5 felinos extintos

· dezembro 16, 2018
Além da responsabilidade do ser humano na extinção de alguns felinos, outros também desapareceram devido a mudanças nos ecossistemas do planeta.

A família Felidae habita este planeta há milhões de anos e espalha-se por diferentes continentes. Mas, por várias razões, de muitas espécies desses carnívoros sobraram apenas alguns restos fósseis. Hoje contaremos detalhes sobre cinco felinos extintos.

Conheça alguns dos felinos extintos

Os panterinos, os felinos e os agora desaparecidos macairodontinos, habitaram em todos os continentes, com exceção da Oceania e da Antártida.

Muitas espécies desses felinos foram extintas devido a mudanças nos ecossistemas ou à chegada do homem em seus habitats. De qualquer forma, não estamos falando apenas de história antiga.

A extinção de várias espécies, incluindo felinos, continua a ocorrer todos os dias, e o ser humano ainda é o maior responsável por isso acontecer.

Panthera blytheae

Este mamífero carnívoro (visto na imagem principal) era semelhante ao atual leopardo das neves e o mais antigo conhecido da subfamília Pantherinae.

Os fósseis encontrados na cordilheira do Himalaia datam cerca de seis milhões de anos.

A descoberta de seus restos mortais em uma região remota do Tibete reforçou a teoria de que os panterinos evoluíram na Ásia Central e não no continente africano.

Acredita-se que este animal habitava o planalto tibetano junto com ancestrais de antílopes e ovelhas, dos quais se alimentava.

Conheça alguns dos felinos extintos que habitaram diferentes continentes e cujo desaparecimento, em alguns casos, teve muito a ver com o ser humano.

Panthera leo atrox

Conhecido como um leão americano ou leão da caverna, este felino, considerado o maior que já existiu, viveu durante o Pleistoceno e estendeu seu reinado por toda a América.

Com mais de três metros de comprimento e mais de 250 quilos de peso, acredita-se que caçavam em grupos, principalmente cavalos e mamutes.

felinos extintos: leão americano
Fonte: www.biodiversidad.gob.mx

As causas da extinção da Panthera leo atrox devem ser procuradas na mudança climática – seu desaparecimento coincide com o fim da última era glacial. Mas também foram caçados em massa pelo homem pré-histórico.

Panthera leo melanochaitus

O leão do Cabo foi o maior felino que habitou a parte sul da África até o final da década de 1860. Os maiores espécimes ultrapassaram três metros de comprimento.

Destacava-se por ter uma juba de cor escura que cobria a região dos ombros e abdômen. Também tinha um ponto preto característico atrás de cada orelha.

grandes felinos extintos

Como não caçava em grupo e nem tinha presas preferidas, com a chegada de colonos ingleses e holandeses, no século 17, tornou-se uma ameaça para o gado e para as pessoas.

Esse fato determinou sua extinção juntamente com a caça esportiva e a crescente escassez de alimentos.

Smilodon

Os chamados “tigres dente-de-sabre” incluíam, na realidade, três espécies extintas. Esses animais viveram nas Américas entre o Plioceno e o Pleistoceno.

Eles se destacaram pelo grande tamanho dos dentes caninos, que se projetavam da mandíbula.

Smilodon: tigre-dente-de-sabre

Supõe-se que os maiores exemplares de Smilodon pesavam cerca de 300 quilos. 

E, mais uma vez, a causa de sua extinção parece estar ligada não só às mudanças climáticas, mas, sobretudo, ao surgimento da espécie humana.

Panthera (onca) gombaszoegensis

A onça-pintada europeia habitou este mundo cerca de 1,5 milhão de anos atrás, durante o Plioceno Superior e o Pleistoceno Inferior.

É a mais antiga espécie conhecida do gênero Panthera no chamado Velho Continente, embora, em qualquer caso, seja estimado que seja uma espécie originária da África.

fósseis de felinos extintos
Fonte: http://www.academia.edu/

Maior do que os jaguares sul-americanos, supõe-se que o seu desaparecimento ocorreu algum tempo depois da chegada na Europa do leão e do leopardo, aumentando assim a lista de felinos extintos.