Viver com gatos é bom para a saúde?

Os gatos são animais de estimação brincalhões e muito curiosos. Se você mora com um gatinho, é interessante saber os benefícios que essa convivência pode lhe trazer.
Viver com gatos é bom para a saúde?

Última atualização: 12 Novembro, 2021

Viver com gatos (um ou vários) traz amor incondicional e uma ótima companhia para sua vida, mas será que é bom para sua saúde? Vários estudos mostraram muitos benefícios que você certamente não imaginava que existiam ao compartilhar uma casa com gatinhos.

Embora tenham a reputação de serem independentes e distantes de seus tutores, os gatinhos são uma companhia inigualável. Se você deseja saber os benefícios que eles podem trazer à sua saúde, continue lendo.

Viver com gatos é bom para a sua saúde

Embora os bichanos sejam animais independentes que gostam de bisbilhotar e explorar em seus próprios termos, eles também são muito afetuosos com seus tutores e as pessoas em quem confiam. Como viver com um deles pode ser benéfico para sua saúde?

Ter um gato é extremamente gratificante, pois os especialistas dizem que eles têm a capacidade de acalmar o nosso sistema nervoso e ao mesmo tempo encher nossa vida de diversão e muitas brincadeiras. Além disso, geralmente ajudam a reduzir o estresse, o que tem um impacto muito positivo na saúde do coração.

Com o simples ato de deitar no seu colo no final do dia, enquanto você assiste televisão ou lê um livro, os felinos fazem com que seu cérebro libere substâncias químicas que proporcionam uma noite relaxante e tranquila. Esse é apenas um dos muitos benefícios de morar com eles.

Um exemplo de academia para gatos.

6 benefícios de viver com um gato

Embora ter um animal de estimação ofereça uma série de benefícios à saúde, alguns são específicos para gatos e foram comprovados por profissionais no assunto. A seguir, você encontra seis desses benefícios.

1. Reduz o estresse e a ansiedade

Os tutores de gatos sabem que uma sessão de carinho ou brincadeira transforma um dia ruim em um dia que vale a pena. Além disso, evidências científicas citadas afirmam que o ronronar de um felino pode acalmar o sistema nervoso e reduzir a pressão arterial. Isso, por sua vez, resulta em uma redução dos sintomas de estresse.

2. Melhora sua saúde física

Os tutores de gatos correm menos risco de desenvolver doenças cardíacas, hipertensão e derrame. A Fundação Affinity explica que tutores de gatos (e cachorros) apresentam sinais de melhor saúde física devido ao vínculo emocional que mantêm com seus animais. Além disso, essas relações podem ajudar a reduzir o risco de obesidade.

As amostragens parecem indicar que ter animais de estimação se traduz em melhor saúde, mas lembre-se de que isso não substitui a consulta médica e não se aplica em todos os casos.

3. Pode prevenir alergias

É comum ouvir que o pelo felino é um dos alérgenos mais populares. No entanto, se uma criança é exposta a gatinhos durante os primeiros anos de vida, é mais provável que desenvolvam um sistema imunológico que combate as alergias a pelo de gato. Técnicas como a imunoterapia para condicionamento de alérgenos baseiam-se nessa premissa.

No entanto, o caso oposto também pode ocorrer. As alergias se desenvolvem após um período de exposição. Portanto, entrar em contato com um possível alérgeno nunca implica imunidade em 100% das vezes.

4. O ronronar pode ajudar a curar ossos, tendões e músculos

O ronronar dos gatos é um dos sons mais reconfortantes do mundo. Embora às vezes signifique que os felinos estão felizes e confortáveis, há muito tempo também é associado a uma capacidade de cura terapêutica em ossos e músculos humanos.

Isso ocorre porque o ronronar dos felinos cria vibrações em uma frequência de 20 a 140 Hz. Estudos mostraram que frequências na faixa de 18 a 35 Hz têm um efeito positivo na mobilidade articular após uma lesão, mas há um longo caminho a percorrer para descobrir se esse ato pode realmente acelerar as curas.

5. Reduz os sentimentos de solidão

Os felinos são excelentes animais de companhia e oferecem um amor incondicional que pode ser igual ou maior do que o de outros amigos e confidentes humanos. Portanto, são ideais para pessoas solitárias ou que vivem em risco de exclusão social.

6. Os gato são um ótimo suporte emocional

Os gatos nos trazem benefícios no aspecto psicossocial, pois em momentos de estresse os animais de companhia proporcionam efeitos positivos. Isso ocorre não só em momentos de estresse e ansiedade, mas também em situações muito difíceis, nas quais são um grande suporte emocional.

Mesmo em pessoas com doenças psicológicas (como depressão), fica claro que a interação com um gato reduz os sintomas negativos.

Benefícios em adultos mais velhos

A American Humane afirma que os gatos proporcionam um melhor humor às pessoas mais velhas, que muitas vezes se sentem solitárias ou deprimidas quando se aposentam, perdem o cônjuge ou quando os filhos saem de casa. Os animais de estimação ajudam os idosos a superar a solidão e a depressão, proporcionando afeto, companheirismo, entretenimento e um senso de responsabilidade e propósito.

Adultos que convivem com animais de estimação tendem a se levantar, falar e sorrir muito mais do que quando não há animais em casa. Por causa disso, sua saúde mental e física também melhora: embora os gatos exijam cuidados mínimos, isso incentiva um exercício muito necessário.

Benefícios em crianças

Quanto aos benefícios que os gatos proporcionam às crianças, podemos citar vários. Destacamos os seguintes:

  • Aumentam a responsabilidade: cuidar de um animal mostra às crianças os resultados diretos de suas ações, permitindo-lhes avaliar como beneficiam ou prejudicam outros seres vivos.
  • Ajudam a trabalhar a paciência: os gatos, em particular, tendem a ensinar o valor da paciência, pois costumam ser animais solitários e ariscos perto de crianças ativas e barulhentas. Isso significa que os pequenos precisarão aprender quando é hora de brincar e quando é hora de deixá-los sozinhos.
  • Promovem o companheirismo: ao interagir com os felinos, as crianças aprendem a ser gentis com animais pequenos e delicados.
  • Ensinam sobre a vida social: os ensinamentos em relação aos vínculos que as crianças criam com seus amigos felinos são transferidos para os laços que elas podem formar com outros humanos. Ao aprender a compartilhar e brincar de acordo com a vontade de outro ser, os bebês desenvolvem habilidades sociais que os ajudam em suas interações na escola e ao longo de suas vidas.
Como pegar um gato que escapou?

Como qualquer animal de estimação, os gatinhos enriquecem nossa vida de muitas maneiras, algumas delas inimagináveis. Embora ainda existam incógnitas a serem descobertas sobre os efeitos positivos de conviver com gatos, tudo parece indicar que compartilhar momentos com eles é bom para a saúde física e psicológica em muitos aspectos.

Pode interessar a você...
5 dicas para melhorar a convivência de vários gatos em casa
Meus Animais
Leia em Meus Animais
5 dicas para melhorar a convivência de vários gatos em casa

Melhorar a convivência de vários gatos exige melhorar o espaço, fazer uma boa apresentação e enriquecer a vida e o relacionamento dos animais.