5 coisas que você deve saber sobre a troca de pelos dos gatos

abril 24, 2019
Quando se trata da muda do gato, devemos lembrar que um gato que perde muito pelo de forma continua pode ter algum problema de saúde, por isso é aconselhável levá-lo ao veterinário assim que perceber o problema

Ainda que cada gato seja um exemplar único, há alguns cuidados essenciais de que todo bichano precisa para levar uma vida saudável e feliz, e um deles é a manutenção adequada de sua pelagem. A seguir, falaremos sobre a troca de pelos dos gatos e os cuidados necessários durante esse período.

Tudo o que você precisa saber sobre a troca de pelos dos gatos

Gatos geralmente experimentam duas mudas anuais, durante o outono e na primavera. Vale lembrar que a muda é um processo completamente natural que é essencial para manter a qualidade da pelagem do felino.

Durante a muda, os gatos, obviamente, liberam uma quantidade maior de pelos, por isso precisamos por alguns cuidados extras em prática. Não se trata apenas de evitar que os pelos se espalhem pela casa, mas também de prevenir algumas complicações associadas ao acúmulo de pelos mortos ou à formação de bolas de pelo no intestino do animal.

Pensando nisso, decidimos resumir abaixo as cinco coisas que todo dono deve saber sobre a troca de pelos dos gatos. Sem dúvida, estas informações vão ajudá-lo a proporcionar uma melhor qualidade de vida aos seus bichanos. Vamos lá?

1. A intensidade da muda nem sempre é proporcional ao comprimento da pelagem do gato

Em geral, tendemos a imaginar que gatos com pelos mais longos e abundantes vão soltar mais pelos do que gatos de pelo curto. Embora isso possa acontecer, não é uma regra, já que a intensidade da muda não está associada apenas ao comprimento da pelagem do animal.

Muitos fatores podem influenciar o processo, como o tipo de pelo, o cuidado oferecido por seu dono, o clima da região onde vive, seu estado de saúde, entre outros. Em geral, todos os gatos perdem uma quantidade significativa de pelos durante a muda.

Gato com pelagem saudável

2. As bolas de pelo são as principais ‘ameaças’

Os gatos são animais muito limpos que geralmente dedicam horas do dia à sua higiene. Em sua rotina de asseio, o felino usa a língua para remover a sujeira e os pelos mortos de sua pele.

É um bom hábito e completamente comum, que no meio silvestre e natural permite que o felino fique livre de parasitas, impurezas e micro-organismos que podem afetar a sua saúde.

Durante a temporada de muda, o gato pode intensificar sua rotina de higiene e corre o risco de ingerir uma enorme quantidade de pelos mortos. Como resultado, bolas de pelo podem se formar e se acumular no trato gastrointestinal (tricobezoares), o que pode levar a problemas digestivos, como gastrite e constipação.

Por essa razão, as bolas de pelo são a grande ‘ameaça’ durante a troca de pelos dos gatos. Mas, como veremos abaixo, existem métodos simples e eficazes para combater esse problema e preservar a boa saúde do seu gato.

3. Aumente a escovação para reforçar a saúde e a beleza

Como mencionamos, a manutenção da pelagem é um dos cuidados essenciais para os gatos ao longo do ano. Durante a muda do felino, será indispensável reforçar a frequência de escovação para evitar que ele engula o excesso dos pelos mortos.

Aumente a escovação para reforçar a saúde e a beleza

O ideal é escovar o gato diariamente, e para isso você precisa usar uma escova adequada para o tipo de pelo que ele possui. Isso ajudará a eliminar impurezas e pelos mortos, além de proporcionar brilho e melhorar a aparência da pelagem.

4. Ervas naturais para ajudar o gato a expelir o acúmulo

Se o felino ingeriu uma quantidade razoável de pelos mortos, seu corpo precisará eliminar esses elementos estranhos. O gato nem sempre será capaz de conseguir fazer isso naturalmente, mas podemos ajudá-lo com alguns remédios naturais.

O malte para gatos, por exemplo, é uma das melhores ervas naturais para ajudar a limpar o organismo dos felinos, por isso é recomendado para o tratamento de bolas de pelos intestinais.

5. A boa alimentação é a melhor amiga de uma pelagem saudável

A perda muito intensa de pelos nos gatos também pode estar associada a deficiências nutricionais. Embora a troca de pelos dos gatos seja natural, podemos tentar diminuir a intensidade da queda e ajudar a fortalecer o sistema imunológico do felino antes, durante e depois desse processo.

Lembre-se de que a dieta de um gato deve cobrir completamente os requisitos nutricionais de sua idade e saúde, e a melhor maneira de oferecer a alimentação mais adequada ao seu gato é com a ajuda de um veterinário.

  • nutroexpertos.com. 2017. Manual para declarar la guerra a los pelos. Extraído de: https://nutroexpertos.com/wp-content/uploads/2017/11/Ebook3-Pelos.pdf
  • Royalcanin. 2009. Cómo combatir las bolas de pelos. Extraído de: https://www.royalcanin.es/descargas/revista/N17_Mayo_2009/Guapo_y_en_forma.pdf