5 espécies de antílopes

fevereiro 27, 2019

Estes mamíferos se destacam pelos grandes chifres presentes nos machos. Existem mais de 90 espécies, encontradas principalmente na África, embora também possam viver na Ásia e na Península Arábica.

Antes de tudo, é preciso entender que estamos falando de uma espécie muito grande, com mais de 30 gêneros, em sua maioria, de nativos africanos.

É uma espécie de mamíferos ungulados, ou seja, animais que possuem cascos. Neste caso, os machos têm chifres, são completamente herbívoros e são conhecidos por suas camadas de cores diferentes. Também são excelentes saltadores.

Neste artigo, falaremos sobre as cinco espécies mais representativas de antílopes.

Quais espécies de antílopes existem?

Das 90 espécies de antílopes, quase todas habitam de forma selvagem o continente africano. Algumas podem ser encontradas na Ásia e na península arábica.

Além disso, algumas foram introduzidas para a caça exótica e podem viver em diferentes habitats, embora prefiram a savana. Algumas delas são:

1. Antílope preto

Também chamado de antílope de sabre, é uma das maiores espécies, com pelagem semelhante à de cabras e cavalos.

Eles têm juba na cabeça, longas orelhas móveis e, como o nome sugere, a maior parte de seu corpo é preta, exceto pelo peito, barriga e algumas partes do rosto.

Esse antílope – na imagem de destaque deste artigo – é muito forte e resistente, os chifres dos machos são poderosos e servem tanto para ‘conquistar’ as fêmeas quanto para se defender contra os predadores.

Ele prefere viver em áreas com árvores e arbustos frondosos, com muita vegetação, e habita o sudeste da África.

2. Órix-da-arábia

Outra espécie bastante interessante é o órix-da-arábia, que compreende quatro subespécies e que atualmente está saindo do estado crítico de extinção.

É conhecida por sua pele branca, exceto pelas pernas, a ponta da cauda e uma espécie de máscara facial preta. Tanto machos quanto fêmeas têm chifres longos, retos, pretos e levemente inclinados para trás.

orix arabe

O órix-da-arábia se reproduz entre maio e dezembro, a gestação dura 240 dias e, após o nascimento, a prole se alimenta de leite materno por 10 semanas.

Após esse período, a dieta é composta de frutas, bulbos e brotos de tamarindo. Eles podem suportar várias semanas sem beber água.

3. Impala

O antílope impala é outra espécie muito conhecida.  De estatura média, eles vivem na África central e oriental, especificamente em países como Quênia, Uganda, Tanzânia, Angola e Zâmbia.

É um animal esguio, medindo cerca de um metro e pesando cerca de 50 quilos, com pelo castanho nas costas e branco no peito e barriga.

antípole impala

Seus olhos são grandes, as orelhas “afiadas” e os machos apresentam chifres de cerca de 90 centímetros de comprimento, que eles usam na luta com outros machos durante a época de reprodução.

Uma das principais características do impala é que ele pode dar saltos de até 10 metros de comprimento. O mais interessante é que, ao fazer isso, ele apoia apenas a ponta de seus cascos no solo. Este mamífero se alimenta de gramas, sementes e folhas que podem ser encontradas na savana.

4. Cudos

Esta é outra espécie de grandes antílopes e chifres notáveis, e que apresenta um grande dimorfismo sexual ‘em favor’ dos machos. Os cudos habitam as savanas arborizadas africanas e abrangem cinco espécies.

antilope africano kudu

Medem mais de dois metros e pesam cerca de 300 quilos (machos), têm uma juba transparente na espinha e o pelo é castanho claro, com linhas brancas nas costas.

Estes animais têm hábitos noturnos, se alimentam de galhos e folhas e, embora seu ritmo seja lento, podem saltar até dois metros de altura.

5. Gazela-dorcas

Finalmente, mais um antílope muito conhecido, que vive entre os desertos do norte da África. De tamanho pequeno, não apresentando mais que 65 centímetros de altura e 20 quilos, a gazela-dorcas também pode ser encontrada em prados e estepes.

Gacela Dorcas

Quanto à sua aparência, podemos destacar a pelagem marrom-avermelhada com a parte do ventre branco. Além disso, eles têm orelhas e chifres pontiagudos, e o rosto como se tivesse uma máscara branca, onde seus grandes olhos negros se destacam.

Eles podem passar a vida inteira sem beber água, já que recebem a hidratação das plantas que consomem.

East, R. (1998). African antelope database. IUCN/SSC Antelope Specialist Group.

http://doi.org/10.1101/gr.087890.108