. Esta doença é conhecida desde 1876, quando foi discutida em alguns documentos.

O mais normal é que esta doença ocorra em locais onde o clima é ameno ou quente e em cães que são cruzados ou vivem nas ruas, em abrigos, etc.

Isso pode acontecer porque o contágio é venéreo, e é mais fácil contrair a doença nesses lugares porque é onde eles estão cercados por outros cães que poderiam ter a doença.

Não se sabe muito bem qual é a causa do tumor venéreo, pois enquanto alguns dizem que é uma causa retroviral, outros afirmam que é a amplificação de um progestogênico.

O que se sabe com certeza é que a disseminação dessa doença sempre ocorre através da via venérea e, em muitos casos, ocorre através de um transplante de células tumorais.

Uma vez que o tumor é passado para outro cão, ele tem um tempo de incubação de dois a seis meses, durante o qual surgirá uma pequena massa que revelará a existência do tumor.

Sintomas do tumor venéreo em cães

Normalmente, os cães que contraem o tumor venéreo são sexualmente ativos, assim como aqueles que passam muito tempo na rua. O normal é que os sintomas comecem com um pequeno inchaço na área genital e, nos machos, causam pequenas hemorragias continuas pelo pênis.

Sintomas do tumor venéreo em cães

Nas fêmeas, uma carnalidade costuma surgir na vulva. Ela também causa perda de sangue vaginal. No entanto, essas não são as únicas formas visíveis desse tumor.

Também pode ocorrer por via intranasal, na cavidade oral, nos olhos ou na pele. Para reconhecer se estamos lidando com esse tipo de tumor, é realizada uma citopatologia, na qual uma amostra do tumor é coletada e analisada.

Embora não seja um tipo de tumor que cria metástases, os linfonodos na área também serão examinados para confirmar se foram ou não afetados.

Tratamento

Se você acha que seu cão tem esse tumor ou já confirmou o diagnóstico, mantenha a calma: a quimioterapia acaba sendo muito eficaz em 95% dos casos. Portanto, as chances de recuperação do animal são altas.

Cachorro sendo operado

O medicamento mais utilizado é o Vinscristine, que é administrado por via intravenosa uma vez por semana, durante quatro a seis semanas.

No entanto, este medicamento provoca efeitos colaterais que causarão desconforto ao seu animal de estimação, como vômitos, neurite, leucopenia e depressão da medula óssea.

Como prevenir a transmissão do tumor venéreo em cães

Se você planeja cruzar o seu cão, é melhor garantir que o outro animal não tenha o tumor. Avalie, acima de tudo, a sua área genital.

É possível realizar a cruza com um cão que já teve um tumor venéreo. Se não houver sintomas de recorrência após um ano de tratamento, não há razão para haver algum perigo.

Portanto, aqui mostramos que o tumor venéreo não é tão perigoso quanto parece e há uma alta porcentagem de recuperação. Tenha calma; se o seu cão estiver sofrendo, confie no seu veterinário e no tratamento.

  • Sota D, Amico D. Tumor venéreo transmisible en el perro. Cienc Vet. 2004;
  • Vergaray NZM. Frecuencia del tumor venéreo transmisible en caninos. Laboratorio de Histología, Embriología y Patología Veterinaria-Facultad de Medicina Veterinaria-Universidad Nacional Mayor de San Marcos. 2006.
  • De La Cruz SM, Quijano-Hernández IA, Del Ángel-Caraza J, Castañeda JSM, Victoria-Mora JM, Barbosa-Mireles MA. Respuesta del Tumor Venéreo Transmisible Canino a Presentaciones de Vincristina de Patente y Genérica. Rev Investig Vet del Peru. 2015;