5 aves que não voam

· agosto 29, 2018
Estas espécies se adaptaram ao ambiente em que vivem e, embora não possam se elevar do solo, a natureza lhes proporcionou a capacidade de nadar ou correr em alta velocidade.

Embora tenham asas, não têm capacidade para levantar voo ou, se o fizerem, levantam-se apenas alguns centímetros do solo. Você sabia que há aves que não voam? A seguir, diremos quais são elas.

Quais são as aves que não voam?

Mesmo sem ter a capacidade de voar, estas aves se adaptaram ao ambiente em que vivem. Movimentam-se, alimentam-se e escapam dos predadores nadando ou correndo muito rápido.

A principal diferença anatômica entre uma ave que voa e outra que não é o tamanho dos ossos de suas asas (são menores naquelas que não podem voar). Além disso, as aves que não voam não têm nenhuma quilha no peito. A quilha é a estrutura que lhes permite mover os músculos peitorais no ar. Possuem mais penas em seu corpo, porque não precisam reduzir o peso para levantar voo.

Alguns exemplos são:

  1. Kiwi

kiwi (imagem que encabeça este artigo) animal endêmico da Nova Zelândia, de tamanho pequeno e formato ‘redondo’. Suas pequenas asas estão escondidas sob a grossa plumagem marrom e ele quase não as move.

É uma ave muito tímida, com hábitos noturnos, que se alimenta de insetos, invertebrados, minhocas – que caçam com o bico longo – e algumas plantas. Uma das curiosidades sobre esse animal é que a fêmea pode colocar um ovo bem grande em proporção ao seu corpo.

  1. Galinha

É uma das mais famosas aves que não voam e, também, a mais numerosa do planeta. A galinha é uma espécie onívora que pode viver até 10 anos e foi domesticada em virtude de sua carne e ovos.

galinha

Existe um claro dimorfismo sexual entre o macho-galo e a fêmea, uma vez que o primeiro possui uma grande crista vermelha na cabeça e é maior. A plumagem pode ser de cores diferentes de acordo com a raça. Esta ave perdeu a habilidade de voar devido à seleção artificial que os humanos fizeram com a espécie.

  1. Pinguim

Apesar de não poder voar, o pinguim é um dos melhores nadadores que existe: suas asas e a forma de seu corpo permitem que ele mergulhe em grandes profundidades em busca de alimento.

 pinguim

Ela habita o Hemisfério Sul, exceto pelas espécies endêmicas das Ilhas Galápagos, e prefere climas frios. É conhecido por sua espessa plumagem preta e branca, que o próprio animal ‘engordura’ para torná-la impermeável.

Não há diferenças visíveis entre machos e fêmeas. So monogâmicos e têm apenas um filhote por temporada de reprodução. Na maioria dos casos, os pais incubam os ovos e os protegem de condições adversas. Os pinguins se alimentam de peixes e plâncton.

  1. Pato doméstico

É outra ave que não voa muito popular em todo o mundo. Seu temperamento é afável e, por essa razão, ele é um dos favoritos entre os animais de granja.

 pato

pato doméstico pesa cerca de quatro quilos, tem penas brancas e os olhos negros, e as pernas e o bico de cor laranja. Podemos distinguir se é macho ou fêmea pelo final da cauda: os machos têm a cauda voltada para cima e as fêmeas, para baixo.

Vive em rios, lagos, lagoas e até mesmo em tanques de água doce. Para fazer o ninho, escolhe locais secos, entre pastagens ou arbustos. A fêmea coloca entre 4 e 12 ovos e os incuba por quase um mês. Os filhotes nascem com uma plumagem amarela ou preta.

  1. Avestruz

A maior ave do mundo não tem a capacidade de voar devido ao seu tamanho. No entanto, a natureza dotou-a de outra ‘vantagem’: correr a uma velocidade muito boa (cerca de 70 km/h), graças às suas longas pernas com apenas dois dedos. Suas pequenas asas ajudam a tomar impulso, a se equilibrar e a se defender de predadores.

avestruz

O avestruz mede até três metros e pesa cerca de 180 quilos, vive na África e sua plumagem é preta ou cinza, dependendo se é macho ou fêmea. Alimenta-se de legumes, flores e frutas, não tem dentes e, em alguns casos, pode “complementar” sua dieta com minerais, rochas ou pedras.

O ovo do avestruz pesa cerca de dois quilos – é igual a uma dúzia de ovos de galinha – e é branco ou amarelo. Depois que as fêmeas botam os ovos, o macho é responsável por chocá-los. Vale a pena notar que nesta espécie eles têm ‘haréns’ de até cinco fêmeas para um macho.