5 espécies de animais hermafroditas

fevereiro 23, 2019
O fato de ter ambos os sexos facilita a reprodução destes animais, apesar da destruição do seu habitat ou de outras circunstâncias que os colocam em perigo de extinção.

Nós sempre ouvimos falar de animais hermafroditas, mas sabemos o que é ser hermafrodita? Você conhece algumas espécies que são? Possivelmente não, e é por isso que vamos falar sobre o assunto.

O que significa ser um hermafrodita

Os animais hermafroditas têm dois sexos. Ou seja, eles podem ser machos e fêmeas ao mesmo tempo. 

Estes são animais que possuem ambos os órgãos reprodutivos, completos ou em parte, e são capazes de produzir gametas masculinos e femininos. 

Muitos se perguntam se um animal hermafrodita pode fecundar a si mesmo; isso já aconteceu em algumas ocasiões, mas como casos excepcionais.

De fato, ser hermafrodita não significa ter a capacidade de se autofecundar, já que nem todos os animais hermafroditas podem fazer isso. No caso das tênias, por exemplo, elas sim podem, mas o resto dos animais ainda precisará de outro.

Uma das vantagens do hermafroditismo é que facilita a reprodução. Isso é especialmente vantajoso no caso daquelas espécies em perigo de extinção, aquelas que estão perdendo seu habitat ou vivendo isoladamente. Esta é uma excelente maneira de perpetuar uma espécie.

Quais são algumas espécies de animais hermafroditas?

Estrela-do-mar

Nós começamos nossa lista com uma espécie marinha que pode ser encontrada nos mares ao redor do mundo.

estrela-do-mar (imagem que abre este artigo) se reproduz de uma maneira peculiar, pois pode fazer isso sexualmente ou assexuadamente. Ela se reproduz através de ovos.

A estrela-do-mar pode mudar de sexo durante toda a vida; pode ter nascido macho e depois se tornar fêmea, ou vice-versa.

Elas podem produzir óvulos e espermatozoides ao mesmo tempo e, sem dúvida, seu hermafroditismo é uma grande vantagem quando se trata de perpetuar a espécie.

Camarão

Os camarões, outros dos habitantes dos oceanos do mundo, são hermafroditas, como é o caso de muitos crustáceos.

Eles mantêm os ovos em suas patas durante o processo de incubação até a hora de soltá-los e deixar os filhotes virem ao mundo.

camarão

Tal como acontece com a estrela-do-mar, o camarão pode nascer de um sexo e se tornar de outro quando envelhecerEm cada ‘gravidez’ pode colocar mais de 30 ovos, uma quantidade nada insignificante.

Ostras e vieiras

Estes moluscos têm a capacidade de serem machos ou fêmeas de acordo com a necessidade. Ainda não se sabe o porquê dessa mudança de sexo contínuo; embora existam pesquisas que investiguem o assunto.

Na vieira, por exemplo, esse fato é palpável pelas cores da gônada, que é visível.

Ostra com pérola

Pode ser branca e laranja ou mudar no momento em que o animal muda de sexo. Curioso, não é?

Peixe-papagaio

Mais de 2% dos peixes são hermafroditas, e o peixe-papagaio é um deles. É um hermafrodita protogínico, como no caso da estrela-do-mar. Eles podem começar a vida como fêmeas e depois se tornarem machos.

peixe-papagaio

Os peixes-papagaio que nascem como machos estarão sempre na fase inicial; de modo que nunca poderão ser dominantes, enquanto as fêmeas, mesmo na fase inicial, podem se tornar machos e ser dominantes.

Caracol

Este é possivelmente o animal hermafrodita mais próximo de nós. Eles produzem tanto óvulos quanto espermatozoides, mas não têm a capacidade de se autofecundar. Por isso, precisarão da ajuda de outro para procriar.

caracol

A cópula pode durar quase toda a noite e, após esse período, os dois caracóis trabalharão juntos para depositar os ovos no solo, que eclodirá após 15 dias.

O hermafroditismo parece mais um capricho da natureza, mas saber mais sobre isso nos atualiza sobre as espécies existentes na Terra, e poder compará-las conosco.

Assim, percebemos como somos diferentes, mas semelhantes ao mesmo tempo.