Você conhece o martim-pescador-anão?

· março 22, 2019
O martim-pescador-anão é a versão miniatura do martim pescador comum. Ambos compartilham sua plumagem colorida e chamativa; é uma ave presente em quase todo o continente americano.

O martim-pescador-anão é uma espécie de ave que é a versão miniatura do martim pescador comum. Eles compartilham muitas características, mas se diferenciam principalmente por seu tamanho.

Características físicas do martim-pescador-anão

O martim-pescador-anão pertence à família Cerylidae e seu nome científico é Chloroceryle aenea. É uma ave de cores vistosas: sua cabeça e asas são de cor verde-oliva. Seu corpo e pescoço têm uma cor amarela brilhante, quase laranja, com uma mancha branca na barriga.

Apesar de seu pequeno tamanho, tem um bico bastante largo que facilita a pesca de suas presas. Esta ave diminuta pode chegar aos 13 centímetros de comprimento e pesar 18 gramas.

Não há muitas diferenças entre os machos e fêmeas desta espécie. A única distinção notável é uma faixa verde estreita no peito das fêmeas.

Por outro lado, os filhotes são muito parecidos com os adultos, já que só diferenciam claramente pelo tamanho e opacidade da plumagem.

Martim-pescador-anão

Distribuição e habitat

Ele habita principalmente as florestas tropicais do continente americano. Ou seja, desde o sul do México até o centro do Brasil, passando por toda a América Central, Equador e o norte da cordilheira dos Andes. Também pode ser encontrado no arquipélago de Trinidad e Tobago.

Seu habitat geral são as florestas densas e manguezais com fontes de água próximas. O martim-pescador-anão é tão pequeno que é fácil perdê-lo da vista em meio à vegetação de seu habitat, por isso é difícil encontrá-lo. Além disso, costumam voar a uma altura baixa e permanecem escondidos entre os galhos ou no chão.

Comportamento

O martim-pescador-anão costuma depositar três ovos brancos, e às vezes até quatro, após cada acasalamento. Seus ninhos são túneis de 40 centímetros de comprimento.

São construídos nas margens dos rios, para que fiquem o mais perto possível das fontes de alimento. Em alguns casos também podem aproveitar montículos de terra ou cupinzeiros para construir seus ninhos.

Seu canto é composto por notas curtas e tranquilas, embora também possa cantar notas rápidas e altas. Ele pode ser descrito onomatopeicamente com um conjunto de fracos ‘tik’ e ‘cht-cht’.

Martim pescador anão

A dieta do martim-pescador-anão é composta por insetos e peixes que caça nas margens dos rios, como baratas, trutas, besouros aquáticos e larvas.

Ele espera pacientemente sobre os galhos até avistar sua presa e atacá-la. Ao detectá-la, se lança precipitadamente até a água para buscar a presa, embora não mergulhe a mais de 25 centímetros de profundidade.

Apesar de seu pequeno tamanho, são aves territoriais que defendem seu território de maneira feroz.

Tomam o controle de uma parte dos rios mais próximos, onde está sua principal fonte de alimento. Isso porque precisam garantir um consumo sustentável de alimento, que deve superar pelo menos 60% de seu peso corporal. Portanto, as brigas com outros exemplares da mesma espécie são comuns.

Por seu pequeno tamanho, o martim-pescador-anão tem uma grande variedade de predadores: os mais comuns são os falcões e as serpentes.

Geralmente, ao detectar uma ameaça, esta espécie de ave, como muitas outras, se move rapidamente de maneira errática para despistar o caçador. Também emitem vários ruídos até se livrarem da ameaça.

O aquecimento global está afetando negativamente o martim-pescador-anão. Esta é uma ave muito sensível a qualquer mudança de temperatura, principalmente ao frio.

Em outras palavras, os invernos extremos reduziram gradativamente a população desta espécie. No entanto, o martim-pescador-anão não é considerado vulnerável atualmente, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

  1. BirdLife International (2010). “Chloroceryle aenea”. Lista Roja de especies amenazadas de la UICN.